Percepcão sobre o produto tecnico pelos docentes de mestrado profissional em administração / Perception of the technical product by professional master's degree teachers in administration

Muira Helena Batista, Max Cirino de Mattos

Abstract


O presente artigo pretende contribuir para a discussão sobre o Mestrado Profissional em Administração. Para subsidiar essa discussão, apresenta a percepção dos docentes sobre o produto técnico ou tecnológico, que foi objeto de avaliação na última avaliação quadrienal CAPES. A fundamentação teórica do trabalho analisou o histórico dos Mestrados Profissionais no Brasil, detendo-se na legislação que os regulamenta. A pesquisa de campo constitui um estudo de casos, sendo os sujeitos de pesquisa docentes e coordenadores de Mestrados Profissionais em Administração de sete instituições de ensino nos extratos com nota um, três, quatro e cinco e uma instituição com nota três que passou por avaliação parcial por ter tido o seu credenciamento no meio do quadriênio, os quais foram entrevistados pela pesquisadora principal e suas falas submetidas à análise do software Iramuteq. A pesquisa demonstra que o Mestrado Profissional em Administração é um conceito em formação, corroborando os achados da literatura. Ao final apresentam-se algumas considerações sobre o resultado da pesquisa.


Keywords


Avaliação, Mestrado Profissional, Produto Técnico, Boletim, Conceito, dissertação.

References


ALPERSTEDT, G. D. et al. Mestrados profissionais em Administração, Contabilidade e Turismo no Brasil e seu processo de avaliação. Revista Gestão Universitária na América Latina - GUAL, v. 7, n. 1, p. 298, 12 mar. 2014c. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2018.

BARBOSA BRITO, C. F.; NEVES FARIA, H. H.; SANTOS RODRIGUES, C. Inovação tecnológica no trabalho final de curso no mestrado profissional. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 13, 20 set. 2016. Disponível em: . Acesso em: 1 mar. 2018.

BARBOSA, D. M. Um modelo de gestão da informação e do conhecimento para o contexto da avaliação de cursos de graduação. 2016. Tese de Doutorado – 2016. Disponível em: . Acesso em: 13 abr. 2018.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Edição: 1 ed. [S.l.]: Almedina, 2011.

BRASIL. Parecer 977. . Parecer CFE no 977/65, aprovado em 3 de dezembro de 1965. , 1965, p. 162–173.

BRASIL. no 1418. . Portaria no 1.418, de 23 de dezembro DE 1998. , 1998 a, p. 1.

BRASIL. Portaria no 147. . Portaria no 147, de 13 de novembro de 2015. , 13 nov. 2015. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2018.

BRASIL. Portaria n o 080, de 28 de dezembro de 1998. , 1998 b. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2018.

BRASIL. no 17. . Portaria no 17,de 28 de dezembro de 2009. , 2009. Disponível em: . Acesso em: 3 mar. 2018.

BRASIL. PortarianNo 193, de 4 de outubro de 2011. , 2011, p. 1. Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2018.

BRASIL. Resolução no 05, de 11 de Dezembro de 2014. , 2014. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2018.

BRITO, C. F. B.; RODRIGUES, C. S.; RODRIGUES, C. S. Inovação tecnológica no trabalho final de curso no mestrado profissional. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 13, n. 31, 2016. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2018.

BRITO, E. P. Z.; DE LUCA, M. M. M.; TEIXEIRA, A. J. C. Documento de Área Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo - 2016. . [S.l.]: Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2018a. , 2016

BRITO, E. P. Z.; DE LUCA, M. M. M.; TEIXEIRA, A. J. C. Documento de Área Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo 2016. . [S.l.]: Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Disponível em: . Acesso em: 24 ago. 2018b. , 2016

BRITO, M. V. H.; CARNEIRO, F. R. O. DEVELOPMENT OF METRICS FOR ARTICLES PUBLISHED IN PROFESSIONAL MASTER’S COURSE. Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, v. 42, n. suppl 1, p. 28–30, 2015. Disponível em: . Acesso em: 1 mar. 2018.

CURY, C. R. J. Quadragésimo ano do parecer CFE no 977/65. Revista Brasileira de Educação, n. 30, p. 07–20, dez. 2005. Disponível em: . Acesso em: 23 ago. 2018.

DE BARROS, E. C.; VALENTIM, M. C.; MELO, M. A. A. O debate sobre o mestrado profissional na Capes: trajetória e definições. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 2, n. 4, 2005.

