Análise do discurso crítica, Cis-heteronormatividade e escola / Analysis of critical discourse, Cis-heteronormativity and school

Luciane Silva de Souza, José Ariosvaldo Alixandrino

Abstract


Este artigo objetiva tratar das discussões que permeiam o campo das práticas sociais e discursivas que legitimam e reiteram a cis-heteronormatividade na sociedade e, consequentemente, na escola. Para tanto, fundamenta-se nas teorias da linguagem como prática social. Nesse viés, busca em Fairclough (2001, 2003), o principal respaldo para compreender a linguagem como prática social e, com isso, possibilita perceber que os significados que os discursos assumem, ao entrar em contato com a realidade objetiva, faz com que se perceba que o discurso seja compreendido como um modo de ação, uma forma em que as pessoas podem agir sobre o mundo e, pontualmente, sobre os outros, como também um modo de representação da sociedade a sua volta. Além disso, esse texto parte das proposições filosóficas estadunidenses cujo campo de estudos está voltado para as reflexões em torno das relações de gênero, em especial, em Butler (2013), em quem busca-se as concepções de gênero e sexualidade dentro das práticas discursivas sociais e a cis-heteronormatividade. Tem-se, também, como objetivo apresentar, de forma sucinta, os fundamentos e desenvolvimentos da ADC a fim de reconhecer o papel do discurso, da cognição e da relação da sociedade na explicação dos processos que estão discursivamente envolvidos, nos exercícios de exclusão social, desigualdade e da normatização de padrões. Além disso, é proposta de uma discussão/revisão bibliográfica e que sirva de guia para os interessados em aprofundar na temática. O que se vê é que a escola ratifica os discursos sociedade e suas práticas, embora documentos legais como os Parâmetros Curriculares Nacionais levem a compreender que há como minimizar os efeitos das práticas sociais excludentes.


Keywords


Linguagem, Práticas sociais, Análise do Discurso Crítica, Cis-heteronormatividade, Escola.

References


AUSTIN, John L. Capítulos I e II. ________. In: Quando dizer é fazer. Palavras e ação (Tradução Danilo Marcondes de Souza Filho). Porto Alegre: Artes Médias, 1990.

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e Filosofia da Linguagem. 12. ed. São Paulo: Hucitec, 2006.

BORBA, Rodrigo. A linguagem importa? Sobre performance, performatividade e peregrinações conceituais. Cadernos pagu (43). Julho-dezembro de 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cpa/n43/0104-8333-cpa-43-0441.pdf. Acesso em 08 fev. 2020.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: apresentação dos temas transversais, ética / Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1997. 146p.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: 3º e 4º ciclos: apresentação dos temas transversais. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília, DF: MEC/SEF, 1998.

BUSQUETS, Maria Dolors et al. Temas transversais em educação: bases para uma formação integral. Trad. Claudia Schinlling. São Paulo: Ática, 2000.

BUTLER, Judith. Problemas de Gênero: Feminismo e Subversão da Identidade. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2013 [1990].

HOOKS, Bell. Linguagem: ensinar novas paisagens/novas linguagens. Estudos Feministas, Florianópolis, 16(3): 424, setembro-dezembro/ 2008.

FAIRCLOUGH, N. Analysing discourse: textual analysis for social research. London: Routledge, 2003.

______. Discurso, mudança e hegemonia. In: PEDRO, E. R. (Org.). Análise crítica do discurso: uma perspectiva sociopolítica e funcional. Lisboa: Caminho, 1997. p. 77-104.

FAIRCLOUGH, N. L. Language, ideology and power. In: FAIRCLOUGH, N. L. Critical discourse analysis: the critical study of language. Edinburg: Pearson, 1995. 21-84 p.

FAIRCLOUGH, N. L. Discourse, social theory, and social research: the discourse of welfare reform. Journal of Sociolinguistics, v. 4, n. 2, p. 163-195, 2000. F

FAIRCLOUGH, N. L. Teoria social do discurso. Brasília, DF: Ed. UnB, 2001a.

