Vacinação contra o Papilomavírus humano (HPV) no Brasil: histórico e desafios / Vaccination against human Papillomavirus (HPV) in Brazil: history and challenges

Márcio Adriano P. Dias, Bethânia Alves de Avelar Freitas

Abstract


O câncer do colo do útero, problema de saúde pública causado pela infecção pelo Papilomavírus humano, pode ser evitado por meio da vacinação, medida que foi desafiadora desde sua implantação. Este trabalho listou marcos históricos da incorporação da vacina no Brasil sugerindo medidas para ampliação da cobertura vacinal. Os resultados indicaram a importância da realização da campanha no ambiente escolar e atividades educativas para responsáveis e adolescentes

Keywords


HPV, Vacina, Cobertura vacinal, Saúde Pública.

References


BASU, Partha et al. Secondary Prevention of Cervical Câncer. Best Practice & Research Clinical Obstetrics & Gynaecology, v.47, p.73–85, 2018. Disponível em: . Acesso em: 25 fev. 2020.

BRASIL. Portaria n. 3.124, de 07 de dezembro de 2006. Constitui Grupo de Trabalho para elaborar plano de ação visando à incorporação, no âmbito do Sistema Único de Saúde – SUS, da Vacina Quadrivalente Recombinante contra Papilomavírus humano tipos 6, 11,

e 18, para a profilaxia de doença relacionada a esses tipos de HPV. Disponível em. Acesso em 12 set. 020.

BRASIL. Portaria n.º 3.212, de 20 de dezembro de 2007. Institui Comitê Permanente para acompanhamento das recomendações contidas no relatório referente à incorporação da Vacina contra papilomavírus humano. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2007/prt3212_20_12_2007.html. Acesso em: 11 set. 2020.

BRASIL. Portaria n.º 310, de 10 de fevereiro de 2010. Institui Grupo de Trabalho com a finalidade de avaliar o Programa Nacional de Controle de Câncer de Colo do Útero. 2010. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2010/prt0310_10_02_2010.html>. Acesso em 15 ago. 2019.

BRASIL. Projeto de Lei no 6820, de 2010. Altera a Lei 6.259, de 30 de outubro de 1957, para garantir o fornecimento de vacinação antipapilomavirus humano (HPV) à população. 2010a. Disponível em: . Acesso em: 19 out. 2018.

BRASIL/INTITUTO NACIONAL DO CÃNCER. Plano de Ação para reduçã da Incidência e Mortalidade por Cãncer do Colo do Útero: Sumário Executivo. Rio de Janeiro, 2010b. 40p. Disponível em: < https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//plano-de-acao-para-reducao-da-incidencia-e-mortalidade-por-cancer-do-colo-do-utero-2010.pdf>. Acesso em: 05 jul. 2020.

BRASIL/ SENADO FEDERAL. Projeto de Lei do Senado Federal no 238, de 6 de maio de 2011. Dispõe sobre a imunização de mulheres na faixa etária de 9 a 40 anos com a vacina antipapilomavírus humano (HPV), na rede de saúde do Sistema Único de Saúde de todos os Estados e Municípios Brasileiros. 2011. Disponível em: . Acesso em: 19 nov. 2019.

BRASIL/ SENADO FEDERAL. Projeto de Lei do Senado Federal no 558, de 25 de março de 2011. Constitui o Comitê Técnico Assessor para acompanhamento da política de prevenção, diagnóstico e tratamento dos cânceres de colo de útero e mama. 2011a.

Disponível em:< https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//portaria-558-24-mar-2011.pdf>. Acesso em: 15 ago. 2020.

BRASIL. Boletim Brasileiro de Avaliação de Tecnologias em Saúde (BRATIS) N.º 17. Câncer de Colo do Útero: a vacina para a prevenção do HPV e o desafio para a melhoria da qualidade do rastreamento no Brasil. 2011b. Disponível em < http://portal.anvisa.gov.br/resultado-de-busca?p_p_id=101&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-1&p_p_col_count=1&_101_struts_action=%2Fasset_publisher%2Fview_content&_101_assetEntryId=412390&_101_type=document>. Acesso em: 10 ago. 2020.

BRASIL. Análise técnica da introdução da vacina contra o Papilomavirus Humano no Programa Nacional de Imunizações do Brasil. Brasilia, 2012. Disponível em: . Acesso em: 24 ago. 2018.

