Parâmetros curriculares nacionais: concepções apresentadas por graduandos em ciências biologicas – licenciatura / National curriculum parameters: conceptions presented by undergraduates in biological sciences - licensing

Ricardo Pereira Sepini, Sonia Aparecida Cabral

Abstract


Na década de 90 foram publicados os Parâmetros Curriculares Nacionais com a finalidade de nortear o Ensino em nosso país e permanecendo até o surgimento da Base Nacional Comum Curricular. Apresentaremos as concepções dos discentes do curso de Licenciatura de Ciências Biológicas de uma universidade do estado de Minas Gerais sobre os PCN de Ciências Naturais. Como metodologia, utilizamos uma abordagem qualitativa e como técnica realizamos uma análise de conteúdo de resenhas avaliativas de onze estudantes. Os resultados demonstram uma compreensão de que o ensino de Ciências deve ser contextualizado. Para tornar as aulas de ciências atrativas é necessário o desenvolvimento de estratégias que estimulem a experimentação, a observação, à valorização a vida e a participação cidadã na sociedade.


Keywords


Currículo, Formação de Professores, Escola Básica.

References


ARANHA, M. L. A.; MARTINS, M. H. P. Temas de Filosofia. São Paulo: Moderna, 1997, 208p.

BRASIL. MEC/SEF. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais. Brasília. Editora UnB, 1997, 130p.

_______. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Ciências Naturais. Brasília: MEC/SEF, 1998. 138 p.

BORGES, J. R. Levantamento da situação escolar em sistemas municipais de ensino do Rio Grande do Sul: uma determinação política de financiamento do ensino público e/ou ferramentas de gestão? 2014. 304 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, RS, 2014. Disponível em: . Acesso em: 14 maio 2019.

CASTRO, M. G. B. Uma retrospectiva da Formação de Professores: Histórias e questionamentos. VI Seminário da Redestrado – Regulação Educacional e Trabalho Docente. UERJ – Rio de Janeiro – 2006. Disponível em http://www.fae.ufmg.br/estrado/cd_viseminario/trabalhos/eixo_tematico_1/uma_retrospec_form_prof.pdf. Acesso em: 20 abr. 2019.

FAGUNDES, E. M. O uso de temas cotidianos para o ensino de ciências nos anos iniciais do ensino fundamental. 2013. 123f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Tecnologia) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Ponta Grossa. Disponível em: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/1248/1/PG_PPGECT_M_Fagundes%2C%20Elizabeth%20Macedo_2013.pdf. Acesso em: 08 maio 2019.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2006.

MARRI, I.; RACCHUMI, J. Infraestrutura escolar e desempenho educacional em Minas Gerais: possíveis associações. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 28, 2012, Águas de Lindoia. Anais... Águas de Lindoia, SP: Abep, 2012. Disponível em: https://docplayer.com.br/54964746-Infraestrutura-escolar-e-desempenho-educacional-em-minas-gerais-possiveis-associacoes-1-izabel-marri-2.html. Acesso em: 14 maio. 2019.

SÁTYRO, N.; SOARES, S. A infraestrutura das escolas brasileiras de ensino fundamental: um estudo com base nos censos escolares de 1997 a 2005. Brasília: MPOGIIPEA, 2007. (Texto para discussão n. 1267). Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/1752/1/TD_1267.pdf. Acesso em: 14 maio 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-479

Refbacks

  • There are currently no refbacks.