A cadeia produtiva da soja e alguns reflexos no desenvolvimento regional do Rio Grande Do Sul / The soybean productive chain and some reflections in the regional development of Rio Grande Do Sul

Eliane Spacil de Mello, Argemiro Luís Brum

Abstract


O objetivo do presente artigo é descrever a Cadeia Produtiva da Soja, com ênfase nos reflexos da mesma no desenvolvimento do Rio Grande do Sul, destacando seus principais elos. A metodologia utilizada foi o bibliográfico, com o uso igualmente de estatísticas disponibilizadas pelo IBGE, através do Censo Agropecuário 2017. A abordagem é descritiva e qualitativa. Conclui-se que a Cadeia Produtiva da Soja possui uma estrutura bem definida e eficiente, com panorama de médio e longo prazos satisfatórios. Sua eficiência se deve aos mecanismos de cooperação baseados no mercado, criação de estruturas de governança a partir de cooperativas e cerealistas, sendo que, dentre suas contribuições para o desenvolvimento regional destacam-se a industrialização agrícola, em especial no setor de maquinários e insumos e rações, com ampla utilização no processo produtivo, ampliação e modernização do sistema de transporte e armazenagem, expansão da fronteira agrícola rumo ao Centro-Oeste do país, tecnificação de outros cultivos, em especial do milho que fomentou o aumento da produção de carnes com a criação de aves e suínos, além de modificar e enriquecer a dieta alimentar com menos gordura animal e mais gordura vegetal.


Keywords


cadeia produtiva, soja, contribuição e desenvolvimento.

References


BATALHA, M. O. Gestão Agroindustrial. v.1, São Paulo: Atlas, 1997.

BRUM, A. J. Modernização da Agricultura: trigo e soja. Petrópolis (RJ): Ed. Vozes, 1988. 200 p.

CASTRO, A.M.G. de. Análise da Competitividade de Cadeias Produtivas, Workshop de Cadeias Produtivas e Extensão Rural na Amazônia. Manaus. Embrapa, 2000.

DALL’AGNOL, A. A Embrapa Soja no Contexto do Desenvolvimento da Soja no Brasil: Histórico e Contribuições. Embrapa, Brasília, 2016.

DAVIS, J. H. & GOLDBERG, R. A. A Concept of Agribusiness. Division of Research Graduate School of Business Administration. Boston. Havard University, 1957.

DE PAULA, S. R. & FAVARET FILHO, P. O panorama do complexo soja. Disponível em Acesso em 28 jun. 2020.

EMBRAPA. A Soja no Brasil 2004. Disponível em < www.embrapa.br> Acesso em 28 jun. 2020.

FARINA, E. M. M. Q. Competitividade e coordenação de sistemas agroindustriais: Um ensaio conceitual. Revista Gestão e & Produção. V.6, n.3, p. 147 a 161, dez. 1999.

GONÇALVES, J. S. Agricultura sob a égide do capital financeiro: passo rumo ao aprofundamento do desenvolvimento dos agronegócios. Informações Econômicas. São Paulo. V.35, p.7-36, abril 2005.

IBGE. Censo Agropecuário 2017. Disponível em Acesso em 03 set. 2020.

JUNIOR, V. J. W. Dinâmicas e Estratégias das Agroindústrias de soja no Brasil. Sociedade e Economia do Agronegócio, Rio de Janeiro. E-papers, 2011.

KLIEMANN NETO, F. J. & HANSEN, P. B. A emergência da mesoanálise como forma de avaliação de cadeias produtivas e da competitividade empresarial sistêmica. Anais do XXII ENEGEP – 2002, Curitiba, 23 a 25 de outubro, Paraná, Brasil.

KOPF, J. C. & BRUM, A. L. As exportações do setor metalomecânico agrícola como fator de desenvolvimento: o caso da Região Funcional de Planejamento 7 do Rio Grande do Sul. Brazilian Journal of Development, São José dos Pinhais (PR), v. 5, nº 10, p. 19.287 a 19.307, outubro 2019.

KOPF, J. C. & BRUM, A. L. A política comercial de Angola e a participação brasileira. Brazilian Journal of Development, São José dos Pinhais (PR), v. 5, nº 10, p. 19.254 a 19.279, outubro 2019.

LAZZARINI, S. G. & NUNES, R. Competitividade do sistema agroindustrial da soja. São Paulo. Pensa/USP, 2000.

NETO, A. L. V. Cadeia Produtiva da Soja: Curso de Tecnologia em Agronegócio Cadeias Produtivas. Instituto Federal Mato Grosso do Sul, Campus Ponta Porã, 2016.

OMNTA. O; TRIENEKENS. J. & BEERS, G. The knowledge domain of Chain and network Science, Wageningen, v.1, n.2, p.77-85, 2001.

PINAZZA, L. A. Cadeia Produtiva da Soja. Série Agronegócios, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa, V.2, 2007.

PORTER, M. E. Competitive Strategy: Techniques for Analyzing Industries and Competitors. New York, Free Press, 1980.

ROSSI, R. M. et al. A caracterização do Sistema Agroindustrial do Trigo no Brasil. In: coordenação e negociação em cadeias produtivas/ Organizadores: Denize Grzybowski & Antonio Carlos dos Santos, Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo, 2005.

SANTANA, A. C. Elementos de Economia, Agronegócio e Desenvolvimento Local. Belém: GTZ, TUD, UFRA, 2005.

SANTOS, M. Espaço e Sociedade: ensaios. 2.ed. Petrópolis: Vozes,1982

SILVEIRA, M. L. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI, 16. ed. Rio de Janeiro: Record. 2012.

SOUZA, S. O. Desenho e Análise da Cadeia Produtiva de Vinhos Finos na Serra Gaúcha. Dissertação de Mestrado Profissionalizante Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2002.

VIEIRA, N. de M. Caracterização da Cadeia Produtiva da Soja em Goiás. Dissertação de Mestrado – Universidade Federal de Santa Catarina, 2002.

WILLIAMSON, O. E. The economic institutions of capitalismo: firms, market, relational contracting. New York Free Press, 1985.

ZYLBERSZTAJN, D. Estruturas de Governança e coordenação do Agribusiness: uma aplicação da nova economia das instituições. Universidade de São Paulo, 1995.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-049

Refbacks

  • There are currently no refbacks.