Correlação entre o defeito head check e a microestrutura e dureza no entorno da solda aluminotérmica de trilho ferroviário / Correlation between head check rail defect and microstructure and hardness in the aluminothermic rail weld

Gregory de Oliveira Miranda, Carlos Vinícius de Paes Santos, Vinicius Silva dos Reis, Beatriz Seabra Melo, Julianne Silva Lalor, Ricardo Nazareno Costa França, José Maria do Vale Quaresma

Abstract


Com a expansão do modal ferroviário brasileiro a níveis internacionais, solicitam-se maiores velocidades e quantidades de cargas transportadas durante a logística, exigindo cada vez mais das locomotivas e da infraestrutura ferroviária. A compreensão do tribossistema roda-trilho torna-se de extrema importância tendo em vista as tensões e condições impostas a estes componentes. Neste trabalho foi realizada a caracterização do defeito head check em amostra de trilho soldado pelo processo de aluminotermia. Durante a atividade experimental é executada a correlação entre a microestrutura e a dureza com a morfologia do head check (profundidade, comprimento, angulação das trincas). Os resultados mostraram que a Zona Termicamente Afetada - ZTA apresenta uma microestrutura esferoidizada, com menor resistência mecânica em relação às outras regiões, expressa pelo perfil de dureza e observou-se que o defeito é cerca de duas vezes mais severo nesta região.


Keywords


Defeitos em trilhos, Fadiga de Contato de Rolamento, Head check, Caracterização, ZTA.

References


Benoît, D., & Salima, B. M. (2016). Multiscale characterization of head check initiation on rails under rolling contact fatigue: Mechanical and microstructure analysis. Wear, 383-391.

Carrol, R. (2006). Surface Metallurgy and rolling contact fatigue of rail. Universidade de Sheffield.

Ekberg, A., & Kabo, E. (2014a). Surface fatigue initiated transverse defects and broken rails - an international review. Chalmers University of Technology.

Ekberg, A., Akesson, B., & Kabo, E. (2014b). Wheel/rail rolling contact fatigue: Probe, predict, prevent. Wear, 2-12.

Grassie, S. K. (1997). Rolling contact fatigue of rails: characteristics, causes and treatment. Proceedings of 6th International Heavy haul Conference, pp. 381-404.

Gutscher, D., Baillargeon, J., & Li, D. (2014). Effects of heavy-axle loads on electric flash-weld surface degradation. Railway Track and Structure.

Messaadi, M., & Hiensch, M. (2019). Metallographic examination of the forget AT welds for grades R260 and R350HT.

Miranda, G. O. (Junho de 2020). Influência da variação microestrutural induzida pela soldagem aluminotérmica nas características do defeito head check em trilhos ferroviários. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Federal do Pará Belém, Pará.

Mutton, P., Cookson, J., Qiu, C., & Welsby, D. (2016). Microstructural characterisation of rolling contact fatigue damage in flash-butt welds. Wear, 368-377.

Nishikawa, L. (2018). Soldagem de trilhos ferroviários perlíticos: origem das microestruturas. Tese (doutorado). Universidade de São Paulo. São Paulo, São Paulo.

Zhao, X., Fan, Y., Liu, Y., Wang, H., & Dong, P. (2015). Evaluation of fatigue fracture mechanism in a flash-butt welding joint of a u75v type steel for railroad applications. Engineering fracture analysis, 26-38.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-244

Refbacks

  • There are currently no refbacks.