Percepções de estudantes de enfermagem acerca da atenção em saúde mental: relato de experiência / Perceptions of nursing students about mental health care: experience report

Marcelly Cardoso Vieira Cruz, Vivian Andrade Gundim, Kelly Figueiredo Barreto, João Pedro Neves Pessoa, Miriam Santos Carvalho, Tatiele Guimarães dos Santos, Nairan Morais Caldas, Rozemere Cardoso Souza

Abstract


A partir da Reforma da Atenção Psiquiátrica novas percepções surgem acerca da loucura e suas formas de cuidado, processo que envolve mudanças teórico-conceituais, legais, culturais e também na formação em saúde. Este estudo teve por objetivo descrever as percepções acerca da atenção em saúde mental, a partir das experiências de acadêmicas de Enfermagem, durante a prática da disciplina Enfermagem em Saúde Mental do Curso de Enfermagem de uma instituição de ensino superior pública da cidade de Ilhéus, Bahia, Brasil. Trata-se de relato de experiência, desenvolvida no segundo período letivo de 2018, em 10 dias de imersão em campo prática no Centro de Atenção Psicossocial II do referido município. As narrativas descreveram atividades e dinâmicas das interações entre estudantes, usuários do serviço e equipe multiprofissional. Os aprendizados, através da prática, foram capazes de desenvolver o modo de o aluno perceber e relacionar-se com os pacientes, a convivência com os usuários e o desenvolvimento de atividades de interações terapêuticas. Consideram-se as modificações das concepções e processo de aceitação do outro, estimulando atuação em Enfermagem pautada em cuidado humanizado, científico e criativo.


Keywords


Saúde Mental; Enfermagem; Enfermagem Psiquiátrica.

References


ALVES, E.S.; FRANCISCO, A.L. Ação psicológica em saúde mental: uma abordagem psicossocial. Psicol. cienc. prof., Brasília , v. 29, n. 4, p. 768-779, 2009 . Available from . access on 26 Apr. 2020. https://doi.org/10.1590/S1414-98932009000400009

AMARANTE, P. & NUNES, M.O. A reforma psiquiátrica no SUS e a luta por uma sociedade sem manicômios. 2018.

AMARANTE, P.; TORRE, E.H.G. Loucura e diversidade cultural: inovação e ruptura nas experiências de arte e cultura da Reforma Psiquiátrica e do campo da Saúde Mental no Brasil. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, v. 21, p. 763-774, 2017.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria Executiva. Secretaria de Atenção à Saúde. Legislação em saúde mental: 1990-2004. 5ª ed. ampl. Brasília: Ministério da Saúde; 2004.

CALDAS, C.C et al. A importância da equipe multidisciplinar nas oficinas terapêuticas em saúde mental. REVISTA CIENTÍFICA DA FAMINAS, v. 14, n. 1, 2019.

Dimenstein, M.; SALES, A.L.; GALVAO, E. & SEVERO, A.K. Estratégia da Atenção Psicossocial e participação da família no cuidado em saúde mental. Physis [online]. 2010, vol.20, n.4, pp.1209-1226. ISSN 0103-7331. https://doi.org/10.1590/S0103-73312010000400008.

FERREIRA, J.T et al. Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS): uma instituição de referência no atendimento à saúde mental. Rev. Saberes, Rolim de Moura, v. 4, n. 1, p. 72-86, 2016.

JERÔNIMO, J.S.; RECH, C.M. Conversando sobre saúde no CAPS: uma experiência prática sobre o potencial terapêutico da roda de conversa. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental/Brazilian Journal of Mental Health, v. 8, n. 17, p. 119-129, 2016.

LEAL, L. A. et al. Competências clínicas e gerenciais para enfermeiros hospitalares: visão de egressos de enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 71, p. 1514-21, 2018.

LEMOS, A.M et al. Aquisição de habilidades e competências para cuidar em saúde mental: autoavaliação de estudantes de enfermagem. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro, v. 9, 2019.

Machado A.T.G.M. Saúde humana e ambiente [Internet]. 2005 [citado 2010 nov 23]. Disponível em: www.ufmg.br/biblioteca/index.shtml

Merhy E.E. Em busca de ferramentas analisadoras das tecnologias em saúde: a informação e o dia a dia de um serviço, interrogando e gerindo trabalho em saúde. In: Merhy EE, Onocko R, organizadores. Agir em saúde: um desafio para o público. São Paulo: Hucitec; 1997. p. 113-160.

MESQUITA, L.M.F.; TAVARES, C.M.M. Sistematização da Assistência de Enfermagem em Saúde Mental na Atenção Básica: Revisão Integrativa da Literatura. Revista Enfermagem Atual In Derme, v. 91, n. 29, 2020.

NICACIO, E. Rupturas e encontros: desafios da reforma psiquiatrica brasileira. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro , v. 27, n. 3, p. 612-613, Mar. 2011.

OLIVEIRA, A.R.C et al. REFORMA PSIQUIÁTRICA: ORIGENS E ATUALIDADE NO BRASIL. Revista Ensino de Ciências e Humanidades-Cidadania, Diversidade e Bem Estar-RECH, v. 5, n. Jul-Dez, p. 493-415, 2019.

PACHECO, S.U.C.; RODRIGUES, S.R.; BENATTO, M.C. A importância do empoderamento do usuário de CAPS para a (re)construção do seu projeto de vida. Mental, Barbacena , v. 12, n. 22, p. 72-89, jun. 2018 .

PESSOA, I.V. A música como estratégia para o empoderamento de usuários de serviços de saúde mental. Repositório Institucional da Universidade Federal da Bahia (UFBA). 2016.

RIBEIRO, L.A.; SALA, A.L.B.; OLIVEIRA, A.G.B. As oficinas terapêuticas nos centros de atenção psicossocial. Revista Mineira de Enfermagem, v. 12, n. 4, p. 516-522, 2008.

SAUCEDA, M. et al. Ações de educação nutricional no âmbito da saúde mental em um Centro de Atenção Psicossocial (caps) da fronteira oeste do rio grande do sul. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 9, n. 3, 2017.

União Brasileira das Associações de Arteterapia (UBAAT). ARTETERAPIA. 2020. Disponível em: https://www.ubaatbrasil.com/. Acesso em: 8 de setembro de 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-135

Refbacks

  • There are currently no refbacks.