Síndrome de ogilvie em paciente cardiopata: relato de caso / Ogilvie syndrome in heart patient: case report

Rullya Marson de Melo Oliveira, Amanda Oliva Spaziani, João Vitor Soares Vicentini, Nicolas Fernando Rocha, Dieison Pedro Tomaz Da Silva, Vislaine Do Aguiar Morete, Mariana Zeitune De Oliveira Pereira, Lorena De Freitas, Henrique Alexandre Pugle Palma De Carvalho, Larissa Ribeiro Alves, Adonai Patrick de Oliveira Gabriel

Abstract


Em 1948, Heneage Ogilvie descreveu pela primeira vez a Síndrome de Ogilvie, também conhecida como pseudo-obstrução intestinal, que tem como principal característica a distensão do cólon sem causas mecânicas. O presente estudo objetiva relatar um caso de Síndrome de Ogilvie em paciente cardiopata com desfecho trágico. Paciente de 59 anos, sexo feminino, admitida em pronto atendimento com queixa de dispneia e elevações dos níveis pressóricos. Após as medidas iniciais, apresentava pressão arterial em 180x110 mmHg e taquipneia. Foram prescritos nitroglicerina, furosemida, ventilação não invasiva e medidas para a insuficiência cardíaca congestiva. Durante a internação evolui para falência renal com necessidade de hemodiálise. Evoluiu com três paradas cardiorrespiratórias em atividade elétrica sem pulso, devido a hiperpotassemia refratária a medidas clínicas, revertidas.Devido a ausência de evacuação, foram prescritas medidas laxativas. A Tomografia realizada sem contraste evidenciou distensão colônica sem líquido na cavidade ou sinais de obstrução intestinal mecânica. Na colonoscopia havia abundante quantidade de fezes, distensão de reto, cólon sigmoide e descendente. Ao exame físico de abdome notou-se ruídos hidroaéreos diminuídos, distensão, timpanismo à percussão e ausência de dor ou visceromegalias à palpação, levando a hipótese de Sindrome de Ogilvie. Foi prescrita a Neostigmina, porém paciente evoluiu sem melhora e com piora do quadro álgico. Foi realizada uma nova colocoscopia com tentativa de descomprimir o trajeto intestinal, porém devido a ausência de sucesso, foi feita uma transversostomia descompressiva que melhorou o quadro sindrômico, entretanto, paciente evoluiu com hiperpotassemia três dias após o procedimento cirúrgico e nova parada cardiorrespiratória resultando em óbito. A causa exata da Síndrome de Ogilvie permanece desconhecida. A teoria suposta por Ogilvie para explicar a pseudo-obstrução colônica aguda foi um desequilíbrio na atividade do sistema nervoso autônomo, uma supressão da atividade dos nervos parassimpáticos sacrais juntamente com um aumento dos impulsos simpáticos.

 


Keywords


síndrome de Ogilvie, nefropatia, distúrbio hidroeletrolítico.

References


Wells CI, O’Grady G, Bissett IP. Pseudo-obstrução colônica aguda: uma revisão sistemática de etiologia e mecanismos. Word J Gastroenterology 2017 Ago;20(30):5634-5644. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5558126/

Filho JMR, Malafaia O, Fouani NM, Fouani MM, Justen MS, Trevisan NB, et al. Síndrome de Ogilvie (pseudo-obstrução intestinal aguda). ABCD 2009 Jun;22(2):124-6.

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202009000200012

Pessôa FMC, Bittencourt LK, Melo ASA. Síndrome de Ogilvie após uso de vincristina: avhados tomográficos. Radiol Bras 2017 Jul/Ago;50(4):266-276. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842017000400273〈=pt

Al-Halawani M, Savaille J, Thawabi M, Abdeen Y, Miller RA, Fedida AA. Síndrome de Ogilvie após Cardioversão para Fibrilação Atrial. Hindawi Publishing Corporation 2014 Ago 19;p.1-3. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4157003/

Moreira VF, Garrido E. Síndrome de Ogilvie. Revista Española de Enfermidades Digestivas 2013 mar;105(3):175.

http://scielo.isciii.es/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1130-01082013000300011〈=pt

Bains A, Tayal S, Al-Hashimi N, Okesanya A, Kondamudi V. O homem com síndrome de “pseudo-oclusão”: um relato de caso. Gastroenterology Research 2013 mar;6(1):34-6.

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5051118/

Silva CM, Victorino CA, Andrade LC. Síndrome de Ogilvie. Relato de dois casos tratados com cecostomia. Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões 2006 Jan/Fev;33(1):57-9. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-69912006000100014〈=pt

Schlittler LA, Lazaretti NS, Villaroel RU, Schavinski C, Osório PS, Mazzini T, et al. Síndrome de Ogilvie associada a adenocarcinoma de pâncreas. Jornal Português de Gastrenterologia 2010 mar 17;p60-4. http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0872-81782010000200003〈=pt

GUERRA MACIAS, Iliana. Seudoobstrucción colónica aguda o síndrome de Ogilvie en una anciana. MEDISAN, Santiago de Cuba , v. 22, n. 2, p. 210-214, feb. 2018 . Disponible en . accedido en 31 agosto 2020.

MIER ESCURRA, Erik Antonio et al . Pseudo-obstrucción colónica aguda (síndrome de Ogilvie) post-trasplante renal. Bol. Med. Hosp. Infant. Mex., México , v. 73, n. 4, p. 250-255, agosto 2016 . Disponible en . accedido en 31 agosto 2020. https://doi.org/10.1016/j.bmhimx.2016.04.003.

PALACIOS MOGUEL, Paul; CEPEDA JIMENEZ, Miguel; ARELLANO ESTRADA, Juan Manuel. Coma mixedematoso y síndrome de Ogilvie asociado a aripiprazol, memantina y venlafaxina. Reporte de caso. Med. crít. (Col. Mex. Med. Crít.), Ciudad de México , v. 30, n. 5, p. 342-346, dic. 2016 . Disponible en . accedido en 31 agosto 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-684

Refbacks

  • There are currently no refbacks.