A conservação urbana integrada de bolonha (1950-1970) a partir da obra de pierluigi cervellati / The integrated urban conservation of bologna (1950-1970) from pierluigi cervellati's Work

Fabrício Martins, Tomás de Albuquerque Lapa

Abstract


A ambição por estruturar uma “cidade antiga para uma sociedade nova” fez o município de Bolonha (Itália) assumir um processo singular de planejamento urbano de cidades históricas, entre as décadas de 1960 e 1970. Nesse momento, pretendeu-se superar o modelo de restauração patrimonial conservadora, que trata o conjunto patrimonial de maneira isolada, autorreferente e excluído da dinâmica geral do território. Para tanto, foi posto em prática um intrincado sistema de regulação estatal e investigação acadêmica que possibilitou a identificação, o resguardo e a promoção da qualidade de vida no conjunto patrimonial histórico. Da mesma maneira, foram estabelecidos objetivos e diretrizes para o ordenamento da metrópole como um todo, sendo o centro histórico a matriz desse ordenamento. Condicionando o êxito desses esforços estaria o compromisso político de preservar a composição social dos habitantes tradicionais dos bairros, em oposição à lógica desagregadora da especulação imobiliária. O presente artigo procura, por meio de revisão bibliográfica das obras escritas por Pier Luigi Cervellati e sua equipe, eles próprios técnicos responsáveis pela etapa derradeira desse modelo, na década de 1970, analisar a experiência de restauro em Bolonha. Essa compreensão foi enriquecida com a bibliografia de autores secundários que buscaram situar o planejamento urbano bolonhês no particular contexto histórico, político e social, de modo a compreender as sucessivas sínteses programáticas que formataram o modelo de Bolonha, positivado nas obras de Cervellati: La Nouvelle Culture Urbaine (1981) e Bolonia: Política y Metodologia de la Restauración de Centro Históricos (1976).

Keywords


Conservação Urbana Integrada, Restauração de Centros Históricos, Modelo de Bolonha

References


ASSOCIAZIONE NAZIONALE PER I CENTRI STORICO-ARTISTICI - ANCSA. La Carta di Gubbio del 1960. Gubbio: 1960. Disponível em: < https://www.italianostra.org/la-carta-di-gubbio-del-1960/>. Acesso em 02 dec 2018.

BANDARIN, F. The Bologna Experience: Planning and Historic Renovation in a Communist City. In: APPLEYARD, D (ed.). The Conservation of European Cities. The MIT Press: Cambridge, Massachusetts, and London, England, 1979.

BARTOLINI, F. Changing Cities. An Urban Question for the Italian Communist Party. In: BAUMEISTER, M. BONOMO, B. SCHOTT, D (eds.). Cities contested: Urban Politics, Heritage, and Social Movements in Italy and West Germany in the 1970s. Campus Verlag: Frankfurt-am-Main, 2017.

BODENSCHATZ, H. Bologna and the (Re-) Discovery of Urban Values. In: BAUMEISTER, M. BONOMO, B. SCHOTT, D (eds.). Cities contested: Urban Politics, Heritage, and Social Movements in Italy and West Germany in the 1970s. Campus Verlag: Frankfurt-am-Main, 2017.

CERVELLATI, PL. Pier Luigi Cervellati: "Sono cresciuto in una strada malfamata, tra gente che viveva pericolosamente". Entrevista concedida a Antonio Gnoli. La Reppublica: 07 aug 2017. Disponível em: < http://www.repubblica.it/cultura/2017/08/07/news/pier_luigi_cervellati_sono_cresciuto_in_una_strada_malfamata_tra_gente_che_viveva_pericolosamente_-172550155/>. Acesso em 02 dec 2018.

CERVELLATI, PL; SCANNAVINI, R. Bolonia: política y metodologia de la restauración de centro históricos. Editorial Gustavo Gili: Barcelona, 1976.

CERVELLATI, PL; SCANNAVINI, R; DE ANGELIS, C. La nouvelle culture urbaine: Bologne face à son patrimoine. Paris: Éditions du Seuil, 1981.

CHOAY, F. A Alegoria do Patrimônio. Lisboa: Edições 70, 1999.

COMUNE DI BOLOGNA. Storia amministrativa. La cronologia, 1945-1980. Disponível em: < http://www.comune.bologna.it/storiaamministrativa/stories/detail/409429>. Acesso em 02 dec 2018.

CORDEIRO, I. J. D. A Produção do Espaço Turístico pela Via da Acumulação por Despossessão: o Caso de Fernando de Noronha (Pernambuco). 2016. 192f. Tese (Doutorado em Geografia). Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Universidade Federal de Pernambuco, Recife.

DE PIERI, F; SCRIVANO, P. Representing the "Historical Centre" of Bologna: Preservation Policies and Reinvention of an Urban Identity. Urban History Review, 33(1), 34–45. Disponível em: . Acesso em: 10 out 2018.

GOMEZ, J. R. S; MARTÍNEZ, G. A. R. RIAÑO, V. S. CIENDÚA, F. M. Modelo de planeación estratégica basado en el endorsement del patrimonio cultural. Estudio en Cartagena de Indias 2018. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 5, n. 7, p.8132-8149, jul. 2019. ISSN 2525-8761. DOI:10.34117/bjdv5n7-039.

HARVEY, D. Cidades Rebeldes: do Direito à Cidade à Revolução Urbana. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

KÜHL, B. M. Observações sobre os Textos de Gustavo Giovannoni Traduzidos nesta Edição. In: KÜHL, B. M. (Org.). Gustavo Giovannoni - Textos Escolhidos. Ateliê Editorial: São Paulo, 2013.

NUCIFORA, M. Protection of Cultural Heritage and Urban Development. Catania and Syracuse in the Seventies: A Comparative Approach. In: BAUMEISTER, M. BONOMO, B. SCHOTT, D (eds.). Cities contested: Urban Politics, Heritage, and Social Movements in Italy and West Germany in the 1970s. Campus Verlag: Frankfurt-am-Main, 2017.

ULSHÖFER, J. From “Vechio Nucleo Cittadino” to “Centro Storico” On Bologna’s Preservation Policies and the Social Cost of Urban Renewal (1955-1975). In: BAUMEISTER, M. BONOMO, B. SCHOTT, D (eds.). Cities contested: Urban Politics, Heritage, and Social Movements in Italy and West Germany in the 1970s. Campus Verlag: Frankfurt-am-Main, 2017.

VALE, Ana Rute do. Crescimento urbano e teorias sobre o espaço periurbano: analisando o caso do município de Araraquara (SP). In: Lucia Helena de Oliveira Gerardi; Pompeu Figueiredo de Carvalho. (Org.). Geografia: ações e reflexões. Rio Claro: AGETEO, 2007.

ZUCCONI, G. “La Festa è Finita!” The Question of “Centri Storici” in 1970s Italy. In: BAUMEISTER, M. BONOMO, B. SCHOTT, D (eds.). Cities contested: Urban Politics, Heritage, and Social Movements in Italy and West Germany in the 1970s. Campus Verlag: Frankfurt-am-Main, 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-289

Refbacks

  • There are currently no refbacks.