Aplicação de dados gravimétricos de satélite (WGM2012) para a caracterização geofísica-geológica da porção oeste do cráton São Francisco e zona externa da faixa Brasília / Application of satellite gravimetric data (WGM2012) for the geophysical-geological characterization of the western portion of the São Francisco craton and the outer zone of the Brazilian strip

Alice Louzada da Costa Carvalhêdo, Arthur Chornobay, Darby Pereira Dantas de Lima, Adriana Chatack Carmelo

Abstract


Este trabalho apresenta a caracterização geofísico-geológica da parte norte do Cinturão Dobrado de Brasília e regiões limítrofes, utilizando os dados de gravidade da missão GRACE do satélite e sua respectiva compilação WGM2012. A partir da montagem, correção e processamento do conjunto de dados, alguns produtos foram obtidos como Bouguer Anomaly e eles derivam dos dados de gravidade. O filtro Upward Continuation foi gerado para 40 km e apresentou as fontes dos comprimentos de onda mais longos da região, o que permitiu a delimitação de domínios. Estes domínios mostram que as assinaturas geofísicas são distintas entre o Cratão São Francisco e a Província do Tocantins. Há um aumento no gradiente gravimétrico de oeste para leste, do Cinturão de Brasília (assinatura gravimétrica baixa -132mGal a -97mGal) ao Cráton do São Francisco (assinatura média a alta -75mGal a -36mGal). Na superfície, a região definida pelas assinaturas de baixa anomalia gravimétrica é chamada de Zona Externa da Cinta de Brasília e sua resposta é interpretada como resultante de fontes localizadas no manto e não na crosta, de acordo com as informações dos modelos de refração e densidade sísmica profunda. O Power Spectrum fornece uma estimativa da profundidade do topo das fontes geofísicas da área de estudo. As fontes mais profundas correspondem às respostas do manto superior e podem representar anomalias de maior comprimento de onda na área, onde as profundidades variam abaixo da Zona Externa e do Cratão São Francisco, respectivamente, com cerca de 40 km e 50 km. A análise gravimétrica na área de estudo, a partir de um perfil de direção W-E, integrado com dados sísmicos de refração profunda, mostra contribuições relativas ao manto abaixo desta borda. Portanto, a integração de dados geofísicos de satélite, com a restrição da refração sísmica profunda, e geologia mostra uma forte correlação entre as assinaturas geofísicas profundas e geotectônicas da região. Estas assinaturas gravimétricas contribuem para uma melhor compreensão da crosta e da estrutura do manto superior, além de estarem relacionadas a importantes características geotectônicas. A integração dos dados geofísicos e geológicos mostra uma boa correlação quando comparados com outros trabalhos com o mesmo propósito. Também, quando geofísicos e geotectônicos estão associados, o que destaca a robustez dos dados de satélite para caracterizar assinaturas geofísicas rasas e profundas de estudos regionais.


Keywords


Método Potencial, WGM2012 Satellite GRACE, São Francisco Craton, Deep Seismic Refraction Data.

References


Almeida, F.F.M. 1967. Origem e evolução da plataforma brasileira. DNPM-DGM. Bulletin 241, Rio de Janeiro, p. 36.

Almeida, F. F. M.; Hasui, Y; Brito Neves, Brito Neves, B. B & Fuck, A.R. 1977. Províncias estruturais brasileiras. In: 8º Simpósio de Geologia do Nordeste. Atas. Campina Grande, SBG. Atas p. 363-391.

Almeida, F.F.M., Hasui, Y., Brito-Neves, B.B., Fuck, R.A. 1981. Brazilian structural provinces: an introduction. Earth-Science Rev. 17, 1e29.

Balmino, G., Vales, N., Bonvalot. S, Briais. A. 2011. Spherical harmonic modelling to ultra-high degree of Bouguer and isostatic anomalies.

Berrocal, J., Y. Marangoni, N. Côgo de Sá, R. A. Fuck, J. E. P. Soares, E. Dantas, F. Perosi, and C. Fernandes. 2004. Deep seismic refraction and gravity crustal model and tectonic deformation in Tocantins Province, Central Brazil, Tectonophysics, 388, 187– 199.

Bonvalot, S., Balmino, G., Briais, A., Kuhn, M., Peyrefitte A., Vales, N., Biancale, R., Gabalda, G., Moreaux, G., Reinquin, F. Sarrailh, M. 2012 World Gravity Map, 1:50000000 map. Eds. BGI-CGMW-CNES-IRD. Paris, 2012.Web. http://bgi.obsmip.fr/activities/Projects/world_gravity_map_wgm.

