Exodontia do primeiro molar deciduo, seguido de adaptação de mantenedor de espaço tipo banda alça: Relato de caso / Exodontics of the first molar decided, followed by adaptation of space maintainer band tape: Case report

Alandeilson Alexandre da Silva, Ana Claudia Batista Dantas, Atilane Lacerda de Araújo, Maria Eduarda Holanda Pessoa, Liliane Juvenal Andrade, Ravena Oliveira Ferrer, Camila Egidio Batista Gomes, Jéssica Ricarte Viana, Bruna Gonçalves Lucena, Paulo Henrique Alves Germano, Elaine Cristina Alves Goldfarb, Rogério Macêdo Araújo

Abstract


INTRODUÇÃO: Com a perda precoce dos dentes, poderá acontecer alterações indesejadas, a exemplo, como a migração dos dentes adjacentes, extrusão do dente antagonista, diminuindo ou fechando o espaço original. Assim as intervenções ortodônticas preventivas e interceptativas são iniciadas na dentição em desenvolvimento para proporcionar mudanças pertinentes no desenvolvimento, grande parte das intervenções são realizadas com mantenedores de espaço que podem ser fixos ou removíveis, cuja finalidade é manter o espaço para a erupção do dente permanente. OBJETIVO: Relatar um caso de exodontia do primeiro molar superior esquerdo decíduo, seguido da adaptação de um mantenedor de espaço tipo banda alça convencional. METODOLOGIA: Realizada uma exodontia do primeiro molar superior esquerdo (54), o mesmo apresentava extensa lesão cariosa, comprometimento pulpar e reabsorção radicular, estando assim indicado para exodontia, em seguida a instalação de mantenedor de espaço. Antes da exodontia, realizamos o teste de adaptação com a banda ortodôntica L35, obtendo perfeita adaptação, realizamos a moldagem com silicone de condensação da área em que irá receber o aparelho mantenedor, vazamos no gesso tipo IV e III, esperamos o tempo de presa, e em seguida realizamos a confecção do mantenedor de espaço. Logo após a confecção, em uma outra sessão clínica, após 7 dias, realizamos a exodontia e instalação do mantenedor, em uma mesma sessão clínica. Para tanto foi realizada a técnica anestésica infiltrativa, dos nervos alveolar superior médio e palatino maior, com o anestésico lidocaína com epinefrina 1:100.000, 02 tubetes em seguida de deslocamento das papilas com o deslocador de molt 07, adaptação e avulsão da coroa e raízes com fórceps 69 e 65, após avulsionado, pedimos para que a paciente ocluir com uma gaze umedecida com solução salina 0.9%, em seguida a instalação do aparelho mantenedor de espaço fixo, tipo banda-alça. RESULTADOS: A exodontia unta a inserção do mantenedor de espaço trouxe a possibilidade de a paciente não ter problemas oclusais posteriores, além de contribuir positivamente com a adequação do meio bucal da paciente.

Keywords


Cirurgia Bucal, Mantenedor de Espaço em Ortodontia, Odontopediatria.

References


ALENCAR CRB, CAVALCANTI AL, BEZERRA PKM. Perda precoce de dentes decíduos: etiologia, epidemiologia e consequências ortodônticas. Publicado UEPG Ciências Biologicas e da Saúde 13(1/2): 29-37, 2007.

ALMEIDA RR, Daniela GG, Henrique JFC, Almeida MR, Almeida RR. Ortodontia preventiva e interceptadora: Mito ou Realidade? Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial 4(6):87-108, 1999.

ALMEIDA, et al. Ortodontia Preventiva e Interceptora: Mito ou Realidade? Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial ; 4(6):87¬108, 1999.

ARAUJO MGM.Ortodontia para Clínicos. 4 ed. São Paulo: Santos;1988.

BATISTA AMR. Prevalência e etiologia da perda precoce de dentes decíduos nos pacientes atendidos na clínica de Odontopediatria da Universidade Federal de Santa Catarina Florianópolis (SC): Universidade Federal de Santa Catarina - Faculdade de odontologia; 2006.

