Modelagem matemática: Aplicações sobre medidas agrárias em pequenas propriedades rurais no distrito de Vila Mandi / Mathematical modeling: Applications on agricultural measures in small rural properties in the Vila Mandi district

Haniel Santana da Silva, Helves Belmiro da Silveira

Abstract


Nesse artigo o autor visa mostrar através de aplicações matemática a possibilidade da construção de um modelo que possa otimizar os cálculos de produção agrícola, na agricultura familiar. Mostrando através de conceitos matemáticos, cálculos que são aplicados no dia a dia do agricultor familiar, e, que muitas vezes, estes encontram inúmeras dificuldades, pelo pouco conhecimento da matemática formal. Através de tabelas de medidas agrarias do Brasil, foi possível mostrar as diferentes medidas usadas pelo homem do campo para aferir seus cultivos, e que essas medidas têm características próprias de região para região e muitas vezes de um estado para outro. Usando como campo de pesquisa propriedades do distrito de Vila Mandi no município de Santana do Araguaia aferindo o conhecimento destes agricultores e aplicando a modelagem na matemática usada por estes produtores para criação do modelo. A problemática que instigou o alto a busca de um modelo para o pequeno produtor, está enfocada nas dificuldades destes trabalhadores do campo em calcular suas produções para comercializar no mercado local, ou até mesmo dentro da propriedade. A partir dos dados obtidos, foi possível alcançar o referido objetivo, já que este estudo proporcionou a possibilidade de sugestão de um modelo matemática destinado ao já citado público-alvo.

Keywords


Medida Agrária, Modelagem Matemática, Pequeno Produtor.

References


BASSANEZI, R. C. Ensino- aprendizagem com modelagem matemática. São Paulo: Contexto: 2016.

BIEMBENGUT, M. S. 30 anos de modelagem matemática na educação brasileira: das propostas primeiras as propostas atuais. Revista de Educação em Ciência e Tecnologia: v.2, n.2, p.7-32, jul. 2009.

BIEMBENGUT, M. S.; HEIN, N. Modelagem matemática no ensino. 5º. ed. São Paulo: Contexto: 2014.

BRASIL. Centro de Gestão e Estudos Estratégicos. A pequena produção rural e as tendências do desenvolvimento agrário brasileiro: ganhar tempo é possível? Brasília: CGEE, 2013.

D'AMBRÓSIO, U. Educação Matemática: da teoria à práxis. Campinas: Papirus, 1996.

FINDLAY, E. A; COSTA, M. A.; GUEDES, S. P. L de C. Guia para elaboração de projetos de pesquisa. Joinville: UNIVILLE, 2006.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5ª ed. São Paulo: Atlas, 1999.

HUL, D. Aplicações matemáticas em medidas agrárias: um conhecimento etnomatemático do homem do campo contextualizado com o conteúdo escolar. V Simpósio Nacional de Ciência e Tecnologia – SINECT, 2016. Disponível em: < http://www.sinect.com.br/2016/down.php?id=3515&q=1>. Acesso em: 09 fev. de 2020.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA. Unidades Agrárias não Decimais em Uso no Brasil. 2ª Ed. Rio de Janeiro: Serviço Gráfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 1948.

SANTOS, A. O. História da matemática como metodologia alternativa para o desenvolvimento da prática pedagógica nos primeiros anos do Ensino Fundamental. Dissertação (em educação) – UFU. Uberlândia, 170 p. 2013.

TRZASKACZ, A. J.; DZIADZIO, S. J.; CAETANO, J. J. A educação do campo e as unidades de medidas agrárias. Revista Espacios, v. 39, Ed. 43, p. 6-18, jun. 2018.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-319

Refbacks

  • There are currently no refbacks.