Propagação vegetativa de espécies florestais da Amazônia/Vegetative propagation of Amazonian forest species

Alaíde de Oliveira Carvalho, André Henrique Bueno Neves, Kenia Michele de Quadros Tronco

Abstract


A possibilidade de utilização de espécies nativas em maior escala, tanto para fins comerciais quanto para a revegetação de áreas degradadas depende da disponibilidade de sementes bem como o domínio dos métodos de produção de mudas de qualidade. Desta maneira, técnicas como a miniestaquia podem ser otimizadas para a propagação em massa de espécies florestais endêmicas da Amazônia. O objetivo desse trabalho foi avaliar o potencial de formação de mudas clonais por meio da miniestaquia para as espécies Myracrodruon urundeuva Allemão, Jacaranda mimosifolia D. Don. As miniestacas foram avaliadas aos 60 dias quanto a produtividade de miniestacas, sobrevivência das miniestacas inalteradas e o percentual de enraizamento. Os dados foram analisados de forma descritiva. Foram obtidas o total de 40 minicepas e 618 miniestacas das espécies selecionadas. A espécies Myracrodruon urundeuva Allemão, Jacaranda mimosifolia D. Don apresentaram indução de brotações epicórmicas aptos a coletas 15 dias após a poda de formação. A técnica de miniestaquia pode ser considerada eficiente na produção de propágulos, visando a propagação clonal para essas espécies, pois ambas as espécies apresentaram boa produtividade de material propagativo. A espécie M. urundeuva não apresentou enraizamento, sendo que o J. mimosifolia apresentou capacidade de enraizamento, mesmo sem o uso de fitorreguladores.


Keywords


Myracrodruon urundeuva Allemão, Jacaranda mimosifolia D. Don, miniestaquia, produção de mudas.

References


ALFENAS, A. C.; ZAUZA, E. A. V.; MAFIA, R. G.; ASSIS, T. F. Clonagem e doenças do eucalipto. 2. ed. Viçosa, MG: Ed da UFV, 2009. 500 p.

ALVARES; C.; STAPE, J; SENTELHAS, P.; GONÇALVES, J.; SPAROVEK, G. Koppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift, v. 22, n. 6, p. 711-728, 2013.

BADILLA, Y.; XAVIER, A.; MURILLO, O.; PAIVA, H. N. D. Eficiência do AIB no enraizamento de miniestacas de clones de Teca (Tectona grandis Linn F.). Revista Árvore, 40 (3), 477-485. 2016.

CÂMARA, F. M. M.; CARVALHO, A. S. de.; MENDONÇA, V.; PAULINO, R. da C.; DIÓGENES, F. É. P. Sobrevivência, enraizamento e biomassa de miniestacas de aceroleira utilizando extrato de tiririca. Comunicata Scientiae, Bom Jesus, v.7, n.1, p.133-138, Jan./Mar. 2016.

CARVALHO, M. A. 2016. Efeito Da Aplicação De Ácido Indolbutírico No Enraizamento De Miniestacas E Qualidade De Mudas De Tectona Grandis (Linn F.). (Monografia). Universidade Federal de Mato Grosso, como parte das exigências para obtenção do título de Bacharel em Engenharia Florestal. CUIABÁ-MT.

CARVALHO, P. E. R. Cerejeira-da-Amazônia Amburana acreana. Embrapa Florestas. Colombo, PR Novembro, 2007.

CUNHA, C. M. C. M.; PAIVA, H. N.; BARROS, N. F.; LEITE, H. G. LEITE F. P. Relações do estado nutricional de minicepas com enraizamento de miniestacas de Eucalipto. R. Brasileira Ciências do Solo, Viçosa - MG, n. 33, p. 591 - 599, 2009.

DIAS, P.C; OLIVEIRA, L.S; XAVIER, A; WENDLING, I. Estaquia e mini estaquia de espécies florestais lenhosas do Brasil. Pesquisa Florestal Brasileira. Colombo, v. 32, n. 72, p. 453-462, out./dez. 2012.

FERRARI, M.P.; GROSSI, I.; WENDLING, I. Propagação vegetativa de espécies florestais. Embrapa Florestas, Colombo-PR, agosto 2004.

FERREIRA E. M.; ALFENAS, A. C.; MAFIA, R. G.; LEITE, H. G.; SARTORIO, R. C.; FILHO PENCHEL R. M. Determinação do tempo ótimo do enraizamento de miniestacas de clones de Eucalyptus spp. Revista Árvore. 2004;28(2).