BRASIL. Ministério da Saúde. Coordenação Nacional de Saúde Bucal. Condições de saúde bucal da população brasileira. Projeto SB Brasil¬ 2004. Brasília; 2004.

CÂNDIDO, et al. Características da Oclusão Decídua em Crianças de 2 a 5 Anos de Idade em João Pessoa, PB, Brasil. Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada. jan./abr, 10(1):15-22, 2010.

CARDOSO et al. Avaliação da prevalência de perdas precoces de molares decíduos. Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada. 5(1): 17-22, 2005.

CRUZ, et al. A importância da ortodontia preventiva e Interceptativa. Revisão de literatura. Fundação universitária a vida cristã, Pintamonhangaba, 2014.

FERNANDES KP, AMARAL MAT, MONICO MA. Ocorrência de maloclusão e necessidade de tratamento ortodôntico na dentição decidua. Revista Gaúcha de Odontologia. jul./set; 55(3), 2007.

FERRAZ, M.C.A. Manual Prático de Motricidade Oral: Avaliação e Tratamento. 5 ed.Rio de Janeiro: Revinter, 2001.

GRABER, L.W.; VANARSDALL, Jr., R.L.; VIG, K.W.L. Ortodontia: Princípios e Técnicas Atuais. 5a Edição. Rio de Janeiro: Mosby Elsevier, 1092p, 2012.

JANSON, et al. Introdução à Ortodontia. Editora Artes Médicas LTDA, 2013.

KELNER N, RODRIGUES MJ, MIRANDA KS. Prevalência de perda precoce de molares decíduos em crianças atendidas na Faculdade de Odontologia da Universidade de Pernambuco (FOP- -UPE2005) Revista Odontologia Clínico-Científica 4(3): 213-18, 2005.

MCDONALD RE, AVERY DR. Odontopediatria. 6ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 608p, 1995.

MENEZES JVNB, ULIANA G. Perfil de crianças com dentes decíduos perdidos precocemente. Jornal Brasileiro de Odontopediatria e Odontologia do Bebe 6(31): 196-200, 2003.

MOYERS et al. Tratamento precoce.In: MOYERS, R.E. Ortodontia. 4.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 1991.

NAKATA, M., WEI, S. H. Y. Guia de Oclusão em Odontopediatria. 2. ed. São Paulo: Santos, 2 ed, 104 p, 1995.

ORGANIZATION MUNDIAL DE LASALUD. Higiene dental: reseña de una reunion de um grupo de consultores. Crônica de la OMS. 9:11¬16, 1955.

PINKHAN, J.R. Odontopediatria: da inffinciaà adolescência. 2.ed., São Paulo: Artes Médicas, 661p, 1996.

RICHARDSON A. “Interceptive Orthodontics” 2 nd edition, London. British Dental Journal. 48-50p, 1989.

SANTOS et al. Early loss of deciduous molars in children assisted by the School of Dentistry of the University of Bahia. Revista Odontologia Clínico-Científica. Recife, 12 (3) 189-193, jul./set., 2013.

SILVA, A.A. Exodontics of an erupted premolar in palate region with orthodontic indication: case report. Brazilian Journal of Development. Curitiba, v. 6, n. 9, p. 70282-70292, sep. 2020.

SOUZA CO. Consequências e tipos de tratamentos após perda precoce de dentes decíduos Universidade Estadual de Campinas- Faculdade de Odontologia; 2003.

TAGLIAFERRO EPS, GUIRADO CG. Manutenção de espaço após perda precoce de dentes decíduos. Revista da Faculdade de Odontologia. 7(2): 13-7, 2002.

TAKAYAMA RG. Análise da discrepância de modelo em escolares com perdas prematuras de caninos e molares decíduos. Marília (SP): Universidade de Marília- Faculdade de Ciências Odontológicas; 2004.

TAVARES, ALLGAYER. Open bite in adult patients. Dental Press Journal Orthodontics. Sept-Oct;24(5):69-78, 2019

VIAZIS A. D. Atlas de ortodontia Avançada – Um guia para eficiência clínica. São Paulo. Ed. Santos, 1999.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-443

Refbacks

  • There are currently no refbacks.