Dardenne M.A. 2000. The Brasília Fold Belt. In: U.G. Cordani, E.J. Milani, A. Thomaz Filho, D.A. Campos (eds.), Tectonic Evolution of South America, Brazil 2000, 31th Intern. Geological Congress, Rio de Janeiro, p.231-263.

Dardenne & Botelho, 2014. Metalogênege das Províncias Tectônicas Brasileiras. Metalogênese da Zona Externa da Faixa Brasília p.431.

Dardenne M.A. & Schobbenhaus C. 2001. Metalogênese do Brasil, Editora UnB, Brasília, 392p.

Fuck, R.A., Jardim de Sá, E.F., Pimentel, M.M., Dardenne, M.A., Pedrosa-Soares, A.C.1993. As faixas de dobramentos marginais do Cráton do São Francisco: Síntesedos conhecimentos. In: Domingues e, J.M.L., Misi, A. (Eds.), O Cráton do SãoFrancisco. SBG/SGM/CNPq, pp. 161–185.

Fuck, R. A. 1994. A Faixa Brasília e a compartimentação tectônica da Província Tocantins. In IV Simpósio Geologia do Centro Oeste, Anais SBG Centro Oeste, 184-187.

Fuck R.A., Pimentel M.M., D´el-Rey-Silva L.J.H., 1994. Compartimentação tectônica ocidental da Província Tocantins. XXXVIII Cong. Bras. Geologia, Boletim de Resumos Expandidos, v.1, 215-126.

Fuck R.A., Pimental M.M., Soares J.E.P., Dantas E.L. 2005. Compartimentação da Faixa Brasília. In: SBG, IX Simpósio de Geologia do Centro-Oeste, Atas, pp.26-27.

Fuck, R.A., Dantas, E.L., Pimentel, M.M., Botelho, N.F., Armstrong, R., Laux, J.H., Junges, S.L., Soares, J.E., Praxedes, I.F. 2014. Paleoproterozoic crust-formation and reworking events in the Tocantins Province, central Brazil: A contribution for Atlantica supercontinent reconstruction. Precambr. Res. 244, 53–74.

Fuck, R.A., Pimentel, M.M., Alvarenga, C.J.S., Dantas, E.L. 2017. The northern Brasília belt. In: Heilbron, M., Cordani, U.G., Alkmim, F.F. (Eds.), São Francisco Craton, Eastern Brazil: Tectonic Genealogy of a Miniature Continent. Springer International, pp. 205e220.

Koosah, M., Vidotti, R.M., Soares, J.E.P., Fuck, R.A. 2007. Gravimetric and seismic data integration in a 2D forward gravimetric modeling for the crust and lid mantle beneath northern Brasilia Belt. 10th International Congress of the Brazilian Geophysical Society & EXPOGEF 2007, Rio de Janeiro, Brazil, 19-23 November 2007: pp. 2363-2366.

Lima, D.P.D.; Carmelo, A.C..; Carvalhêdo, A.L.C. 2018. Caracterização Geofísica a partir de Dados Potenciais de Satélite Integrados a Informações de Sísmica de Refração Profunda: Faixa Brasília e Regiões Limítofes. 49º Congresso Brasileiro de Geologia, Rio de Janeiro, Brasil, 20 a 24 de agosto de 2018. ISBN: 978-85-99198-20-9

Pimentel, M.M., Jost, H., Fuck, R.A. 2004. O embasamento da Faixa Brasília e o Arco Magmático de Goiás. In: Mantesso-Neto, V., Bartorelli, A., Carneiro, C.D.R., Brito- Neves, B.B. (Eds.). Geologia do continente Sul-Americano: evolução da obra de Fernando Flávio Marques de Almeida. Ed. Beca. pp. 355–368.

Soares J.E.P. 2005. Estudos de refração sísmica profunda, função do receptor e gravimetria na Província Tocantins, Brasil central. Tese de doutorado, Universidade de Brasília, 128 pp.

Soares, J.E.P., Berrocal, J., Fuck, R.A., Mooney, W.D., Ventura, D.B.R. 2006. Seismic characteristics of central Brazil crust and upper mantle: A deep seismic refraction study. J. Geophys. Res. Solid Earth 111. doi:10.1029/2005JB003769

Spector, A., & Parker, W. 1979. Computer compilation and interpretation of geophysical data. Geophysics and Geochemistry in the search for metallic ores. Geological survey Canada, Economic Geology Report, v. 31, p. 527-544.

Valeriano, C.M., Pimentel, M.M., Heilbron, M., Almeida, J.C.H. & Trouw, R.A.J. 2008. Tectonic evolution of the Brasília Belt, Central Brazil, and early assembly of Gondwana.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-571

Refbacks

  • There are currently no refbacks.