DE SOUZA MACHADO, L. R.; SANTOS, E. H.; QUARESMA, A. G. Masters courses in Brazil, France and Portugal: elements of a comparative approach/Cursos de mestrados no Brasil, na Franca e em Portugal: elementos de uma abordagem comparativa/Los Masteres en Brasil, Francia y Portugal: elementos de un enfoque comparativo. Revista Brasileira de Pos-Graduacao, v. 11, n. 26, p. 939–965, 2014.

DRESCH, A.; PACHECO, D.; ANTUNES JUNIOR, J. A. V. Design Science Research. Método de Pesquisa Para Avanço da Ciência e Tecnologia. Porto Alegre: Bookman, 2015. . Acesso em: 12 nov. 2017.

FARIA, S. M.; BUSSOLOTTI, J. M. O processo de formação no mestrado profissional em educação de uma universidade do Vale Paraíba Paulista. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 2, p. 8214–8233, 2020.

FERREIRA, L. M. PROFESSIONAL MASTER AND ITS CHALLENGES. Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, v. 42, n. suppl 1, p. 9–13, 2015. Disponível em: . Acesso em: 8 abr. 2018.

FERREIRA, C. G.; SANTIAGO, J. S. Considerações sobre o sistema CAPES de avaliação Considerations for the CAPES evaluation system. Braz. J. of Develop, v. 4, n. 4, p. 1274– 1294, 2018.

FISCHER, T. Seduções e riscos: a experiência do mestrado profissional. Revista de Administração de Empresas, v. 43, n. 2, p. 119–123, jun. 2003a. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2018.

FISCHER, T. Seduções e riscos: a experiência do mestrado profissional. Revista de Administração de Empresas, v. 43, n. 2, p. 119–123, jun. 2003b. Disponível em: . Acesso em: 8 jun. 2018.

GIACOMAZZO, GRAZIELA FÁTIMA. Ciência modo 2 e o ensino nas universidades do século XXI: mestrado profissional, redes e educação a distância. 2014.

GIACOMAZZO, GRAZIELA FATIMA; LEITE, D. B. C. O mestrado profissional no âmbito das políticas públicas na educação: reflexões sobre a produção do conhecimento científico. ETD - Educação Temática Digital, v. 16, n. 3, p. 475, 17 dez. 2014. Disponível em: . Acesso em: 8 abr. 2018.

GODOY, A. S. Introdução à pesquisa qualitativa e suas possibilidades. Revista de Administração de Empresas, v. 35, n. 2, p. 57–63, abr. 1995. Disponível em: . Acesso em: 12 abr. 2018.

GOULART, I. B. et al. MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO: A VISÃO DOS COORDENADORES DE CURSOS E DOS EGRESSOS DE MINAS GERAIS. 3o Simpósio Avaliação da Educação Superior, p. 17, 2017a. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2018.

GOULART, I. B. et al. MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO: A VISÃO DOS COORDENADORES DE CURSOS E DOS EGRESSOS DE MINAS GERAIS. 2017b.

HUGUET, M. G. Entre la academia y el mercado. Las Universidades en el contexto del capitalismo basado en el conocimiento. Athenea Digital, p. 13, 2013.

KARAVANTA, A. The Right to University: the Question of Democracy in the Polis at a Time of Crisis. Journal of the Knowledge Economy, v. 4, n. 1, p. 45–62, mar. 2013. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2018.

LIMA, D. B. Modelos lógicos na avaliação de um mestrado profissional: um exemplo de aplicação Logical models in the evaluation of the professional masters: a practical example Modelos lógicos en la evaluación de un máster profesional: un ejemplo práctico. v. 14, p. 19, 2017a.

MACCARI, E. A. et al. MULTI-CRITERIA PROJECT PRIORITIZATION IN A PROFESSIONAL MASTER’S PROGRAM. JISTEM - Journal of Information Systems and Technology Management, v. 12, n. 2, p. 393–414, ago. 2015. Disponível em: . Acesso em: 8 abr. 2018.

MACCARI, E. A.; LIMA, M. C.; RICCIO, E. L. Uso do sistema de avaliação da CAPES por programas de pós-graduação em administração no Brasil. Revista de Ciências da Administração, v. 11, n. 25, 30 mar. 2010. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2018.

