Caracterização morfológica e agronômica de acessos de milho crioulo do Banco de Germoplasma da UFPR / Morphological and agronomic characterization of landrace maize accessions from the UFPR Germplasm Bank

Murilo Henrique Machado Chaves, Giandrei Dudek, Bruno Cândido de Lima, Alan Grigório Martins, Vivian Carré Missio, Robson Fernando Missio

Abstract


O milho é o cereal de maior importância socioeconômica a nível mundial, desta forma, sua importância está ligada à sua versatilidade de utilização, sendo empregado nas dietas humanas e animais. O objetivo do trabalho foi a caracterização morfológica e agronômica de acessos de milho, para que se inicie um programa de melhoramento genético de milho na UFPR – Setor Palotina. O trabalho foi realizado no campo Experimental da C-Vale, no município de Palotina-PR. Foram avaliados 171 acessos de milho crioulo da UFPR – Setor Palotina. Os acessos foram dispostos em fileiras únicas de 5m, em espaçamento 0,20m entre plantas, e 0,45m entre linhas. Para realizar as avaliações foram utilizadas 5 plantas de cada acesso aleatoriamente e realizada todas as avaliações. Neste trabalho foi avaliado os principais descritores do milho segundo recomendação da Embrapa. Os resultados observados mostraram variação em todas as características avaliadas. As características que apresentaram maior variância foram: peso de mil grãos, altura de plantas, plantas acamadas e plantas quebradas. Por outro lado, as características que obtiveram as menores variações foram: diâmetro de colmo, diâmetro de sabugo e diâmetro de espiga. Foi observado que alguns acessos apresentaram elevada porcentagem de plantas quebradas e acamadas. Entretanto, muitos acessos não apresentaram plantas acamadas ou quebradas, os quais podem ser muito úteis ao programa de melhoramento. Aproximadamente 17,91% dos acessos apresentaram espigas decumbentes, enquanto 29,01% possuem espigas obliquas e a grande maioria 53,08% possui espigas eretas. Os acessos presentes no banco de germoplasma da UFPR – Setor Palotina apresentaram uma elevada variabilidade, proporcionando uma ampla importância para um programa de melhoramento genético, onde estes acessos podem ser selecionados para melhoramento ou formação de novos compostos. Alguns acessos apresentaram excelentes características que os configuram como bons parentais.


Keywords


Características, Zea Mays, Avaliação, Variabilidade, Acessos.

References


ALMEIDA FILHO, S, L.; FONSECA, D, M.; GARCIA, R.; OBEID, A, J.; OLIVEIRA, J, S, Características agronômicas de cultivares de milho (Zea mays L,) e qualidade dos componentes da silagem. Revista Brasileira de Zootecnia, v, 28, n, 1, p, 7-13, 1999,

ANDRADE, J. B.; JUNIOR, E. F.; HENRIQUE, W.; NOGUEIRA, J. R. Porcentagem de grão, palha e sabugo na espiga de 20 cultivares de milho. Boletim de Indústria Animal, v. 53, p. 87-90, 1996.

ANDRADE, R.V. Importância e uso de Banco de Germoplasma de Milho para o Melhoramento Genético Vegetal – Milho. In: UDRY, C. V.; DUARTE, W. (Eds.) Uma História Brasileira do Milho – o Valor dos Recursos Genéticos. Brasília: Paralelo 15, 2000. p. 79-84.

ARAÚJO, P. M.; NASS, L. L. Caracterização e avaliação de populações de milho crioulo. Scientia Agricola, v. 59, n. 3, p. 589-593, 2002.

ARGENTA, G.; SILVA, P. R F. da; SANGOI, L. Arranjo de plantas em milho: análise do estado-da-arte. Ciência Rural, Santa Maria, v. 31, n. 6, p. 1075-1084, 2001.

BALBINOT JÚNIOR, A.A.; BACKES, R.L.; ALVES, A.C; OGLIARI, J.B; FONSECA, J.A. Contribuição de componentes de rendimento na produtividade de grãos em variedades de polinização aberta de milho. Current Agricultural Science and Technology, v. 11, n. 2, 2005.

BRACHTVOGEL, E. L. Densidades e arranjos populacionais de milho e componentes agronômicos. 2008. Tese de Doutorado. Universidade Estadual Paulista “Júlio De Mesquita Filho. Botucatu, SP, 2008. viii, 96 p.

BRUNS, H. Arnold; ABBAS, H. K. Ultra-high plant populations and nitrogen fertility effects on corn in the Mississippi Valley. Agronomy Journal, v. 97, n. 4, p. 1136-1140, 2005.

CARPENTIERI-PÍPOLO, V. et al. Avaliação de cultivares de milho crioulo em sistema de baixo nível tecnológico. Acta Scientiarum. Agronomy, v. 32, n. 2, 2010.

