Avaliação da Situação do Aleitamento Materno Exclusivo em Crianças de até Seis Meses de Vida em um Hospital de Juiz de Fora, MG / Assessment of the situation of exclusive breastfeeding in children up to six months old at a hospital in Juiz de Fora, MG

Jordana Dias Paes Possani de Sousa, Lavínia Barcellos Araújo, Patrícia Boechat Gomes, Marina Carvalho Giannini, Clara Pedrosa Pereira, Luísa Jabour Pazeli, Pedro Felipe de Souza Ker, Sabrina Carpanez Veiga

Abstract


Introdução: O Aleitamento Materno (AM) traz benefícios de crescimento e desenvolvimento à criança. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o AM deve ser exclusivo (AME) até os seis meses de idade, entretanto, as taxas de AM ainda não são suficientes para garantir que esse processo seja efetivo nos municípios brasileiros. Objetivo: Analisar, em um hospital público da cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais, a prevalência do AM em pacientes do ambulatório de puericultura e fatores associados. Métodos: Realizado estudo transversal e observacional a partir da análise de 152 prontuários, sendo elegíveis 42 lactentes.  Utilizou-se como critério de inclusão idade inferior a 2 anos e ausência de intercorrências no período neonatal (internações e cirurgias), excluindo-se os que não obedeceram a tais critérios. Resultados: Observou-se que 66,66% apresentavam faixa etária de 7 a 12 meses. Apenas 14% receberam AME até os 6 meses. Dentre as alternativas ao leite materno houve: leite materno com fórmula infantil (33,33%), fórmula infantil isolada (27,77%) e associação de leite de vaca e alguma farinha (5,55%). Conclusão: Constatou-se uma baixa prevalência de AME no presente estudo (14%), representando uma fragilidade nutricional dos indivíduos submetidos à pesquisa. Nota-se a necessidade de estudos que contemplem outros pontos da cidade e outros municípios, de forma a analisarem dados mais assertivos sobre a realidade brasileira.


Keywords


Aleitamento Materno, Saúde da Criança, Nutrição do Lactente.

References


BRAGA, M. S. Os benefícios do aleitamento materno para o desenvolvimento infantil. Brazilian Journal of Development v. 6, n. 9, p. 70250-70261, 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Guia Alimentar Para Crianças Brasileiras Menores de 2 Anos. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Departamento de Promoção à Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Aleitamento materno, distribuição de leites e fórmulas infantis em estabelecimentos de saúde e a legislação. Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. Departamento de Atenção Básica. – 1. ed.; 1. reimpr. – Brasília: Ministério da Saúde, 2014.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Estratégia nacional para promoção do aleitamento materno e alimentação complementar saudável no Sistema Único de Saúde. 1. Ed.; Brasília: Ministério da Saúde, 2015.

BRASIL; DEPARTAMENTO DE AÇÕES PROGRAMÁTICAS ESTRATÉGICAS. II pesquisa de prevalência de aleitamento materno nas capitais brasileiras e Distrito Federal. Brasília, D.F.: Editora MS, 2009.

CHAVES, R. G.; LAMOUNIER, J. A.; CÉSAR, C. C. Factors associated with duration of breastfeeding. Jornal de Pediatria v. 83, n. 3, p. 241-246, 2007.

ESTEVES, T. M. B.; DAUMAS, R. P.; OLIVEIRA, M. I. C. Factors associated to breastfeeding in the first hour of life: systematic review. Revista de Saúde Pública v. 48, n. 4, p. 697-708, 2014.

FRANK, N. M.; LYNCH, K. F.; UUSITALO, U. et al. The relationship between breastfeeding and reported respiratory and gastrointestinal infection rates in young children. BMC Pediatrics v. 19, n. 1, p. 339, 2019.

FROTA M. A.; COSTA F. L.; SOARES S. D. Fatores que Interferem no Aleitamento Materno. Rev. Rene., v. 10, n. 3, p. 61-67, 2009.

GOMES J. L. G. C.; ROSSETTO E. G.; SOUZA S. N. D. H. The Prevalence of breastfeeding in Prematures With Very Low Birth Weight – a Systematic Review. Online Brazilian Journal of Nursing, v. 8, n. 2, p. 1-7, 2009.

HOBBS, A. J.; MANNION, C. A.; MCDONALD, S. W. The impact of caesarean sction on breastfeeding initiation, duration and difficulties in the first four months postpartum. BMC Pregnancy and Childbirth v. 16, n. 1, p. 90, 2016.

HORTA, B. L., VICTORA, C. G.; WORLD HEALTH ORGANIZATION. Short-term effects of breastfeeding: a systematic review on the benefits of breastfeeding on diarrhoea and pneumonia mortality. World Health Organization, 2013.

HORTA, B. L.; WORLD HEALTH ORGANIZATION; DEPARTMENT OF CHILD AND ADOLESCENT HEALTH AND DEVELOPMENT. Evidence on the long-term effects of breastfeeding. Geneva: WHO, 2007.