BRASIL. Vacina contra HPV na prevenção de câncer de colo do útero - relatótio de recomendação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias - CONITEC - 82. Brasilia, julho de 2013. Disponível em: . Acesso em: 25 ago. 2018.

BRASIL. Portaria No 54, de 18 de novembro de 2013a - Torna pública a decisão incorporar a vacina quadrivalente contra HPV na prevenção do câncer de colo do útero no Sistema Único de Saúde - SUS. 2013a. Disponível em: . Acesso em: 16 out. 2018.

BRASIL. Informe Técnico sobre a Vacina Papilomavírus Humano (HPV) na Atenção Básica. Brasilia, 2014. Disponível em: . Acesso em: 15 set. 2018.

BRASIL/ ANVISA. Nota Técnica n. 125/2015 SUMED/SUCOM/ANVISA. Esclarecimento sobre o registro das vacinas contra HPV. Brasilia, 2015. Acesso em: . Acesso em: 10 set. 2020.

BRASIL. Avaliando as coberturas vacinais do Calendário Nacional de Vacinação. 2017. Disponível em: . Acesso em: 7 mar. 2020.

BRASIL. Informe técnico da ampliação da oferta das vacinas papilomavírus humano 6, 11, 16 e 18 (recombinante) – vacina HPV quadrivalente e meningocócica C (conjugada). 2018. Disponível em: . Acesso em: 20 jul. 2018.

CABRAL, A. A. et al. Análise quantitativa da imunização contra o HPV no âmbito do Sistema Único de Saúde em um município Sul Fluminense. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research – BJSCR, v.27, n.3. pp.42-46, 2019. Disponível em: . Acesso em 20 jun. 2020.

COELHO, Pedro Luiz Spinelli et al. Segurança da vacina papillomavirus humano 6, 11, 16 e 18 (recombinante): revisão sistemática e metanálise. Revista Paulista de Pediatria (English Edition), v. 33, n. 4, p. 474–482, 2015. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2018.

CUNHA, A. L. M.; FREIRE, K. S. ROCHA, C. B. R.. Adesão da vacinação contra o papiloma vírus humano (HPV) no município de Conceição do Araguaia-PA. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 03, Ed. 08, v. 15, p. 55-64, 2018. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2020.

DOBSON, Simon R. M. M. et al. Immunogenicity of 2 doses of HPV vaccine in younger adolescents vs 3 doses in young women: a randomized clinical trial. JAMA - Journal of the American Medical Association, v. 309, n. 17, p. 1793–1802, 2013. Disponível em: . Acesso em: 27 out. 2019

FEDRIZZI, Edison N. et al. Infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV) em Mulheres de Florianópolis, Santa Catarina. Jornal Brasileiro de Doenças Sexualmente Transmissíveis, v. 20, n. 2, p. 73–79, 2008. Disponível em: . Acesso em: 12 ago. 2018.

FERREIRA, M. R. N., et al. Perfil epidemiológico da vacina HPV em um município do sertão paraibano do ano de 2016. FIP, 16 p., João Pessoa PB, 2018. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2020

FOOD AND DRUG ADMINISTRATION (FDA). Approval Letter - Human Papillomavirus Quadrivalent (Types 6, 11, 16, 18) Vaccine, Recombinant. June 8, 2006. Disponível em: . Acesso em: 08 mai. 2020.

FOOD AND DRUG ADMINISTRATION (FDA). FDA Approves New Vaccine for Prevention of Cervical Cancer. Oct. 16, 2009. Disponível em . Acesso em: 08 mai. 2020.

FRANÇA, S. B. F. et al. Adesão das adolescentes à campanha de vacinação contra o papiloma vírus humano: no Brasil, Minas Gerais e Microrregião da Serra Geral. Revista UNIMONTES CIENTÍFICA. v. 19, n.1, 11 p., Montes Claros, 2017. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2020

INTERNATIONAL COMMITTEE ON TAXONOMY OF VIRUSES -ICTV. 9o Relatório ICTV (2011)-Papillomaviridae. 2011. Disponível em: . Acesso em: 24 fev. 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA - INCA. Perguntas e respostas. 2018. Disponível em: INCA. Disponível em: http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/colo_utero/hpv-cancer-perguntas-mais-frequentes. Acesso em: 09 ago. 2018.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA - INCA. Estimativa 2020 - incidência de câncer no Brasil. 2019. Disponível em: . Acesso em: 5 fev. 2019.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA - INCA. Controle do câncer do colo do útero: prevenção. 2020. Disponível em: . Acesso em: 7 fev. 2020.

