Surdez, movimentos sociais surdos e direitos humanos: um estudo sobre o direito à informação / Deafness, deaf social movements and human rights: a study on the right to information

Vanessa Cristina Alves

Abstract


A falta de professores especializados, tradutores e intérpretes de libras, cursos de capacitação em Libras em diferentes áreas e a dificuldade de acesso à informação diariamente, trouxe reflexões sobre o universo que envolve o sujeito surdo.  Pergunta-se como é possível o acesso à informação e ao conhecimento sobre direitos humanos se a falta de conhecimento da Libras ainda é uma barreira para a comunicação.  Movida por essa questão, tendo em vista a relevância de uma educação pautada nos direitos humanos, em especial para grupos e pessoas socialmente discriminados, buscou-se investigar como se deu o acesso à informação sobre os direitos humanos numa comunidade surda.  Para responder à questão central desse estudo fez-se necessário contextualizar historicamente a trajetória de lutas e desafios vividos pelos surdos ao longo do tempo por meio de um histórico da educação de surdos destacando também algumas conquistas dos movimentos sociais de surdos, nas últimas décadas. Tendo em vista a natureza e os limites dessa pesquisa, foi realizado um questionário fechado e dicotômico como instrumento de pesquisa.   Portanto, o presente estudo teve o objetivo central de investigar o acesso à informação sobre direitos humanos por sujeitos surdos numa dada realidade. Os resultados apontaram a importância do bilinguismo e das associações de surdos nesse processo, bem como a necessidade de incluir o tema dos direitos humanos no currículo escolar e a produção de material sobre a temática para a comunidade surda.

 


Keywords


Direitos Humanos e Cidadania, Educação de Surdos, Movimentos sociais surdos.

References


BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Texto constitucional promulgado em 5 de outubro de 1988, com as alterações adotadas pelas Emendas constitucionais nºs 1/1992 a 86/2015, pelo Decreto legislativo nº 186/2008 e pelas Emendas constitucionais de revisão nºs 1 a 6/1994. 43. ed. Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2015. 455p. Disponível em: http://bd.camara.gov.br/bd/handle/bdcamara/15261 .Acesso em: 15.mar.2019.

BRASIL. Decreto nº 6.949, de 25 de agosto de 2009. Promulga a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e seu Protocolo Facultativo, assinados em Nova York, em 30 de março de 2007. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/decreto/d6949.htm. Acesso em: 15.mar.2019.

BRASIL. Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 23 dez. 2005. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/Decreto/D5626.htm.Acesso em: 02. mar. 2019.

BRASIL. Lei nº 10.436, de 22 de abril de 2002. Dispõe sobre a língua brasileira de sinais - Libras e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 25 abr. 2002. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10436.htm. Acesso em: 02.mar. 2019.

BRASIL. Lei nº 12.319, de 01 de setembro de 2010. Regulamenta a profissão de Tradutor e Intérprete da Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 02 set. 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12319.htm. Acesso em: 02.mar. 2019.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação -PNE e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 25 jun. 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm. Acesso em: 02.mar.2019.

BRASIL. Plano Nacional de Direitos Humanos, Brasília: Secretaria Especial dos Direitos Humanos, 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/2191-plano-nacional-pdf/file. Acesso em: 20.mai.2019.

BRASIL. Comitê Nacional de Educação em Direitos Humanos. Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos: 2007. Brasília: Secretaria Especial dos

Direitos Humanos, 2007. 76 p. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=32131-educacao-dh-diretrizesnacionais-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 05.jul.2019.

BRASIL. Projeto de Lei 3979/00. Dispõe sobre a inclusão de legenda oculta na programação das emissoras de televisão, fixa cota mínima de aparelhos de televisão com circuito de decodificação de legenda oculta e dá outras providências. Diário da Câmara dos Deputados, Brasília, 13 Dez.2000. Disponível em: https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=1606355. Acesso em 20. mai.2019.

RESENDE, A.P.C; Vital, F.M.P. Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. Secretaria Especial dos Direitos Humanos. Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência, 2008. p. : 21 cm. Disponível em: https://www.governodigital.gov.br/documentos-e-arquivos/A%20Convencao%20sobre%20os%20Direitos%20das%20Pessoas%20com%20Deficiencia%20Comentada.pdf. Acesso em: 01 Abr.2019

BOBBIO, N. A Era dos Direitos. Rio de Janeiro, Ed. Campus, 1992.Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/297730/mod_resource/content/0/norberto-bobbio-a-era-dos-direitos.pdf.Acesso em: 22.mar.2019.

FEDERAÇÃO NACIONAL DE EDUCAÇÃO E INTEGRAÇÃO DOS SURDOS. Cartilha Dia Nacional dos Surdos. [S.i...s.n..], 2009, 23 p.il. Disponível em: http://www.libras.com.br/. Acesso em: 05. Jul.2019.

FERNANDES, S.; MOREIRA, L. C. Políticas de educação bilíngue para surdos: contexto brasileiro. Educar em Revista, Curitiba: Editora UFPR, Edição Especial n. 2/2014, p. 51-69. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/er/nspe-2/05.pdf. Acesso em: 07.mai.2019

FREIRE, Paulo. 2ª ed. A importância do ato de ler. São Paulo, Ed. Cortez, 1989. Disponível em: https://educacaointegral.org.br/wp-content/uploads/2014/10/importancia_ato_ler.pdf. Acesso em: 10.set.2015.

