A educação para as relações étnico-raciais: Ensino no contexto com a comunidade quilombola Kalunga / Education for ethnic-racial relationships: Teaching in the context with the quilombola community Kalunga

Rosikelly Macedo Gonçalves CabralV, Juliana Moraes Franzão, Renata Araújo Guizzetti, Eunice Rosa dos Santos

Abstract


O trabalho apresentado é fruto de sequência didática realizada nas turmas de 4º e 5º Ano do Ensino Fundamental I, na Escola Happy School, do Município de Itumbiara no estado de Goiás. O relato de experiência buscou responder a seguinte questão: “É possível que alunos do Ensino Fundamental I despertem o interesse em conhecer a história de comunidades quilombolas a partir de aulas contextualizadas com as relações étnico-raciais?”. Essa sequência desenvolveu-se  em  quatro etapas, sendo que a primeira consistiu na apresentação do livro “O Kalunga tem História Desafios para o Ensino de Química na Educação Quilombola”, com o levantamento de semelhanças e diferenças existentes entre a realidade dos alunos e as comunidades quilombolas, evidenciando o processo histórico, a luta e a cultura. Na segunda etapa, realizou-se a leitura e discussão contextualizando-a com o livro didático da escola que apresenta o tema Remanescente de Quilombo Kalunga inserido na História de Goiás. A terceira etapa consistiu em diálogo e produção de textos e a quarta e última etapa, na elaboração de slides e apresentação dos trabalhos. Os resultados evidenciaram a necessidade de um currículo escolar integrado que estimule o aluno a querer conhecer e valorizar a história e cultura de comunidades quilombolas.

Keywords


Educação, Quilombolas, Kalunga.

References


ALMEIDA, J. G. Organização Espacial e Ocupação no Kalunga: a moradia como efetivadora. Paranoá Periódico Eletrônico de Arquitetura e Urbanismo. Paranoá, Brasília, DF, v. 7, 2005.

ARRUTI, J. M. Mocambo: antropologia e história do processo de formação quilombola. Bauru: Edusc, 2006.

BAIOCCHI, M. N. Kalunga: povo da terra. Brasília: Ministério da Justiça,123p. 1999.

BARRETTO, M. Turismo e legado cultural: as possibilidades do planejamento. Campinas: Papirus, 2000.

BARTH, F. On the study of social change. American Anthropologist, Washington, v. 69, n. 6, p. 661-669, 1967.

BRASIL. Resolução N.º 08 de 20 de novembro de 2012. Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Escolar Quilombola. Brasília, MEC/CNE, 2012. BRASIL. _______, MEC, 2012. Disponível em http://www.seppir.gov.br/portal-antigo/arquivospdf/diretrizes-curriculares. Acesso em: 03 mai. 2019.

DALFRÉ, L. A.; MELLO, L.; FREITAS, S. C.; Regional 5° Ano: História e Geografia: Goiás. Curitiba: Positivo, 2013. 18-27pp.

FRANZÃO, Juliana Moraes. O Kalunga tem História. Uberlândia: Navegando, p. 40, 2017.

HARKOT-DE-LA-TAILLE, E.; SANTOS, A. R. SOBRE ESCRAVOS E ESCRAVIZADOS: PERCURSOS DISCURSIVOS DA CONQUISTA DA LIBERDADE :III Simpósio Nacional Discurso, Identidade e Sociedade (III SIDIS). Campinas – SP, p. 13. 2012. Disponível em:

https://www.iel.unicamp.br/sidis/anais/pdf/HARKOT_DE_LA_TAILLE_ELIZABETH.pdf - Acesso em 28 de mai.2019

LIMA, L. N. M.; NAZARENO, E. Manifestações culturais em território Kalunga: a festa de Nossa Senhora de Aparecida como elemento de (re)afirmação identitária e reaproximação étnica. REMIE Multidisciplinary Journal of Educational Research, v. 2, n. 1, p. 105-127, 2012.

MOURA, Clóvis. Rebeliões na senzala: quilombos, insurreições, guerrilhas. São Paulo: Ciências Humanas, 1981.

MOURA, Clóvis. História do Negro Brasileiro. 2. ed. São Paulo: Ática, 1992.

MOURA, Glória. A educação e as comunidades remanescentes de quilombos. Revista Palmares em Ação, Brasília, Ano 1, n. 1,2002, pp. 10-23.

MOURA, Glória. O direito à diferença. In: KABENGELE, M. Superando o racismo na escola. Brasília: Ministério da Educação: Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005.

REIS, João José; GOMES, Flávio dos Santos. Liberdade por um fio. História dos quilombos no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

REIS, João José; GOMES, Flávio. Liberdade por um fio: história dos quilombos no Brasil. 5ª reimp. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

SILVA, Dimas S. da. Frechal: Constituição e diferença: o problema jurídico das comunidades remanescentes de quilombos no Brasil. In: Regulamentação de terras de negros no Brasil. Boletim Informativo NUER, v. 1, n. 1

UNGARELLI, D.B. A comunidade quilombola kalunga do Engenho II: cultura, produção de alimentos e ecologia de saberes. 2009. 92p. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável) – Universidade de Brasília (UnB), Brasília, DF.

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1518-70122015000200421 – Acesso em 28/mai/2018.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-688

Refbacks

  • There are currently no refbacks.