Inspeções da vigilância sanitária em estabelecimentos da Cidade de Muritiba – Bahia / Sanitary inspections in Muritiba - Bahia City establishments

Daniela de Oliveira dos Santos, Edvaldo Nascimento Costa, Bianca Oliveira da Silva, Estefânia Prates Rodrigues, Paulo Túlio de Souza Silveira

Abstract


A Vigilância Sanitária tem por objetivo fiscalizar estabelecimentos que produzem, comercializem, distribuem e/ou armazenam os alimentos, além de licenciar e cadastrar novos estabelecimentos. O presente artigo tem por objetivo acompanhar as inspeções da vigilância sanitária em estabelecimentos da cidade de Muritiba - Bahia. O trabalho foi desenvolvido no período de agosto a setembro de 2019. Inicialmente é realizado um planejamento das ações a serem realizadas, como os locais e os documentos necessários para a realização das inspeções. Os fiscais utilizaram como base as legislações vigentes e sempre realizando os registros na forma escrita e através de imagens fotográficas as irregularidades encontradas. Todas inspeções foram realizadas de forma aleatória baseadas em denúncias ou por vencimento do alvará de funcionamento. Diante dos resultados obtidos, observou-se que a maioria dos estabelecimentos de serviços de alimentação do município se encontravam em situação insatisfatória no que tende a questões higiênico-sanitário, devendo ter um maior controle de higiene dos estabelecimentos.

Keywords


Controle de qualidade, Serviços de alimentação, Boas práticas.

References


BAHIA. Lei nº 3.982 de 29 de dezembro de 1981. Dispõe sobre o Subsistema de Saúde do Estado da Bahia, aprova a legislação básica sobre promoção. Diário Oficial do Estado da Bahia. 1983. Disponível em: <. http://www.legislabahia.ba.gov.br/documentos/decreto-no-29414-de-05-de-janeiro-de-1983>. Acessado em: 22 de setembro de 2020.

BAHIA. Resolução CIB nº 249, de 30 de dezembro de 2014. Aprova ad referendum a presente revisão da Resolução CIB Nº 084/2011 nos termos constantes dos Anexos I, II e III que apresentam os princípios gerais e estabelece as ações de competência do Estado e dos Municípios na organização, execução e gestão das ações do Sistema Estadual de Vigilância em Saúde do Estado da Bahia, de forma compartilhada, solidária, regionalizada e descentralizada. Diário Oficial do Estado da Bahia. 30 dez. 2014.

BRASIL. CONSELHO NACIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC n. 216, de 15 de setembro de 2004. Dispõe sobre o regulamento técnico de boas práticas para serviços de alimentação. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 16 set. 2004. p. 1-10. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/documents/33916/388704/RESOLU%25C3%2587%25C3%2583ORDC%2BN%2B216%2BDE%2B15%2BDE%2BSETEMBRO%2BDE%2B2004.pdf/23701496-925d-4d4d-99aa-9d479b316c4b> Acessado em: 22 de setembro de 2020.

BRASIL. Lei n° 6437, de 20 de agosto de 1977, e suas alterações. Configura infrações a legislação sanitária federal, estabelece as sanções respectivas e dá outras providências. 1977.

BRASIL. Lei n° 9.782, DE 26 DE JANEIRO DE 1999 (Publicado no D.O.U. de 27.01.1999, Seção 1, pág. 1) Define o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, cria a Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Diário Oficial da União, 2004. Disponível em: < http://portal.anvisa.gov.br/documents/33916/388704/lei_9782_99.pdf/92a497c2-9d19-4ce0-8eaa-624b8d6bd245>. Acessado em: 22 de setembro de 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução - RDC nº 18, de 29 de fevereiro de 2000. Dispõe sobre Normas Gerais para Funcionamento de Empresas Especializadas na Prestação de Serviços de Controle de Vetores e Pragas Urbanas. 2000.

BRASIL. MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. Portaria nº 3.214 de 8 de junho de 1978 e atualizações. Norma Regulamentadora nº 6-NR 6: equipamento de proteção individual-EPI. 1978.

BRASIL. Norma Regulamentadora NR-7 do Ministério do Trabalho: Manuais de Legislação. Atlas Segurança e Medicina do Trabalho, v. 39, 1998.

COSTA, A. L. S. Perfil do trabalhador da vigilância sanitária no Estado da Bahia. Dissertação (mestrado profissional) – Instituto de Saúde Coletiva. Universidade Federal da Bahia. Salvador: A.L.S. Costa, 2012.

COSTA, J. N. P. Controle de pragas urbanas em minimercados comercializadores de carne in natura. Medicina Veterinária (UFRPE), v. 7, n. 1, p. 17-23, 2013.

GERMANO, P. M. L.; GERMANO, M. I. S. Higiene e vigilância sanitária de alimentos. São Paulo, Manole, 2011.

LEAL, C. O. B. S.; TEIXEIRA, C. F. Análise de situação dos recursos humanos da vigilância sanitária em Salvador - BA, Brasil. Interface (Botucatu). Botucatu, v. 13, n. 30, p. 167-179, Setembro de 2009.

MÜRMANN, L.; MALLMANN, C. A.; DILKIN, P. Temperaturas de armazenamento de alimentos em estabelecimentos comerciais na cidade de Santa Maria, RS. Acta Scientiae Veterinariae, v. 33, n. 3, p. 309-313. 2005.

NETA, A. M. D. A. C.; SILVA, N. V.; MENEZES, A. C. M.; SALES, A. R. R.; ALMEIDA, N. B. Atuação da vigilância sanitária nos estabelecimentos alimentícios no município de Pombal-PB. Informativo Técnico do Semiárido, v. 9, n. 2, p. 20-23. 2015.

OLIVEIRA, A. B. Doenças Transmitidas por Alimentos: Surtos Alimentares. Revista do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, v.30, p. 279-285. 2010.

ROCHA, L. S. G.; SILVA, I. M. M.; SILVA, R. Me. Principais inadequações de supermercados verificadas nas notificações emitidas pela Vigilância Sanitária e Ambiental. MAGISTRA, v. 29, n. 1, p. 1-7. 2018.

SILVA JÚNIOR, E. A. Manual de controle higiênico-sanitário em alimentos. 8. ed., rev. e ampliada. São Paulo: Varela, 2020. 475 p.

TIBÚRCIO, C. L. C.; VIDAL JÚNIOR, P. O. Avaliação das ações de vigilância sanitária em um município do Recôncavo da Bahia. Vigilância Sanitária em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, v. 1, n. 3, p. 19-26. 2013.

VALENTE, D.; PASSOS, A. D. C. Avaliação higiênico-sanitária e físico-estrutural dos supermercados de uma cidade do Sudeste do Brasil. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 7, n. 1, p. 80-87. 2004.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-304

Refbacks

  • There are currently no refbacks.