MACCARI, E. A.; NISHIMURA, A. T. POVOAMENTO DOS ESTRATOS CONCEITOS 6 E 7 NO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DA CAPES PELA ÁREA DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO NAS AVALIAÇÕES TRIENAIS 2010 E 2013. REAd. Revista Eletrônica de Administração (Porto Alegre), v. 20, n. 3, p. 601–624, dez. 2014. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2018.

MALHEIROS TOURINHO, M.; CORREIA PALHA, M. DAS D. A Capes, a universidade e a alienação gestada na pós- graduação. Cadernos EBAPE.BR, v. 12, n. 2, 2014. Disponível em: . Acesso em: 12 abr. 2018.

MALO, D. A. M. EVALUATING PROCESS OF ACCREDITATION FOR ACCOUNTING PROGRAM– ISSUES AND CHALLENGES. p. 17, 2015.

MAMEDE, W. O mestrado profissional brasileiro e o Mestrado em Saúde Pública Europeia: objetivos semelhantes por caminhos diferentes. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 12, n. 27, 2014.

PAIXÃO, R. B.; BRUNI, A. L. MESTRADOS PROFISSIONAIS: CARACTERÍSTICAS, ESPECIFICIDADES, DIFERENÇAS E RELATOS DE SUCESSO. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 14, n. 2, p. 279, 30 jun. 2013. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2018.

PAIXÃO, R. B.; FILHO, H. N. H. AUTOAVALIAÇÃO DE IMPACTOS: O QUE NOS DIZEM OS EGRESSOS DE UM MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO? Administração: Ensino e Pesquisa, v. 15, n. 4, p. 831–859, 31 dez. 2014. Disponível em: . Acesso em: 3 mar. 2018.

PIQUET, R.; LEAL, J. A. A.; TERRA, D. C. T. Mestrado profissional: proposta polêmica no Sistema Brasileiro de Pós-Graduação – o caso do planejamento regional e urbano. v. 2, n. 4, p. 8, 2005.

RIBEIRO, R. J. Ainda sobre o Mestrado Profissional. v. 3, n. 6, p. 3, 2006. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2018.

RIBEIRO, R. J. O mestrado profissional na política atual da Capes. v. 2, n. 4, p. 8, 2005a. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2018.

ROUSSEAU, D. M. Designing a Better Business School: Channelling Herbert Simon, Addressing the Critics, and Developing Actionable Knowledge for Professionalizing Managers. Journal of Management Studies, v. 49, n. 3, p. 600–618, 1 maio 2012. Disponível em: . Acesso em: 12 abr. 2018.

SCHAWAB, K. A Quarta Revolução Industrial - Livros. São Paulo: Edipro, 2016.

SOARES, S. V.; CASA NOVA, S. P. DE C. A avaliação de programas da CAPES, os conceitos e o uso de indicadores bibliográficos. Revista Gestão Universitária na América Latina - GUAL, v. 8, n. 2, p. 278, 14 maio 2015. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2018.

TAKAHASHI, A. R. W. et al. Mestrado profissional e mestrado acadêmico em administração: convergências, divergências e desafios aos programas de pós-graduação stricto sensu no Brasil. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 11, n. 4, p. 551–578, 2010a.

TAKAHASHI, A. R. W. et al. MESTRADO PROFISSIONAL E MESTRADO ACADÊMICO EM ADMINISTRAÇÃO: CONVERGÊNCIAS, DIVERGÊNCIAS E DESAFIOS AOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU NO BRASIL. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 11, n. 4, p. 551, 31 dez. 2010c. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2018.

TERENCE, A. C. F.; FILHO, E. E. Abordagem quantitativa, qualitativa e a utilização da pesquisa-ação nos estudos organizacionais. p. 9, 2006.

VERGARA, S. C. Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração. Edição: 16a ed. [S.l.]: Atlas, 2016.

VERHINE, R. E.; ALBERTO, A.; MONTEIRO, S. MELHOR CAMINHO É INTEGRAÇÃO E COMPLEMENTARIDADE DA AVALIAÇÃO EXTERNA, PADRONIZADA, E A INTERNA, QUE RESPEITA DIVERSIDADE INSTITUCIONAL. p. 24, 22 dez. 2012.

WOOD JR., T.; PAULA, A. P. P. DE. O fenômeno dos MPAs brasileiros: hibridismo, diversidade e tensões. Revista de Administração de Empresas, v. 44, n. 1, p. 116–129, mar. 2004. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2018.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-551

Refbacks

  • There are currently no refbacks.