FAIRCLOUGH, N. L. A análise crítica do discurso e a mercantilização do discurso público: as universidades. In: MAGALHÃES, C. (Org.). Reflexões sobre a análise crítica do discurso. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2001b. 31-81 p.

FAIRCLOUGH, N. Discurso e Mudança Social. Brasília: Editora da UnB, 2001c.

FAZENDA, Ivani C. A. Práticas interdisciplinares na escola. São Paulo: Cortez, 1993.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade 1: A vontade de Saber. 4 ed. – Rio de Janeiro/São Paulo, Paz e Terra, 2017.

LAKATOS, Eva Maria. MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. - 5 ed. São Paulo: Vozes, 2003.

LIMA, Sabrina de. O processo de invenção da heterossexualidade: a peregrinação de Elias na transformação dos Cânones sociais. In: XII SIMPÓSIO INTERNCIONAL PROCESSO COVILIZADOR, 2009, Recife. "Civilização e Contemporaneidade". Recife, 2009. Disponível em: http://www.uel.br/grupo-estudo/processoscivilizadores/portugues/sitesanais/anais12/artigos/pdfs/workshop/W_Lima2.pdf. Acesso em: 09 fev. 2020.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: Uma perspectiva pós-estrututalista. 7. ed. Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 2004.

LOURO, Guacira Lopes. Um corpo estranho: Ensaios sobre sexualidade e teoria queer. 2. ed.; 3 reimp. – Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2016.

MAGUALHÃES, Izabel; MARTINS, André Ricardo; RESENDE, Viviane de Melo. Análise de discurso crítica: um método de pesquisa.1 ed. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2017.

MACEDO, Elizabeth Fernandes de. Os Temas Transversais nos Parâmetros Curriculares Nacionais. Química Nova na Escola. Temas Transversais N° 8, NOVEMBRO 1998. p. 23-27

MATTOS, Amanda; CIDADE, Maria Luisa. Para pensar a cisheteronormatividade na psicologia: lições tomadas do transfeminismo. Revista Periódicus, n. 5, v.1. mai-out de 2016. 132-153. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/revistaperiodicus/article/viewFile/17181/11338. Acesso em 05 fev. 2020.

MELO, Iran Ferreira de. Análise Crítica do Discurso: modelo de análise linguística e intervenção social. ESTUDOS LINGUÍSTICOS, São Paulo, 40 (3): p. 1335-1346, set-dez 2011. Disponível em: http://www.gel.hospedagemdesites.ws/estudoslinguisticos/volumes/40/el.2011_v3_t13.red6.pdf

MELO, Iran Ferreira de. Análise do discurso e análise crítica do discurso: desdobramentos e intersecções. Revista Eletrônica de Divulgação Científica em Língua Portuguesa, Linguística e Literatura Ano 05 n.11 - 2º Semestre de 2009. Disponível em: http://www2.eca.usp.br/Ciencias.Linguagem/Melo_ADeACD.pdf

MINAYO, Maria Cecília de Souza; GOMES, S. F. D. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 19 ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

SACRISTAN, J. Gimeno; GOMEZ, A. I. Compreender e transformar o ensino tradução Ernani F. da Fonseca Rosa – 4. São Paulo: Artmed, 1998.

SCHWADE, Elisete. Heterossexualidade compulsória e continuum lesbiano: diálogos. Bagoas: Revista de Estudos Gays, v. 5, p. 27, 2010. Disponível em: https://www.cchla.ufrn.br/bagoas/v04n05art03_schwade.pdf. Acesso em 08 fev. 2020.

SCOTT, J. W. Entrevista. Estudos Feministas, Florianópolis, v. n. 1, p. 114-124, 1998.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-460

Refbacks

  • There are currently no refbacks.