JACOT-GUILLARMOD, M. et al. Impact of HPV vaccination with Gardasil® in Switzerland. BMC Infectious Diseases, [s. l.], v. 17, n. 1, p. 1–10, 2017. Disponível em: . Acesso em: 1 mar. 2020.

MANGANELLI, L. A. G. et al. Avaliação da cobertura vacinal contra o Papilomavírus Humano a partir da vacina HPV quadrivalente recombinante nos municípios da 9º Núcleo Regional de Saúde da Bahia. Revista Mosaicum, n. 27, 12 p., 2018. Disponível em:. Acesso em: 20 jun. 2020

NEUZIL, K. M. et al. Immunogenicity and reactogenicity of alternative schedules of HPV vaccine in Vietnam: a cluster randomized noninferiority trial. JAMA - Journal of the American Medical Association, v. 305, n. 14, p. 1424–1432, 2011. Disponível em: . Acesso em: 22 maio. 2019.

NOVAES, H. M. D. et al. Avaliação tecnológica de vacinas para a prevenção de infecção por papilomavírus humano (HPV): estudo de custo-efetividade da incorporação de vacina contra HPV no Programa Nacional de Imunizações/PNI do Brasil. 2012. Disponível em: . Acesso em: 28 jul. 2019.

PATEL, H. et al. Systematic review of the incidence and prevalence of genital warts. BMC Infectious Diseases, p. 13–39, 2013. Disponível em: . Acesso em: 19 fev. 2020.

PEREIRA, F. B.; SOUZA, E. P.. Cobertura vacinal do HPV para adolescentes: desafios e possibilidades. Id on Line Rev. Mult. Psic. v.11, n. 38, 2017. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2020.

PISMEL, L.S.; ROCHA, S L.; ROCHA, W. C. Uma análise da campanha de vacinação contra HPV em adolescentes no município de Marabá. UEPA, 6 p., 2016. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2020

QUINTÃO, J. H. C. et al. Segurança da vacina quadrivalente contra o papilomavírus humano: uma revisão sistemática. Revista Médica de Minas Gerais, v. 24, n. Supl 9, p. 26–30, 2014. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2018.

RUAS, B. R. B., et al. Estratégia e adesão da vacinação contra HPV no município de Amparo, São Paulo. Revista Saúde em Foco, n.º 9, 11p. 2017. Disponível em: http://portal.unisepe.com.br/unifia/wp-content/uploads/sites/10001/2018/06/008_estrategia_vacina%C3%A7%C3%A3o_hpv.pdf>. Acesso em: 20 jun. 2020.

SLIVA, E. N. et al. Eficácia, segurança, custo-efetividade e impacto orçamentário da vacina contra o Papilomavírus Humano (HPV) na prevenção do câncer de colo de útero – infecção persistente por HPV e lesões precursoras. Parecer Técnico Científico e Impacto Orçamentário. Ministério da Saúde, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Departamento de Ciência e Tecnologia. 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 set. 2020.

SILVA, B. F. et al. O impacto da adesão vacinal contra o HPV entre jovens: um estudo transversal. Brazilian Journal of development, v.6, n.8. p. 59080-59092, 2020. Disponível em: . Acesso em 10 set. 2020.

WENDLAND, E. M. da R. Estudo Epidemiológico sobre a Prevalência Nacional de Infecção pelo HPV (POP-Brasil): resultados preliminares. Associação Hospitalar Moinhos de Vento, Porto Alegre, p. 120, 2017. Disponível em: . Acesso em: 24 fev. 2020.

WHO/IARC. IARC Monographs on the Evaluation of Carcinogenic Risks to Humans. 2007. Disponível em: . Acesso em: 12 jan. 2020

ZARDO, G. P. et al. Vacina como agente de imunização contra o HPV. Ciência & Saúde Coletiva, v. 19, n. 9, p. 3799–3808, 2014. Disponível em: . Acesso em: 29 jul. 2018.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-053

Refbacks

  • There are currently no refbacks.