Smart city e mobilidade: análise do estudo do plano de mobilidade da smart city cidade de Votuporanga – um estudo de caso / Smart city and mobility: analisys of mobility plan study of Votuporanga city – a case study

Ana Laura Bagini Azevedo, João Paulo Leonardo de Oliveira

Abstract


As Smart Cities estão aos poucos adquirindo um espaço de destaque nas reflexões acerca de uma cidade mais sustentável e com maior qualidade de vida. Um dos eixos desse novo tipo de cidade é o da Mobilidade, que preza por tal qualidade através de um planejamento urbano otimizado para que os cidadãos desfrutem dos serviços que a cidade oferece. O objetivo desse estudo é analisar um estudo realizado pela prefeitura da cidade de Votuporanga para implantar o Plano de Mobilidade Urbana. Nossa intenção é entender se a cidade se encontra no caminho de se tornar uma Cidade Inteligente. Para isso, foi tomado como referência a plataforma da Urban Systems para avaliação da adequação das cidades brasileiras aos indicadores por ela propostos, com foco no eixo Mobilidade e em seus respectivos indicadores. Para tanto, foi feito uma abordagem qualitativa dos materiais analisados, que serão o Estudo para o Plano de Mobilidade Urbana de Votuporanga, o documento da Urban Systems – Connected Smart Cities – que se trata de um relatório e de um ranking das cidades mais inteligentes do Brasil, além de dados estatísticos públicos e de livre acesso. Pretende-se, através do estudo de caso do município de Votuporanga, entender se a cidade possui bons resultados ao considerarmos os indicadores determinados. Entende-se que isso resultará em uma maior compreensão da importância de se pensar cidades mais planejadas e que atendam as demandas de um ambiente inteligente e inovador, além de oferecer parâmetros mais seguros dos caminhos que uma cidade pode seguir para atingir esses parâmetros.


Keywords


Smart Cities, Mobilidade, Indicadores, Votuporanga.

References


ASCELRAD, Henri. A duração das cidades: a sustentabilidade e risco nas políticas urbanas. Rio de Janeiro: DP&A/CREA-RJ, 2001.

AMORIM, Arivaldo Leão. Cidades Inteligentes e City Information Modeling. Sigradi, XX Congress of the Iberoamerican Society of Digital Grafics. Buenos Aires, 2016.

BRASIL. Ministério das Cidades. Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana. Departamento de Mobilidade Urbana. Implantação de políticas municipais de acessibilidade (Coleção Brasil Acessível, 4). Brasília: Gráfica Brasil, 2006.

BRASIL. Ministério das Cidades. Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana. Departamento de Mobilidade Urbana. PlanMob - Caderno de Referência para Elaboração de Plano de Mobilidade Urbana. Brasília: Gráfica Brasil, 2007.

CARLOS, Ana Fani. A cidade. São Paulo: Contexto, 2009.

GODOY, Arlinda Schmidt. Introdução à pesquisa qualitativa e suas possibilidades. RAE – Revista de Administração de Empresas. Uma revisão histórica dos principais autores e obras que refletem esta metodologia de pesquisa em Ciências Sociais. São Paulo, v. 15, n. 2, p. 57-63, mar/abr, 1995.

HAMMOND, Allen et al. Environmental indicators: a systematic approach to measuring and reporting on environmental policy performance in the context of sustainable development. Washington, D.C.: World Resources Institut, 1995.

IESE Business School. IESE Cities in Motion. Navarra: University of Navarra, 2019.

KOMNINOS, N. Cidades Inteligentes - Sistemas de Inovação e Tecnologias da Informação ao serviço do Desenvolvimento das Cidades. 2008. Disponível em: http://www.urenio.org/wp-content/uploads/2008/11/cidades-inteligentes.pdf. Acesso em: 20 de junho de 2020.

LEITE, Carlos. Inteligência territorial: cidades inteligentes com urbanidade. Cadernos – FGV Projetos. Rio de Janeiro, ano 9, n. 24, jun/jul, 2014.