JONES, G.; STEKETEE, R. W.; BLACK, R. E. et al. How many child deaths can we prevent this year? The Lancet v. 362, n. 9377, p. 65–71, 2003.

MACHADO, M. C. M.; ASSIS, K. F.; OLIVEIRA, F. C. C., et al. Determinants of the exclusive breastfeeding abandonment: psychosocial factors. Rev Saúde Pública, v. 48, n. 6, p. 985-994, 2014.

PEREIRA, C. R. V. R.; FONSECA, V. M.; OLIVEIRA, M. I. C. Avaliação de fatores que interferem na amamentação na primeira hora de vida. Revista Brasileira de Epidemiologia v. 16, n. 2, p. 525–534, 2013.

PRIOR, E.; SANTHAKUMARAN, S.; GALE, C. Breastfeeding after cesarean delivery: a systematic review and meta-analysis of world literature. The American Journal of Clinical Nutrition v. 95, n. 5, p. 1113–1135, 2012.

RODRIGUES, N. A.; GOMES, A. C. G. Aleitamento materno: fatores determinantes do desmame precoce. Enferm. Rev., v. 17, n. 1, p. 30-48, 2014.

ROLLINS, N. C.; BHANDARI, N.; HAJEEBHOY, N. Why invest, and what it will take to improve breastfeeding practices? The Lancet v. 387, n. 10017, p. 491–504, 2016.

SAADEH, R.; CASANOVAS, C.; BROWNLEE, A., ET AL. WORLD HEATH ORGANIZATION; DEPARTMENT OF CHILD AND ADOLESCENT HEALTH AND DEVELOPMENT. A tool for assessing national practices, policies and programmes. Geneva: WHO, 2003.

SANTOS, E. M.; SILVA, L. S.; RODRIGUES, B. F. S. Avaliação do aleitamento materno em crianças até dois anos assistidas na atenção básica do Recife, Pernambuco, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva v. 24, n. 3, p. 1211–1222, 2019.

SANTOS, F. S.; SANTOS L. H.; SALDAN P. C. et al. Aleitamento Materno e Diarreia Aguda Entre Crianças Cadastradas na Estratégia Saúde da Família. Texto Contexto - Enferm., Florianópolis, v. 25, n. 1, e0220015, 2016.

SARUBBI JR., V; MUYLAERT, C. J.; BASTOS, I. T. Representações de Pediatras Acerca das Alternativas de Alimentos Lácteos Diante do Desmame Inevitável. Revista Paulista de Pediatria v. 35, n. 1, p. 46–53, 2017.

SASSÁ, A. H.; LOPES, C. G.; BENGOZI, T. M. Prevalence of breastfeeding in premature infants with very low birth weight in the first six months of life - Acta Scientiarum. Health Sciences, v. 35, n. 2, p. 151, 2013.

SILVEIRA, F. J. F.; LAMOUNIER, J. A. Influência do Uso da Chupeta e do Tabagismo Materno na Amamentação – Revisão De Literatura. Rev Med Minas Gerais, v. 13, n. 2, p. 120-28, 2003.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA – Departamento de Nutrologia. Manual de Alimentação: orientações para alimentação do lactente ao adolescente, na escola, na gestante, na prevenção de doenças e segurança alimentar / Sociedade Brasileira de Pediatria. Departamento Científico de Nutrologia. – 4ª. ed. - São Paulo: SBP, 2018.

SOUZA, M. H. N.; SODRÉ, V. R. D.; FERREIRA DA SILVA, F. N. Prevalência e Fatores Associados à Prática da Amamentação de Crianças Que Freqüentam Uma Creche Comunitária. Ciencia y enfermería v. 21, n. 1, p. 55–67, 2015.

TABATA, K.I.; PIRONDI, A.C.S.; MORI, A.S. et al. Benefícios do aleitamento materno na relação do número de internações em crianças até dois anos. Brazilian Jornal of Development v.5, n. 11, p. 7995-28010, 2019.

UNITED NATIONS CHILDREN’S FUND, WORLD HEALTH ORGANIZATION. GLOBAL BREASTFEEDING SCORECARD. NEW YORK, GENEVA: 2019.

VICTORA, C. G., BAHL R., BARROS, A. J. D., ET AL. Breastfeeding in the 21st century: epidemiolody, mechanisms and lifelong effect. Lancet, v. 387, p. 475-90, 2016.

WEIDERPASS, E.; BARROS, F. C.; VICTORA, C. G. Incidência e duração da amamentação conforme o tipo de parto: estudo longitudinal no Sul do Brasil. Revista de Saúde Pública v. 32, n. 3, p. 225–231,1998.

YAN, J.; LIU, L.; ZHU, Y. et al. The association between breastfeeding and childhood obesity: a meta-analysis. BMC Public Health v. 14, n. 1, p. 1267, 2014.

ZANARDO, V.; SVEGLIADO, G.; CAVALLIN, F. Elective Cesarean Delivery: Does It Have a Negative Effect on Breastfeeding? Birth v. 37, n. 4, p. 275–279, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-180

Refbacks

  • There are currently no refbacks.