Crescimento e índices fisiológicos de melancieira em resposta à fertilização orgânica/Growth and physiological indices of watermelon in response to organic fertilization

Zenaide Teles de Oliveira, Janivan Fernandes Suassuna, Flávio da Silva Costa, Adaize Silva de Oliveira, Flaviana Gonçalves da Silva, Kalyne Sonale Arruda de Brito

Abstract


A melancia é uma cultura de grande importância socioeconômica e uma excelente opção agrícola para o estado do Amapá, porém, a produtividade de melancia na região é limitada por problemas de fertilidade e manejo do solo. Assim, objetivou-se avaliar o crescimento vegetativo e índices fisiológicos de cultivares de melancieira em função da fertilização orgânica com o uso de biofertilizante. O experimento foi conduzido em casa de vegetação na Universidade Federal do Amapá, Campus Mazagão, em blocos ao acaso, com 4 tratamentos correspondente aos níveis de fertilizante (50, 100, 150 e 200 mL) em cultivares de melancia, (Crimson Sweet a Charleston Gray). Analisou-se o comprimento do ramo principal, diâmetro caulinar, número de folhas e área foliar, bem como as respectivas taxas de crescimento relativo, teor relativo de água foliar, fitomassa seca do caule, das folhas, das raízes e fitomassa total, além da, razão de peso foliar e relação raiz/parte aérea. O uso de biofertilizante no manejo nutricional de melancieira é vantajoso e beneficia os aspectos morfofisiológicos da planta, de acordo com as analises, houve crescimento linear da fitomassa e na área foliar específica em função do aumento dos níveis de biofertilizante aplicados, já a razão de peso foliar e relação raiz/parte aérea decresceram quando as plantas foram submetidas a aumento na quantidade de biofertilizante. A cultivar Charleston Gray teve maior crescimento em folhas, em relação à Crimson Sweet.

Keywords


Citrullus lanatus, adubação orgânica, biofertilizante

References


ALEXANDRINO, E.; GOMIDE, J. A.; OLIVEIRA, J. A. de; TEIXEIRA, A. C. B.; LANZA, D. C. F. Distribuição dos fotoassimilados em plantas de Panicum maximum cv. Mombaça. Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, MG, v. 34, n. 5, p. 1449-1458, set./out. 2005. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982005000500004. Disponível em:http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S151635982005000500004. Acesso em: 20 jul. 2020

ANDRADE JÚNIOR, A. S.; RODRIGUES, B. H. N.; SOBRINHO, C. A.; BASTOS, E. A.; MELO, F. B.; CARDOSO, M. J.; SILVA, P. H. S. da; DUARTE, R. L. R. A cultura da melancia. Teresina: Embrapa Meio Norte. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica - Coleção Plantar, 2. ed. rev. amp. n. 57, 2007. 85 p.

ANGELOCCI, L. R. Água na planta e trocas gasosas/energéticas com a atmosfera: introdução ao tratamento biofísico. Piracicaba: Edição do autor, 2002. 272 p.

BARBOSA. A. L. Nutrição e adubação de plantas cultivadas em substrato. Viçosa, MG: UFV, p. 226-235, 2004.

BENINCASA, M. M. P. Análise de crescimento de plantas: noções básicas. Jaboticabal: FUNEP, 2003. 42 p.

CAIRO, P. A. R. Curso básico de relações hídricas de plantas. Vitória da Conquista: UESB, 1995. 32 p.

DIAS, R. C. S.; SANTOS, J. S. dos. Panorama nacional de produção da melancia. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/196237/1/Rita-2019.pdf. Acesso em: 21 maio 2020.

FAVARIN, J. L.; DOURADO NETO, D.; GARCÌA, A. G.; NOVA, N. A. V.; FAVARIN, M. G. G. V. Equações para a estimativa do índice de área foliar do cafeeiro. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v.37, n.6, p.769-773, jun. 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/%0D/pab/v37n6/10553.pdf. Acesso em: 20 jul. 2020.

FERREIRA, D. F. A computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 35, n, 6, p. 1039-1042, nov./ dez 2011. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-70542011000600001. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542011000600001. Acesso em: 20 jun. 2020.

FIGUEREDO, L. F.; SILVA, J. N. da; FIGUEREDO J. P. de; PAIVA, J. R. G. de; ANDRADE, R. Produção de fitomassa de melão sob diferentes lâminas com e sem biofertilizante. In: INOVACRI INTERNATIONAL MEETING, 1.; WORKSHOP INTERNACIONAL DE INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS NA IRRIGAÇÃO, 4., Fortaleza, mai. 2012. Anais [...] Fortaleza: Inovagri, 2012. Disponível em: http://www.inovagri.org.br/meeting2012/wp-content/uploads/2012/06/Protocolo406.pdf. Aceso em: 23 jul. 2020.

FONTES, P. C. R.; DIAS, E. N.; SILVA, D. J. H. Dinâmica do crescimento, distribuição de matéria seca na planta e produção de pimentão em ambiente protegido. Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v.23, p.94-99, jan./ mar. 2005. DOI: 10.1590/S0102-05362005000100020. Disponível: http://www.scielo.br/pdf/hb/v23n1/a20v23n1.pdf. Acesso em: 15 jun. 2020.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Produção Agrícola: lavouras temporárias 2018. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ce/pesquisa/14/10193. Acesso em: 21 maio 2020.