NAM, T.; PARDO, T.A. Smart city as urban innovation: focusing on management, policy

and context. Center for Technology in Government. University of Albany, 5th International Conference on Theory and Practice of Electronic Governance (ICEGOV2011), 2011. Disponível em: http://www.ctg.albany.edu/publications/journals/icegov_2011_smartcity.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS (ONU). Department of Economic and Social Affairs, Population Division. World Urbanization Prospects: The 2018 Revision. New York: United Nations, 2019.

RUIZ, Isadora; TIGRE, Anja. Além da tecnologia: gestão e planejamento para a inovação urbana. Cadernos – FGV Projetos. Rio de Janeiro, ano 9, n. 24, jun/jul, 2014.

SANTOS FILHO, José Valentim; COÊLHO, Álvaro Vinícius de Souza. Cidades Inteligentes: desafios e tecnologias. RTIC - Revista de tecnologia da informação e comunicação. Campina Grande, v. 8, n. 2, p. 69-76, out. 2018.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Cortez, 2017.

SILVA, Antônio Nelson Rodrigues da; COSTA, Marcela da Silva; MACEDO, Márcia Helena. Multiple views of sustainable urban mobility: The case of Brazil. Transport Policy, v. 15, n.6, p.350-360, 2008. Disponível em: https://repositorio.usp.br/bitstream/handle/BDPI/18087 /art_SILVA_Multiple_views_of_sustainable_urban_mobility_The_2008.pdf;jsessionid=150BA2DB5CAE05EE29CB71EF06B123E7?sequence=1. Acesso em: 30/04/2020

SOUZA, Vamberto Oliveira de; MENELAU, Almir Silveira. Cidades Inteligentes e Indicadores: um estudo entre Metrópoles Brasileiras. XX ENGEMA - Encontro Internacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, São Paulo, 2018. Disponível em: http://engemausp.submissao.com.br/20/anais/arquivos/76.pdf. Acesso em 12 de abril de 2020.

URBAN SYSTEMS. Ranking Connected Smart Cities, 2019. Disponível em: https://www.cimentoitambe.com.br/wp-content/uploads/pdf/ranking_smartcities_2019.pdf. Acesso em: 20 de julho de 2020.

VAN BELLEN, Hans Michael. Indicadores de sustentabilidade - um levantamento dos principais sistemas de avaliação. Cadernos EBAPE.BR. Rio de Janeiro, v. 2, n. 1, mar. 2004.

VOTUPORANGA, Prefeitura Municipal de. Secretaria de Planejamento. Relatório: “Etapa 2: “Relatório da Leitura Técnica de Mobilidade (PlanMob) e da Leitura Comunitária”. Votuporanga, 2017a. Disponível em http://www.votuporanga.sp.gov.br/atool/_arquivo/pasta/9545ca5aa0f8ab89c566464be34e091a.pdf. Acesso em: 23 de junho de 2020.

_______. Secretaria de Planejamento. Relatório: “Etapa 3: Caderno de Diretrizes e Propostas do Plano de Mobilidade”. Votuporanga, 2017b. Disponível em http://www.votuporanga.sp.gov.br/atool/_arquivo/pasta/252a3893179658de41f437d975468205.pdf. Acesso em: 23 de junho de 2020.

_______. Secretaria de Planejamento. Relatório: “Etapa 4: Minuta de Lei do Plano de Mobilidade Urbana”. Votuporanga, 2017c. Disponível em http://www.votuporanga.sp.gov.br/atool/_arquivo/pasta/1e0ed954fe9baa5600b32dd429c159da.pdf. Acesso em: 23 de junho de 2020.

Silva, G. et al. Uma proposta para sistemas avançados de transporte público para pequenas cidades utilizando crowdsourcing. Brazilian Journal of Development. v. 6, n. 6, p. 42064-42082 mai./jun.2020. Disponível em: < https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/12444/10434 > Acesso em 06 out. 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-456

Refbacks

  • There are currently no refbacks.