JANNUZZI, G.S.M. A educação do deficiente no Brasil: dos primórdios ao início do século XXI. 2º Ed. Campinas: Autores Associados, 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/er/n32/n32a17.pdf. Acesso em: 05.fev.2015

LUBISCO, N.M; Vieira, S.C. Manual de estilo acadêmico: Trabalhos de conclusão de curso, dissertações e teses. 5a edição. Salvador: EDUFBA, 2013. 145 p. ; il. Disponível em: http://www.belasartes.ufba.br/wp-content/uploads/2016/05/manual-de-estilo-academico-2013-Repositorio2.pdf. 05.jul.2019.

LAGE, R. Acesso à informação: um direito também dos surdos. [S.l.: s.n.]. Observatório da Imprensa, caderno da cidadania, 2007. Ano 18, nº 842, ISSN 1519-7670. Disponível em: http://observatoriodaimprensa.com.br/caderno-da-cidadania/um-direito-tambem-dos-surdos/.Acesso em: 25.mai.2019.

MESERLIAN, K.T; VITALIANO, C. R. Análise sobre a trajetória histórica da educação dos Surdos. In: IX Congresso Nacional de Educação-Educere, III Encontro Sul Brasileiro de Psicopedagogia. Anais eletrônicos... Curitiba: PUCPR, 2009. p.3737-3750. Disponível em: http://www.aedmoodle.ufpa.br/pluginfile.php/322905/mod_resource/content/1/TEXTO%20II.pdf. Acesso em 01 Mar.2019.

MONTEIRO, M.S. História dos Movimentos dos Surdos e o Reconhecimento da Libras no Brasil. ETD – Educação Temática Digital, Campinas, v.7, n.2, p.292-302, jun. 2006. Disponível em: https://www.ssoar.info/ssoar/bitstream/handle/document/10178/ssoar-etd-2006-2-monteiro-historia_dos_movimentos_dos_surdos.pdf?sequence=1. Acesso em 09.Jul.2019

PLATAFORMA DHESCA BRASIL. Coleção Manual de Direitos Humanos. Direito Humano à Educação – 2ª ed., Nov.2011, 87p. Disponível em: https://seguro.mprj.mp.br/documents/10227/14586286/Cartilha_Direito_Humano_a_Educacao_2011.pdf. Acesso em: 09 Jun. 2019

PEDREIRA, S.M.F; “Porque a palavra não adianta”: um estudo das relações entre surdos/as e ouvintes em uma escola inclusiva na perspectiva intercultural. 205f. Dissertação (Mestrado) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2006. Disponível em: https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/9041/9041_1.PDF. Acesso em: 09.jul.2019.

PEREIRA, M.C.C. O ensino de português como segunda língua para surdos: princípios teóricos e metodológicos. Educar em Revista, Curitiba: Ed. UFPR; Edição Especial, n. 2, p.143-157, 2014.Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/er/nspe-2/11.pdf. Acesso em 10. jul.2019.

SÁ, N. R. L. Educação de surdos: a caminho do bilinguismo. Niterói: Ed. UFF, 1999.

SANCHES, S. Instrumentos de pesquisa qualitativa. [S.l.: s.n.] .25 Out. 2010, 25 Slides. Disponível em: https://pt.slideshare.net/queenbianca/pesquisa-qualitativa-5560475. Acesso em: 15. Jun.2019.

SORONDO, F. Os direitos humanos através da História. [S.l.: s.n.], 1995. Disponível em: http://www.dhnet.org.br/dados/livros/edh/mundo/sorondo/sorondo2.htm. Acesso em: 09.jul.2019.

TOSI, G. O significado e as consequências da Declaração Universal de 1948. [S.l.: s.n.], 2013:, 115p. Disponível em: http://www.cchla.ufpb.br/redhbrasil/wp-content/uploads/2014/04/O-SIGNIFICADO-E-AS-CONSEQU%C3%8ANCIAS-DA-DECLARA%C3%87%C3%83O-UNIVERSAL-DE-1948.pdf. Acesso em: 09.jul.2019.

UNESCO. Declaração de Salamanca e Linha de Ação Sobre Necessidades Educativas Especiais. [S.i...s.n..], 1994. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000139394. Acesso em: 10 mar.2019.

UNESCO. Declaração de Salamanca e enquadramento da ação na área das necessidades educativas especiais. Ministério da Educação. Salamanca, Espanha, 7-10 de Junho de 1994:, 49p. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/salamanca.pdf. Acesso em: 15. Abr.2019.

VYGOTSKY, L. S. Pensamento e Linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1991.Disponível em: http://www.ebooksbrasil.org/adobeebook/vigo.pdf. Acesso em: 09.jul.2019.

ZIESMANN, C. I et.al. Famílias sem Libras: até quando? Santa Maria: Editor e Gráfico Curso Caxias, 2018. Arquivo pessoal.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-301

Refbacks

  • There are currently no refbacks.