CONAB. Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento de safra brasileira: grãos, quarto levantamento, janeiro 2019.

FERREIRA, D. F. SISVAR: um programa para análises e ensino de estatística. Revista Symposium (Lavras), v. 6, p. 36-41, 2008.

FERREIRA, J. M; MOREIRA, R.M.P.; HIDALGO, J.A.F. Capacidade combinatória e heterose em populações de milho crioulo. Ciência Rural, Santa Maria, v.39, n.2, p.332-339, mar./abr. 2009.

KAPPES, C.; ANDRADE, J. A. C.; ARF, O.; OLIVEIRA, A. C.; ARF, M. V.; FERREIRA, J. P. Desempenho de híbridos de milho em diferentes arranjos espaciais de plantas. Bragantia, Campinas, v. 70, n. 2, p.334-343, 2011.

MIRANDA FILHO, J.B.; NASS, L.L. Hibridação no melhoramento. In: NASS, L.L.; VALOIS, A.C.C.; MELO, I.S.; VALADARES-INGLIS, M.C. Recursos Genéticos e Melhoramento de Plantas, p.603-627, 2001.

MULLER, S. F.; GRISA, S.; ROHDE, M.; SONNTAG, F.; RICKEN, E. Avaliação de parâmetros de desenvolvimento vegetativo em milhos crioulos. Cadernos de Agroecologia, v. 7, n. 2, 2012.

PATZLAFF, N.L.; MARTINS, C.E.N.; ARBOITTE, M. Z.; HÖFS, A. Variedades de milho com polinização aberta da Epagri sob efeito do espaçamento entre linhas. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 6, n. 2, p. 5750-5766, 2020 (DOI:10.34117/bjdv6n2-032).

PALHARES, Marcos. Distribuição e população de plantas e produtividade de grãos de milho. 2003. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.

PATERNIANI, E.; GOODMAN, M.M. Races of maize in Brazil and adjacent areas. CIMMYT, 1978. 95p.

PATERNIANI, E.; NASS, L. L.; SANTOS, M.X. O valor dos recursos genéticos de milho para o Brasil: uma abordagem histórica da utilização do germoplasma. Uma história brasileira do milho: o valor dos recursos genéticos. Brasília: Paralelo, v. 15, p. 11-41, 2000.

PEREIRA FILHO, I.A. Sistema de produção. 9ª Edição, Embrapa Milho e Sorgo, 2015. Disponível em: https://www.spo.cnptia.embrapa.br/conteudo?p_p_id=conteudoportlet_WAR_sistemasdeproducaolf6_1ga1ceportlet&p_p_lifecycle=0&p_p_state=normal&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-2&p_p_col_count=1&p_r_p_-76293187_sistemaProducaoId=7905&p_r_p_-996514994_topicoId=8658.

CATAO, H. C. R. M. et al. Qualidade física, fisiológica e sanitária de sementes de milho crioulo produzidas no norte de Minas Gerais. Ciência Rural, Santa Maria, v. 40, n. 10, p. 2060-2066, 2010.

SANTOS, J. P. Cultivo do Milho. Embrapa Milho e Sorgo. Sistemas de Produção, Versão Eletrônica - 5ª ed. Set. 2009. Disponível em: Acesso em: 25 de julho 2018.

SAWAZAKI, E.; PATERNIANI, M.E.A.G.Z. Evolução dos cultivares de milho no Brasil. In: GALVÃO, J.C.C.; MIRANDA, G.V. Tecnologias de produção do milho. 20.ed. Viçosa: Universidade Federal de Viçosa, v.1, p.13-53, 2004.

SILVEIRA, D. C. BONETTI, L. P. TRAGNAGO, J. L. NETO, N. Produtividade e características de variedades de milho crioulo cultivadas na região noroeste do Rio Grande do Sul. Agrarian Academy, Centro Científico Conhecer - Goiânia, v.2, n.04; p. 60. 2015.

SILVEIRA, D. C. et al. Caracterização agromorfologica de variedades de milho crioulo (Zea mays l.) Na região noroeste do Rio Grande do Sul. CIÊNCIA & TECNOLOGIA, v. 1, n. 1, p. 01-11, 2015.

TEIXEIRA, F. F. et al. Boas práticas na manutenção de germoplasma e variedades crioulas de milho. Embrapa Milho e Sorgo. Comunicado técnico, 2005.

TEIXEIRA, F.F.; COSTA, F.M. Caracterização de Recursos Genéticos de Milho. Comunicado Técnico 185. Embrapa Milho e Sorgo, Sete Lagoas, MG. 1ª Impressão (2010).




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-626

Refbacks

  • There are currently no refbacks.