LIMA, J. G. A.; VIANA, T. V. de A.; SOUSA, G. G.; WANDERLEY, J. A. C.; PINHEIRO NETO, L. G.; AZEVEDO, B. M. Crescimento inicial do milho fertirrigado com biofertilizante. Agropecuária Científica no Semiárido, São Paulo, v. 8, n.1, jan./ mar. 2012. Disponível em: http://revistas.ufcg.edu.br/acsa/index.php/ACSA/article/view/208. Acesso em: 10 jun. 2020.

LIMA, R. Â. P. de. Agricultura camponesa e dinâmica de ocupação do Território no Estado do Amapá. In: PORTO, J. L. R. Amapá: aspectos de uma Geografia em construção. Macapá: [s.n.], v.1, 2005. p. 35-57. Série percepções do Amapá.

MAGALHÃES, A.C.N. Análise quantitativa do crescimento. In: FERRI, M.G. (Ed.). Fisiologia vegetal. São Paulo: Edusp, 1979. v.1, p.331-349.

MAGALHÃES, A.F.J.; GOMES, J.C. Calagem e adubação. In: RITZINGER, R.; KOBAYASHI, A.K.; OLIVEIRA, J.R.P. A cultura da aceroleira. Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2003. 198 p.

MAGALHÃES, P. C.; DURÃES, F. O. M.; RODRIGUES, J. A. S. Ecofisiologia. In: RODRIGUES, J. A. S. (Ed.). Cultivo do sorgo. 5. ed. Sete Lagoas: Embrapa Milho e Sorgo, 2007. p.116-127.

MESQUITA, F. O.; CAVALCANTE, L. F.; REBEQUI, A. M.; LIMA NETO, A. J.; NASCIMENTO, J. A. M. do. Produção de mudas de maracujazeiro amarelo em substrato com biofertilizante bovino irrigado com águas salinas. Revista Agropecuária Técnica. Areia, v. 31, n.2, p.134-142, 2010.

MELETTI, L. M. M.; CAVICHIOLI, J. C.; PACHECO, C. A. Cultivares e produção de mudas. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v.33. n. 269, p. 39, jul./ago. 2012.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO AMAPÁ (MPAP) 2015. Disponível em: http://www.mpap.mp.br/meio-ambiente/111-noticias-prodemac/194-solos. Acesso em: 20 jun. 2020.

PEEL, M. C.; FINLAYSON, B. L.; MCMAHON, T. A. Atualizado mapa mundial da classificação climática Köppen-Geiger. Hydrology and Earth System Sciences, v.11, n.5, p. 1633-1644, 2007.

RADFORD, P. J. Growth analysis formula their use and abuse. Crop Science, Madison, Wiscosin, Estados Unidos, v.7, n.42, p.171-175, jun. 1967. Disponível em: http://garfield.library.upenn.edu/classics1981/A1981LS97200001.pdf. Acesso em: 28 jul. 2020

RITZINGER, C.H.S.P.; FANCELLI, M. Matéria orgânica e o manejo integrado de nematóides. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE BANANICULTURA, 6., 2004, Joinville. Anais [...] Itajaí: SBF/ACAFRUTA, 2006. p.92-105.

SILVA, I. C.; LOMBA, R. M.; FILOCREÃO, A. S. M. Assistência Técnica e Extensão Rural no Estado do Amapá. In: ENCONTRO DE GEÓGRAFOS DA AMÉRICA LATINA, 14., 2013, Lima, Peru. Anais do Encontro de Geógrafos da América Latina, Lima, Peru: XIVEGAL2013, 2013. Disponível em: http://observatoriogeograficoamericalatina.org.mx/egal14/Geografiasocioeconomica/Ge ografiaagricola/13.pdf. Acesso em: 15 jun. 2020.

STUCHI, J. F. Biofertilizante: um adubo líquido de qualidade que você pode fazer. 1. ed., Macapá: Embrapa Amapá, 2015. 16 p.

SUASSUNA, J. F.; FERNANDES, P. D.; NASCIMENTO, R. do; OLIVEIRA, A. C. M. de; BRITO, K. S. A. de; MELO, A. S. de. Produção de fitomassa em genótipos de citros submetidos a estresse hídrico na formação do porta-enxerto. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.16, n.12, p.1305–1313, 2012. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662012001200007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S141543662012001200007&script=sci_abstract&tlng=pt . Acesso em: 25 jun. 2020.

WEEKNER, F. C.; CAMPOS, M. C. C.; MANTOVANELLI, B. C.; CUNHA, J. M. Efeito da aplicação de biofertilizante a base de esterco bovino fresco no crescimento de pimenta de cheiro (Capsicum Chinense Jacq.). Revista da Universidade Vale do Rio Verde - UNINCOR. v. 16, n.1, 2018. Disponível em: http://periodicos.unincor.br/index.php/revistaunincor/article/view/4334. Acesso em: 25 jul. 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117//bjdv6n10-700

Refbacks

  • There are currently no refbacks.