FERRIANI, A. P.; ZUFFELLATO-RIBAS, K. C.; WENDLING, I.; Miniestaquia aplicada a espécies florestais. Revista Agro@mbiente. On-line, v. 4, n. 2, p. 102-109, jul-dez, 2010.

FERRONATO, M. L.; BONAVIGO, P. H.; LIMA, N. L.; de SOUZA, M. A.; FERRONATO, D. R. C. F.; MOREIRA, S. N. S.; de SOUZA, D. B. Viveiro Cidadão – Recuperação de Florestas de áreas degradadas na Zona da Mata Rondoniense. Rolim de Moura – RO, 1º edição. ECOPORE, 2015.

FETT-NETO, A. G.; FETT, J. P.; GOULART, G. P.; TEMIGNONI, R. R.; FERREIRA, A. G.; Distinct efects of auxin and ligth on adventitious root develoment in Eucalyptus saligna and Eucalyptus globulus. Tree physiology, Victoria, Canada, n.21, p. 457- 464, 2001.

GIMENES, E.S.; KIELSE, P.; HAYGERT, K.L.; FLEIG, F.D.; KEATHLEY, D.E.; BISOGNIN, D.A. Propagação de Cabralea canjerana por miniestacas. Journal of Horticulture and Forestry, 7 (1), 8-15. 2015.

IBGE. Manual Técnico da Vegetação Brasileira: Sistema fitogeográfico Inventário das formações florestais e campestres Técnicas e manejo de coleções botânicas Procedimentos para mapeamentos. p 271, 2012.

LORENZI, H. Árvores Brasileiras: Manual de Identificação e Cultivo de Plantas Arbóreas Nativas do Brasil. Nova Odessa: São Paulo. 352p. 2000.

OLIVEIRA, M. C.; RIBEIRO, J. F.; RIOS, M. D. S.; REZENDE, M. E. Enraizamento de estacas para produção de mudas de espécies nativas de matas de galeria. Embrapa Cerrados-Recomendação Técnica (Infoteca Embrapa). 2001.

PACHECO, J. P.; FRANCO, E. T. H. Substratos e estacas com e sem folhas no enraizamento de Luehea divaricata Mart. Ciência Rural, v.38, n.7, p.1900-1906, 2008.

SANTOS, G. A. dos; XAVIER, A.; WENDLING, I.; OLIVEIRA, M. L. Uso da miniestaquia na propagação clonal de Cedrela fissilis (Cedro-rosa). In: Congresso E Exposição Internacional Sobre Florestas, 6, 2000, Porto Seguro. Resumos técnicos. Rio de Janeiro: Instituto Ambiental Biosfera, 2000 a. p. 203.

TITON, M.; XAVIER, A.; REIS, G. G; OTONI, W. C. Eficiência das minicepas e microcepas na produção de propágulos de clones de Eucalyptus grandis, Revista Árvore, v. 27, n. 5, p. 619-625, 2003.

VELOSO, H. P.; RANGEL FILHO, A. L. R.; LIMA, J. C. A. Classificação da Vegetação Brasileira adaptada a um sistema universal. Rio de Janeiro, RJ: IBJE, CDDI, 1991. p. 124.

WENDLING, I. Propagação vegetativa de erva-mate (Ilex paraguariensis): estado da arte e tendências futuras. Colombo: Embrapa Florestas, 2003.

WENDLING, I.; XAVIER, A. Influência do ácido indolbutírico e ds miniestaquia seriada no enraizamento e vigor de miniestacas de clones de Eucalyptus grandis. Revista Árvore, 29(6). 2005.

WENDLING, I.; XAVIER, A. Miniestaquia seriada no rejuvenescimento de clones de Eucalyptus. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 38(4), pp.475-480. 2003.

WENDLING, I.; XAVIER, A.; GOMES, JM; PIRES, IE; ANDRADE, HB Efeito do regulador de crescimento AIB na propagação de clones de Eucalyptus spp. por miniestaquia. Revista Árvore, v. 24, n.2, p. 187-192. 2000.

XAVIER, A.; SANTOS, G. A. D.; WENDLING, I. Propagação vegetativa de cedro-rosa por miniestaquia. Revista Árvore, 27(2). 2003.

XAVIER, A.; WENDLING, I. Miniestaquia na clonagem de Eucalyptus . Viçosa, MG: SIF, 1998. 10 p. (Informativo Técnico SIF, 11).




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-686

Refbacks

  • There are currently no refbacks.