Segmentação de usuário em biblioteca pública para incluir sem excluir / User segmentation in public library to include without excluding

Jovenilda Freitas dos Santos, Nídia Maria Lienert Lubisco

Abstract


O artigo aborda a importância de adotar a segmentação de mercado em biblioteca pública para facilitar o acesso à informação a todo o seu público, tendo por objetivo incentivar o uso dessa técnica de marketing para melhor atender a comunidade, personalizando serviços que melhor satisfaçam a cada grupo selecionado. Apresenta e discute a seleção de mercados-alvo e as principais variáveis de segmentação, inclusive os seus níveis. O procedimento metodológico aplicado foi a pesquisa bibliográfica, do tipo descritiva, realizada a partir de abordagem qualitativa, no sentido de buscar esclarecer conceitos e práticas e propor intervenções. A pesquisa revela a escassez de estudo sobre o tema e apresenta experiências realizadas, com o intuito de aprofundar a discussão sobre a natureza do assunto, visando consolidar o corpus teórico do marketing aplicado às bibliotecas públicas para conhecer os usuários em profundidade e as peculiaridades de cada grupo, canalizando esforços para satisfazer desejos, demandas e necessidades, sobretudo nos dias atuais em que as exigências mudam frequentemente. Conclui que uma biblioteca pública é uma plataforma indeclinável para o avanço do conhecimento criativo e de comunidades cidadãs, quando atende adequadamente.

Keywords


Segmentação de usuário, Marketing, Biblioteca Pública.

References


AMARAL, Sueli Angelica do. Abordagem mercadológica em bibliotecas e serviços de informação. In: SILVEIRA, Amélia; AMARAL, Sueli Angélica do. (Org.). Marketing em unidades de informação: estudos brasileiros. Brasília: IBICT, 1993. cap. 2, p. 75-146.

ANDREASEN, Alan R. Avanço do marketing para biblioteca do futuro. In: SILVEIRA, Amélia (Org.). Marketing em bibliotecas e serviço de informação: textos selecionados. Brasília: IBICT, 1987. p. 37-64.

DRUCKER, Peter Ferdinand. Administração de organizações sem fins lucrativos: princípios e práticas. 4. ed. São Paulo: Pioneira, 1997. 166 p.

FIGUEIREDO, Nice Menezes de. Estudo de uso e usuários da informação. Brasília: IBICT, 1994.

FUNDAÇÃO BIBLIOTECA NACIONAL. Biblioteca pública: princípios e diretrizes. 2 ed. Rio de Janeiro: FBN, 2010. 173 p.

HALPERIN, Michael. Market segmentation for information services. Gestión de unidades de información: documentos de lectura, Fundación per a la universitat oberta de Catalunya, Barcelona, p. 72-80, fev. 2004. Disponível em: http://www.temarium.com/serlibre/recursos/pdf/79001.GUI.Lecturas.pdf. Acesso em: jul. 2020.

KOTLER, Philip; KELLER, Kevin Lane. Administração de marketing. 12. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006. 750 p.

KOTLER, Philip; LEE, Nancy. Marketing no setor público: um guia para um desempenho mais eficaz. Porto Alegre: Bookman, 2008. 350 p.

LANCASTER, F. W. Avaliação de serviços de bibliotecas. Brasília: Briquet de Lemos Livros, 2004. 356 p.

LIFER, Evan St. Tapping into the Zen of Marketing. Library Journal, 5 jan. 2001. Disponível em: http://www.libraryjournal.com/article/CA73127.html>. Acesso em: 22 ago. 2020.

MATTAR, Fauze Najib; AUAD, Marcos. Nicho de mercado: um conceito indefinido,

Disponível em: https://docplayer.com.br/11848676-Nicho-de-mercado-um-conceito-ainda-indefinido.html. Acesso em: 28 ago. 2020.

MATTHEWS, Anne J. Segmentação do mercado de bibliotecas: uma abordagem para atender às necessidades dos clientes. In: SILVEIRA, Amélia (Org.). Marketing em bibliotecas e serviço de informação: textos selecionados. Brasília: Ibict, 1987. p. 83-104.

RANGANATHAN, S. R. As cinco leis da biblioteconomia. Tradução de Tarcisio Zandonade. Brasília: Briquet de Lemos, 2009. 336 p.

RIBEIRO Rejane et al. O sistema de bibliotecas da UEFS e a ressignificação do Serviço de Referência. Brazilian. J. of Development, Curitiba, v. 6, n. 3, p. 15959-15965, mar. 2020. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/8245/7086. Acesso em: 7 set. 2020.

ROZADOS, Helen Frota, PIFFER Bárbara Pilatti. Pesquisa de marketing e estudos de usuário: um paralelo entre os dois processos. Em Questão, Porto Alegre, v. 15, n. 2, p. 169-182, jul./dez. 2009.

SHERA Jesse. Epistemologia social, semântica geral e biblioteconomia. Ciência da Informação. Rio de Janeiro, v. 1, n. 6, p. 9-12, 1977.

SILVEIRA, Amélia. Marketing em bibliotecas universitárias. Florianópolis: UFSC, 1992.

SO, Denise Rodrigues. A segmentação de clientes em bibliotecas. 2007. 189 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Escola de Comunicação e Arte, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo. 2007.

SUAIDEN, Emir. A biblioteca pública no contexto da sociedade da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 29, n. 2, p. 52-60, maio/ago. 2000.

TARAPANOFF, Kira; SUAIDEN, Emir. Planejamento estratégico de biblioteca pública no Brasil: histórico, crises e perspectivas. Revista de Biblioteconomia, Brasília, v. 19, n. 2, p. 137-165, jul./dez. 1995.

TOMANARI, Silva Amaral. Segmentação de mercado com enfoque em valores e estilo de vida: segmentação psicográfica: um estudo exploratório. 2003. 464 f. Dissertação (Mestrado em Relações Públicas, Propaganda e Turismo) – Escola de Comunicação e Artes. Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, 2003.

UNESCO. Public Library Manifesto. Manifesto da Biblioteca Pública 1994. IFLA, 1994. Disponível em: https://www.ifla.org/publications/iflaunesco-public-library-manifesto-1994 . Acesso em: 6 ago. 2020. Versão em Português do Brasil.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-391

Refbacks

  • There are currently no refbacks.