Educação intercultural quilombola: saberes insurgentes em evidência/ Intercultural education: scrutiny and quilombola knowledge in evidence

Thais de Jesus Ferreira, Maria Cecília de Paula Silva

Abstract


Objetivou-se evidenciar os saberes insurgentes de povos quilombolas em uma perspectiva dialógica de educação e interculturalidade, a partir dos escritos, narrados e poéticos, das suas lideranças. Nos propusemos a pesquisar duas comunidades tradicionais, quilombo Batuva – Guaraqueçaba/PR e quilombo Buri – Pedrão/BA, que possuem como líderes, professores/ educadores. Esta é uma pesquisa que se utilizou da história no tempo presente, a partir da análise de produções teóricas dos líderes quilombolas, são elas: trabalho de conclusão de curso da líder do Buri, Angelica Maria Ferreira de Souza e livro publicado pela UFPR Litoral, com registros e poemas do professor Ilton Gonçalves da Silva, líder do Batuva. Foram determinadas duas categorias específicas de análise: identidade quilombola e educação quilombola. Argumentamos que, a educação intercultural das comunidades são traduzidas em práticas coletivas e desvelam processos de afirmação de identidade, (re)existência e salvaguarda da cultura. Ponderamos as produções teóricas dos líderes como evidências, que nos deram possibilidades de argumentar e traduzir no tempo presente. Assim, desvelamos as relações de pertencimento que delineiam as identidades e, as ações educativas nas comunidades quilombolas, a partir da lógica da interculturalidade. Compreendemos a cultura e a educação como pilares que sustentam as dialogias entrecruzadas.


Keywords


Interculturalidade, Educação, Identidade, Quilombos.

References


BRASIL. Constituição Federal de 1988. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/consti/1988/constituicao-1988-5-outubro-1988-322142-publicacaooriginal-1-pl.html. Acesso em: março de 2019.

BRASIL. Lei nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Presidência da República. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Brasília, 2003.

BIÃO, Armindo. Um trajeto, muitos projetos. In: Etnocenologia e a cena baiana: textos reunidos. Salvador: P&A Gráfica e Editora, 2009.

EVARISTO, Conceição. Escrita contaminada pela condição de mulher negra. Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/entrevista/2017/05/26/Concei%C3%A7%C3%A3o-Evaristo. Acesso em: 25 de outubro de 2019.

FREIRE, Paulo. Conscientização. Tradução de Tiago José Risi Leme. São Paulo: Cortez, 2016.

_____________ Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e terra, 2008.

GOMES, Flávio. Políticas de raça: experiências e legados da abolição e da pós emancipação no Brasil. São Paulo: Selo Negro Edições, 2015.

HALL, Stuart. Da diáspora: Identidades e Mediações Culturais. Org. Liv Sovik; Tradução Adelaine La Guardia Resende ... [et al.]. 2 ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013.

__________ A questão da identidade cultural. Textos Didáticos. Numero 18. Campinas: IFCH/Unicamp, 1998.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Sistema IBGE 2010. Disponível em: https://censo2010.ibge.gov.br. Acesso em: 20 de julho de 2019.

INSTITUTO DE TERRAS, CARTOGRAFIA E GEOLOGIA DO PARANÁ, 2008. Disponível em: http://www.itcg.pr.gov.br/arquivos/File/Quilombolas2017/GUARAQUECABA.pdf Acesso em: 10 de julho de 2019.

LE BRETON, David. Antropologia do Corpo. Tradução de Fábio dos Santos Creder. Petrópolis, RJ: Vozes, 2016.

______________ Antropologia dos Sentidos. Tradução de Francisco Morás. Petrópolis, RJ: Vozes, 2017.

LIMA, Rosely Ribeiro; SILVA, Margareth Araújo. Comunidade quilombola: escutando dizeres sobre sua cultura. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 6, n. 5, p. 29961-29971, may. 2020.

MIGNOLO, Walter. Histórias locais/projetos globais: colonialidade, saberes subalternos e pensamento liminar. Tradução de Solange Ribeiro de Oliveira. Belo Horizonte, Ed. UFMG, 2003.

PARANÁ. Plano Estadual de Educação do Paraná, 2010. Disponível em: http://www.educacao.pr.gov.br/arquivos/File/PEE/PEEPR_ANEXO_UNICO.pdf. Acesso em: abril de 2019.

SANTOS, Boaventura de Souza. Epistemologias do Sul. Org. Maria Paula Meneses. São Paulo: Cortez, 2010.

SILVA, Maria Cecília de Paula. Do corpo objeto ao sujeito histórico: perspectivas do corpo na história da educação brasileira. Salvador: EDUFBA, 2009.

SILVA, P. V. B. Prefácio. In: COSTA, L.G. (org.). História e cultura afro¬brasileira: subsídios para a prática da educação sobre relações etnorraciais. Maringá: Eduem, 2010.

SILVA, Ilton Gonçalves da. Minha Triste Alegre História de Vida. Organização: Ana Josefina Ferrari. UFPR litoral, 2013.

SOUZA, Angelica Maria Ferreira de. Educar para identificar-se: O papel da educação quilombola no processo de reconhecimento da população da comunidade do Buri, Pedrão-BA. Trabalho de Conclusão de Curso, Pedagogia. UNEB, Alagoinhas/BA, 2015.

WALSH, Catherine. Interculturalidad, Estado, sociedade: luchas (des)coloniales en nuestra época. Quito, Universidad Andina Simon Bolívar e Abya-Yala, 2007.

WALSH, Catherine. La interculturalidad in la educación. Ministério da Educação. UNICEF. Lima, Peru, 2005.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-089

Refbacks

  • There are currently no refbacks.