Oficina saúde da mulher, um olhar sobre os direitos e recursos ofertados pelo sistema único de saúde (sus) na perspectiva do empoderamento feminino: um relato de experiência / Women's health workshop, a look at the rights and resources offered by the unique health system (sus) from the perspective of female empowerment: an experience report

Amanda Ouriques de Gouveia, Lais Araujo Tavares Silva, Valéria Regina Cavalcante dos Santos, Carmen Lúcia de Araújo Paes, Tania de Sousa Pinheiro Medeiros, Ana Beatriz Capela Cordovil, Nayara de Fátima Cardoso Pereira da Silva, Cristália de Melo da Silva

Abstract


Objetivo: Descrever as experiências de acadêmicas do curso de enfermagem no desenvolvimento de uma oficina realizada na XIV Semana Acadêmica da Universidade do Estado do Pará no ano de 2019, referente aos serviços de saúde ofertados para a saúde da mulher e a importância da sua conquista mediante as lutas e movimentos gerados através do empoderamento feminino.  Método: trata-se de um trabalho do tipo relato de experiência com caráter descritivo e qualitativo sobre a oficina intitulada “Oficina saúde da mulher, um olhar sobre os direitos e recursos ofertados pelo sistema único de saúde (SUS) na perspectiva do empoderamento feminino” na realização da XIV Semana Acadêmica da Universidade do Estado do Pará. Resultados: com relação aos serviços de saúde que hoje são ofertados especificamente para atender a mulher, vimos que a maioria se limitava ou entendia apenas sobre os exames de rotina, como o PCCU e os ofertados durante o período gestacional, demonstrando que existe uma deficiência acerca de informações mais abrangentes relacionadas aos serviços que podem ser ofertados na rede de atenção integral a saúde da mulher. O propósito das dinâmicas e a preparação do ambiente foram aliados essenciais na quebra de barreiras entre as acadêmicas, participantes e no desenvolvimento da oficina, pois, favoreceu na participação de todas que estavam presentes, além da troca de saberes entre as mesmas. Conclusão: A saúde da mulher ainda precisa ser amplamente abordada e questionada no sentido de aprimoramento do sistema e uma melhora na compreensão de todos os aspectos que envolvem as suas particularidades.


Keywords


Saúde da Mulher, Empoderamento, Informação.

References


ALFARO; E; TOLEDO, F; BORGES, J. Censura, desinformação e negligência: tabus sexuais colocam a saúde da mulher em risco. Disponível em: < https://jornalismoespecializadounesp.wordpress.com/2017/11/06/tabus-sexuais-geram-falta-de-informacao-e-afetam-a-saude-da-mulher/>. Acesso em: 08 set 2020.

AMÂNCIO, V, C; SCHMIDT, D, B; COTRIM, O, S. A HISTÓRIA DA MULHER E SUA PROBLEMATICA DE SAÚDE COM ÊNFASE NO MUNICÍPIO DE BOTUCATU. Caderno Saúde e Desenvolvimento| vol.3 n.2 | jul/dez 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher : Princípios e Diretrizes / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – 1. ed., 2. reimpr. Brasília : Editora do Ministério da Saúde, 2011.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Relatório de gestão 2003 à 2006: Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – Brasília : Editora do Ministério da Saúde, 2007.

BRASIL. Diretrizes operacionais dos pactos pela vida em defesa do SUS e de gestão. Brasília: Ministério da Saúde, 2006.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Política nacional de atenção integral à saúde da mulher: princípios e diretrizes / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – Brasília: Ministério da Saúde, 2004.

BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Área Técnica de Saúde da Mulher. Assistência em Planejamento Familiar: Manual Técnico/Secretaria de Políticas de Saúde, Área Técnica de Saúde da Mulher – 4a edição – Brasília: Ministério da Saúde, 2002.

BRASIL. Ministério da Saúde. Assistência integral à saúde da mulher: bases da ação programática. Brasília: Ministério da Saúde, 1984.

BRASIL. Ministério da saúde. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher: Princípios e Diretrizes. Brasília: Ministério da Saúde, 2009. 82 p. Disponível em: . Acesso em: 10 Set. 2020.

CONSERVA, R, C. A política de saúde no Brasil: Um enfoque na atenção voltada para as mulheres. Universidade Estadual da Paraíba (UEP) – Centro de Ciências Sociais Aplicadas. Campina Grande, 2011.

DUAVY, L, M. et al. A percepção da mulher sobre o exame preventivo do câncer cérvico-uterino: estudo de caso. Ciênc. saúde coletiva vol.12 no.3 Rio de Janeiro May/June 2007. Disponível em: < https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300024&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 08 set 2020.

GIFFIN, K, M. Mulher e saúde. Cad. Saúde Pública vol.7 no.2 Rio de Janeiro Apr./June 1991.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER. Diretrizes para a detecção precoce do câncer de mama no Brasil/ Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva – Rio de Janeiro: INCA, 2015.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO. UNASUS/UFMA. Saúde da mulher/Paula Trindade Garcia (Org.). - São Luís, 2013. Disponível em: , Acesso em: 08 set 2020.

RODRIGUES, B, C. et al. Educação em saúde para a prevenção do câncer cérvico-uterino. Rev. bras. educ. med. vol.36 no.1 supl.1 Rio de Janeiro Jan./Mar. 2012.

SCHINAIDER, B, Z. et al. O empoderamento feminino nas propagandas de absorvente da libresse: uma análise semiótica da transformação de discurso. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 7, p.45143-45156 jul. 2020.

SOUTO, K, M, B. A Política de Atenção Integral a saúde da mulher: uma analise de integralidade e gênero. SER Social, Brasília, v 10, n 22, p 161-162, jan./jun., 2008. Disponível em: < https://periodicos.unb.br/index.php/SER_Social/article/download/12950/11306/23418>. Acesso em: 08 set 2020.

ZOMBINI, E, V; PELICIONI, M, C, F. Estratégias para a avaliação de um material educativo em saúde ocular. Rev. bras. crescimento desenvolv. hum. vol.21 no.1 São Paulo 2011.3




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-194

Refbacks

  • There are currently no refbacks.