Desertificação socioambiental em espaços urbanos / Socio-environmental desertification in urban spaces

Elaine Vasconcelos Nascimento Leal, Jailton de Jesus Costa, Gênisson Lima de Almeida

Abstract


O presente artigo tem como objetivo discutir a proposição conceitual do termo “desertificação socioambiental” como sendo uma expressão apropriada para um fenômeno tão presente nas cidades contemporâneas: o esvaziamento de pessoas nas ruas e abandono dos usos tradicionais de bairro e de suas áreas naturais. Com base em referenciais teóricos relacionados, procurou-se contribuir com um estudo interdisciplinar e teórico acerca desse comportamento e sua relação com alterações na sociedade e com as novas configurações urbanas, capazes de estimular ou prejudicar a capacidade de atrair pessoas para o uso dos espaços públicos. A metodologia foi baseada numa análise bibliográfica e documental em artigos indexados pela CAPES, livros, e na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações. A partir da complexidade da temática, buscou-se discutir as melhorias na qualidade de vida e da sustentabilidade socioambiental nas cidades, entendendo a importância das conexões de vizinhança, do sentido de comunidade local e das relações das pessoas com o ambiente em que estão inseridas.


Keywords


Desertificação socioambiental, Dinâmica socioambiental, Espaços públicos, Planejamento urbano.

References


ANTUNES, R. A desertificação neoliberal no Brasil: Collor, FHC e Lula. São Paulo: Autores Associados, 2005.

BAUMAN, Z. Confiança e medo na cidade. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

GEHL, J. Cidade para Pessoas. 3 ed. São Paulo: Perspectiva, 2015.

HABERMAS, J. Direito e democracia: entre facticidade e validade. Tradução de Flávio Beno Siebeneichler. 1 ed. vol. II. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2011.

HARVEY, D. A produção capitalista do espaço. São Paulo: Annablume, 2005a.

HARVEY, D. Condição pós-moderna. 14.ed. São Paulo: Edições Loyola, 2005b.

JACOBS, J. Morte e vida de grandes cidades. 3. ed. São Paulo: wmfmartinsfontes, 2014.

LARRÈRE, C.; LARRÈRE, R. Do bom uso da natureza: para uma filosofia do meio ambiente. Tradução de Armando Pereira da Silva. Lisboa: Instituto Piaget, 1997.

LEITE, R. P. Localizando o espaço público: Gentrification e cultura urbana. Revista Crítica de Ciências Sociais, 83, p. 35-54, 2008. Disponível em: www.ces.uc.pt/rccs/includes/download.php?id=1009. Acesso em: 11/09/2017.

LERNER, J. Prólogo à Edição Brasileira. In: Gehl, J. Cidades para pessoas. 3 ed. São Paulo: Perspectiva, 2015.

ODS - Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Nações unidas no Brasil - Agenda2030, 2015. Disponível em: . Acesso em: 10/10/2017.

OLIVEIRA, A. R. DE A desertificação do alto sertão de Sergipe no contexto geográfico. Tese de doutorado, UFS, 2017.

SACHS, I. Rumo à ecossocioeconomia: teoria e prática do desenvolvimento. São

Paulo: Cortez, 2007.

SANTOS, A. D. dos. Metodologias Participativas: caminhos para o fortalecimento de espaços públicos socioambientais. São Paulo: Peirópolis, 2005.

SASSEN, S. Processo de 'desertificação' é uma ameaça para as cidades, diz socióloga. Folha de S. Paulo. São Paulo, 17 ago. 2015. Disponível em: . Acesso em: 09/05/2017.

SERPA, A. Espaço público e acessibilidade: notas para uma abordagem geográfica. Revista GEOUSP: Espaço e Tempo, 15, 21 - 37, 2004. Disponível em: . Acesso em: 02/04/2017.

SOARES, E. Metodologia científica: lógica, epistemologia e normas. São Paulo: Atlas, 2003.

TASSARA, H.; TASSARA, E. (Org.). Dicionário Socioambiental: ideias, definições e conceitos. São Paulo: Brasil Sustentável Editora, 2008.

VEIGA, J. E. DA. A emergência do socioambiental. São Paulo: SENAC, 2007.

WIRTH, L. O urbanismo como modo de vida. In: Fortuna, Carlos (org) Cidade, Cultura e Globalização. Ensaios de sociologia. Oeiras: Celta Editora, 1997.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-298

Refbacks

  • There are currently no refbacks.