Habilidade competitiva de cultivares de Canola em competição com o Nabo / Competitive ability of Canola cultivars in competition with Turnip

Evandro Franz, Siumar Pedro Tironi, Gean Lopes da Luz, Luiz Antonio Cezarotto, Douglas Vinicius Zago, Debora Munaretto, Cristiano Reshcke Lajús, Francieli Dalcanton

Abstract


A cultura da canola vem conquistando espaço no mercado brasileiro, principalmente na região sul, como uma opção para cultivo de inverno. No entanto, necessita-se conhecimento sobre o comportamento dessa cultura em todas as suas etapas. Um dos principais limitantes à produção é a competição exercida por plantas daninhas, processo de interferência que pode levar a perdas, tanto em produtividade quanto em qualidade. Sendo assim, objetivou-se avaliar a habilidade competitiva de cultivares de canola (Brassica napus L. var. oleífera) em convivência com o nabo (Raphanus sp.). Foi conduzido um ensaio, a campo, em delineamento de blocos casualizados, com tratamentos arranjados em esquema fatorial de 6 x 3, sendo o primeiro fator formado pelos genótipos de canola (Hyola 61, Hyola 411 e Hyola 433) e o segundo fator pelas densidades de nabo (0, 2, 4, 8, 16, 32 plantas por m-2). O nabo interfere negativamente no desenvolvimento e produtividade da cultura da canola, os danos são expressivos mesmo com baixas densidades populacionais da espécie daninha, acrescendo a cada planta de nabo por m2. As cultivares Hyola 411 e Hyola 433 apresentam maior produtividade quando em competição com o nabo, em comparação com a Hyola 61. O nabo causa significativa perda de produtividade em todos os genótipos de canola, demonstrando a importância do controle desta planta em áreas de cultivo de canola mesmo em baixas populações infestantes

Keywords


Brassica napus, Raphanus sp., convivência, densidade populacional.

References


AGROFIT – Sistema de Agrotóxicos Fitossanitários. 2015. Disponível em: . Acesso em 10 jul. 2016

BECKIE, H. J. et al. Productivity and quality of canola and mustard cultivars under weed competition. Canadian Jornal of Plant Science. Lethbridge, 2007.

BIANCHI, M. A. et al. Interferência de Raphanus sativus na produtividade de cultivares de soja. Planta Daninha. Viçosa, v. 29, n. 4, p.787-792, 2011.

BLACKSHAW, R. E. et al. Influence of wild radish on yield and quality of canola. Weed Science. Lethbridge, v. 50, n. 3, p.344-349, 2002.

BRÁS, P. et al. Avaliação nutricional de coprodutos da extração de óleos vegetais em dieta de ovinos. Boletim Industria animal. Nova Odessa, v. 72, n. 2, p.160-175, 2014.

CANOLA COUNCIL OF CANADA. Canola encyclopedia. 2003. Disponível em:. Acesso em 29 jul. 2015.

COIMBRA, J. L. M. et al. Análise de trilha dos componentes do rendimento de grãos em genótipo de canola. Ciência Rural. Santa Maria, v. 34, n. 5, p.1421-1428, 2004.

COIMBRA, J. L. M. et al. Consequências da multicolinearidade sobre a análise de trilha em canola. Ciência Rurul. Santa Maria, v. 35, n. 2, p. 347-352, 2005.

COMPANIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO. Monitoramento Agrícola. v. 2, n. 10, 2015.

COMPANIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO. Acompanhamento da safra brasileira de grãos: monitoramento agrícola. v. 4, n. 1, 2016.

CORDEIRO, L. A. M.; REIS, M. S.; ALVERENGA, E. M. A Cultura da Canola. Viçosa; UFV, p.27-31, 1999

DAUGOVISH, O.; THILL, D.C.; SHAFII, B. Competition between wild oat (Avena fátua) and yellow mustard (Sinapis alba) or canola (Brassica napus). Weed Science. Moscow, v. 50, n. 5, p. 587-594, 2002.

EMBRAPA. Levantamento de Reconhecimento dos Solos de Estado de Santa Catarina. Rio de Janeiro. 1998. 412p.

FLECK, N. G et al. Interferência de Raphanus sativus sobre cultivares de soja durante a fase vegetativa de desenvolvimento da cultura. Planta Daninha, Viçosa, v. 24, n. 3, p. 425-434, 2006.

GALON, L. et al. Habilidade competitiva de cultivares de cevada convivendo com azevém. Planta Daninha. Viçosa, v. 29, n. 4, p. 771-781, 2011

INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA. Dados precipitação. 2015.

KISSMANN, K. G.; GROTH, D. Plantas Infestantes e Nocivas. Basf. 2ª edição, 1999. 540 p.

KRÜGER, C. A. M. B. et al. Arranjo de plantas na expressão dos componentes da produtividade de grãos de canola. Pesquisa Agropecuária Brasileira. Brasília, v. 46, n. 11, p.1448-1453, 2011a.

KRÜGER, C. A. M. B. et al. Herdabilidade e correlação fenotípica de caracteres relacionados à produtividade de grãos e à morfologia da canola. Pesquisa Agropecuária Brasileira. Brasília, v.46, n.12, p.1625-1632, 2011b.

LAMEGO, F. P. et al. Tolerância à interferência de plantas competidoras e habilidade de supressão por genótipos de soja – II. Resposta de variáveis de produtividade. Planta Daninha. Viçosa, v. 22, n. 4, p.491-498, 2004.

MACHADO, A. B. et al. Rendimento de grãos de feijão e nível de dano econômico sob dois períodos de competição com Euphorbia heterophylla. Planta Daninha. Viçosa, v. 33, n. 1, p.41-48, 2015.

MACHADO, A.; CONCEIÇÃO, A.R. Programa estatístico WinStat: sistema de análise estatístico para Windows. Universidade Federal de Pelotas, RS. 2007. CD-ROM

MANDAL, S. et al. Correlation studies on oil content and fatty acid profile of some Cruciferous species. Genetic Resources and Crop Evolution, v.49, n.6, p.551–556, 2002.

PITELLI, R. Competição e controle das plantas daninhas em área agrícolas. Série Técnica. Piracicaba, v.4, n.12, p.1-24, 1987.

RIGOLI, R. P et al. Habilidade competitiva relativa do trigo (Triticum aestivum) em convivênvia com azevém (Lolium multiflorum) ou nabo (Raphanus raphanistrum). Planta Daninha. Viçosa, v. 26, n. 1, p.93-100, 2008.

SILVA, J. A. N. et al. Produtividade de cultivares de nabo forrageiro em cultivo solteiro e consorciado com pinhão-manso. Revista de Ciências Exatas e da Terra. Ponta Grossa, v. 2, n. 2, 2013.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIÊNCIA DO SOLO. Manual de adubação e calagem para os estados do rio Grande do Sul e Santa Catarina. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo. 10 Ed., 2004. 400p.

TOMM, G. O. Canola: alternativa de renda e benefícios para os cultivos seguintes. Revista Plantio Direto, v. 15, n. 94, p.4-8, 2006.

TOMM, G. O. et al. Tecnologia para produção de Canola no Rio Grande do Sul. Passo Fundo: Embrapa Trigo, 2009. p. 86. Html. (Documentos online, 113).

TOMM, G. O. Indicativos tecnológicos para produção de canola no Rio Grande do Sul. Passo Fundo: Embrapa Trigo, 2007. p. 32. html (Sistemas de Produção Online, 03).




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-617

Refbacks

  • There are currently no refbacks.