Qualidade da aplicação na cultura da soja em sistema integração lavoura-floresta e monocultura / Quality of the application in soybean in crop-forest integration system and monoculture

Pedro Henrique de Souza Rangel, Luiz Augusto Inojosa Ferreira, Natãny Aparecida Paduan, João Victor de Oliveira, Antônio Augusto Corrêa Tavares, Rone Batista de Oliveira, Marco Antonio Gandolfo

Abstract


Uma importante característica dos sistemas de integração lavoura-floresta (ILF) é a criação de um microclima na área em que ele é implantado, possibilitando a pulverização em condições mais amenas. O objetivo do trabalho foi avaliar a qualidade da aplicação na cultura da soja, com diferentes tecnologias e horários de pulverização, em sistema de integração lavoura-floresta e em monocultura. O trabalho foi composto por dois campos experimentais: o primeiro instalado no sistema de integração lavoura-floresta e o segundo em sistema de monocultura de soja, com 6 tratamentos em esquema fatorial 3x2, sendo 3 classes de gotas e 2 períodos de pulverização. Foram avaliadas a cobertura e depósito da pulverização nos estratos superior, médio e inferior da soja. A pulverização na cultura da soja no período vespertino aumentou o percentual de cobertura e depósito. A deposição da calda nos estratos da cultura não diferiu significativamente entre os sistemas quando a aplicação aconteceu no período matutino. Entretanto, quando a pulverização foi realizada no período vespertino, os valores médios de depósito foram maiores no sistema de monocultura. O estabelecimento do sistema de integração lavoura-floresta proporcionou redução da temperatura ambiente, no entanto, não foi suficiente para gerar melhorias na qualidade da aplicação.


Keywords


classe de gotas, Glycine max, horário de aplicação, sistemas produtivos, tecnologia de aplicação.

References


ALMEIDA, D.P. et al. 2016. Application volumes and sizes of droplets for the application of diquat herbicide in the controle of Eichhornia crassipes. Planta Daninha, v.34, n.1, p.171-179.

BALAN, M.G. et al. 2008. Deposição da calda pulverizada por três pontas de pulverização sob diferentes condições meteorológicas. Semina: Ciências Agrárias, v.29, n.2, p.293-298. DOI: https://doi.org/10.5433/1679-0359.2008v29n2p293

BALBINO, L.C.; BARCELLOS, A.O.; STONE, L.F. 2011. Marco referencial: integração lavoura-pecuária-floresta. Brasília, Embrapa. 130p.

BOLLER, W.; FERREIRA, M.C.; COSTA, D.I. 2011. Condições do ar e angulação das folhas influenciam a qualidade das pulverizações na cultura da soja. Revista Plantio Direto, v.121, p.33-37.

BUENO, M.R.; CUNHA, J.P.A.R.; SANTANA, D.G. 2017. Assessment of spray drift from pesticide applications in soybean crops. Biosystems Engineering, v.154, p.35-45. DOI: https://doi.org/10.1016/j.biosystemseng.2016.10.017.

CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento. 2020. Acompanhamento da safra brasileira de grãos. Disponível em: https://www.conab.gov.br/info-agro/safras/graos. Acesso em: jan 27, 2019.

COSTA, L.L. et al. 2018. Insecticide spraying in soybean plants: Different nozzles models and agrometeorological conditions. Engenharia Agrícola, v.38, n.5, p.673-679. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1809-4430-Eng.Agric.v38n5p673-679/2018.

CROSS, J.V. et al. 2001. Spray deposits and losses in different sized apple trees from an axial fan orchard sprayer: 2. Effects of spray quality. Crop Protection, v.20, n.4, p.333-343. DOI: https://doi.org/10.1016/S0261-2194(00)00163-0.

CUNHA, J.P.A.R.; JULIATTI, F.C.; REIS, E.F. 2014. Tecnologia de aplicação de fungicida no controle da ferrugem asiática da soja: resultados de oito anos de estudos em Minas Gerais e Goiás. Bioscience Journal, v.30, n.4, p.950-957.

CUNHA, J.P.A.R. et al. 2016. Pesticide application windows in the region of Uberlândia-MG, Brazil. Bioscience Journal, v.32, n.2, p.403-411. DOI: https://doi.org/10.14393/BJ-v32n2a2016-31920.

GRAZIANO, C.E.P.L. et al. 2017. Spraying quality of crop protection products using two droplet spectra in three periods of the day. Engenharia Agrícola, v.37, n.6, p.1183-1189. DOI:http://dx.doi.org/10.1590/1809-4430-eng.agric.v37n6p1183-1189/2017.

MULLER, M. 2017. Arquitetura de plantas de soja: Interceptação de radiação solar, deposição de produtos fitossanitários e produtividade. Dissertação de Mestrado, Universidade de Passo Fundo, Pós-Graduação em Agronomia.

PRADO, E.P. et al. 2015. Taxa de aplicação e uso de surfactante siliconado na deposição da pulverização e controle da ferrugem da soja. Engenharia Agrícola, v.35, n.3, p.514-527. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1809-4430-Eng.Agric.v35n3p514-527/2015.

RAKOCEVIC, M. et al. 2010. Heliotropic responses of soybean cultivars at three phenological stages and under two water regimes. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.45, n.7, p.661-670. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2010000700005.

RIBASKI, J. et al. 2009. Experiências com sistemas silvipastoris em solos arenosos na fronteira oeste do Rio Grande do Sul. In: Workshop integração lavoura-pecuária-floresta no bioma pampa.

SILVA, A.F.; OLIVEIRA, R.B.; GANDOLFO, M.A. 2018. Mapping of the time available for application of pesticides in the state of Paraná, Brazil. Acta Scientiarum, v.40:e39421. DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actasciagron.v40i1.39421.

SILVA, B.M. et al. 2014. Deposition of spray solutions applied with jet plane spray nozzles on different parts of the plants of soybean (Glycine max) and corn (Zea mays). Engenharia na Agricultura, v.22, n.1, p.17-24. DOI: http://dx.doi.org/10.13083/1414-3984.V22N01A02.

WEBER, N.C. et al. 2017. Deposição de calda ao longo do dossel na cultura da soja utilizando pulverizador equipado com controlador de fluxo. Engenharia na Agricultura, v.25, n.5, p.459-468. DOI: https://doi.org/10.13083/reveng.v25i5.843.

YU, Y. et al. 2009. Evaporation and coverage area of pesticide droplets on hairy and waxy leaves. Biosystems Engineering, v.101, n.3, p.1-11.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-006

Refbacks

  • There are currently no refbacks.