Percepção de familiares de crianças internadas em unidade pediátrica sobre cuidados paliativos / Perception of family members of children in a pediatric unit about palliative care

Beatriz Molina Carvalho, Raquel Matioli Vieira, Mauren Teresa Grubisich Mendes Tacla, Enedina Beatriz Porto Braga Misael, Natalia de Godoi Barros

Abstract


Introdução: O Cuidado Paliativo (CP) é a promoção de qualidade de vida aos pacientes e familiares diagnosticados com patologias incuráveis, por meio do alívio dos sintomas dos âmbitos biológicos, psicossociais e espirituais e não a cura da doença. Dessa forma torna-se necessário a informação para o empoderamento nas tomadas de decisão, incluindo a família. O objetivo do estudo foi apresentar a percepção de familiares/cuidadores de crianças sobre cuidados paliativos no contexto hospitalar. Método: Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa, desenvolvido em uma unidade de internação pediátrica de um hospital universitário público de alta complexidade. Participaram do estudo acompanhantes de crianças internadas na unidade, sendo realizado entrevistas semiestruturadas em fevereiro e março de 2019. Após a transcrição das entrevistas, a exploração de dados ocorreu por meio da análise de conteúdo. Estudo aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa Envolvendo Seres Humanos da instituição, com parecer n° 2.377.162, CAAE nº 78934117.5.0000.5231. Resultados e Discussão: Participaram do estudo 12 responsáveis, sendo que a maior parte referiu não compreender o CP; alguns participantes foram contrários a explicar para a criança sobre sua condição de saúde, no caso de CP; já outros relataram ser importante comunicá-las. A maioria dos familiares considerou que a equipe deve explanar a verdade sobre as condições da doença e os desfechos possíveis para a criança. Considerações finais: O estudo revelou que os pais/responsáveis consideram a verdade e a sinceridade a forma mais adequada de abordagem pelos profissionais de saúde. Para que isso ocorra é preciso realizar nos ambientes de atendimento à saúde debates e discussões sobre CP, além de ser necessário o assunto percorrer o processo de ensino aprendizagem. Conclui-se que os CP são importantes para o cuidado integral à criança e ao adolescente.

 

 


Keywords


Saúde da criança. Enfermagem pediátrica. Cuidados paliativos. Família.

References


ACADEMIA NACIONAL DE CUIDADOS PALIATIVOS (ANCP). ANCP e cuidados paliativos no Brasil, 2017. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2019.

ACADEMIA NACIONAL DE CUIDADOS PALIATIVOS (ANCP). Manual de Cuidados Paliativos ANCP. Ampliado e atualizado. 2ª edição, 2012.

ALVES, R. F. et al. Cuidados paliativos: desafios para cuidadores e profissionais de saúde. Fractal: Revista de Psicologia, v. 27, n. 2, p. 165-176, 2015.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO PARANÁ. Notícias. Projeto estabelece medidas para aliviar sofrimento de pacientes com doenças crônicas, 2019. Disponível em: . Acesso em: 09 out. 2019.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Edição. Editora 70, abril 2011.

BURLÁ, C.; PY, L. Cuidados paliativos: ciência e proteção ao fim da vida. Cad. Saúde Pública, v. 30, n. 6, p. 1-3, 2014.

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO (CREMESP). Cuidado Paliativo. Coordenação Institucional de Reinaldo Ayer de Oliveira, 2008.

CORRÊA, A. R. et al. As práticas do cuidado centrado na família na perspectiva do enfermeiro da unidade neonatal. Esc Anna Nery, v. 19, n. 4, p. 629-634, 2015.

HSIAO, J. L.; EVAN, E. E.; ZELTZER, L. K. Parent and child perspectives on physician communication in pediatric palliative care. Department of pediatrics. Pediatric pain program. UCLA Mattel Children’s Hospital. Los Angeles, USA, 2007.

LAVY, V. Kit de Ferramentas em Cuidados Paliativos – Melhoria dos cuidados desde o diagnóstico da doença crônica, em contextos de recursos limitados. London: Help the Hospices, 2009.

PORTAL DO GOVERNO BRASILEIRO. Ministério da Saúde. Agência Saúde. Ministério da Saúde normatiza cuidados paliativos no SUS, 2018. Disponível em: . Acesso em: 09 out. 2019.

REIGADA, C. et al. O suporte à família em cuidados paliativos. Textos e Contextos, v. 13, n. 1, p. 159-169, 2014.

SANTOS, D. C. L. Planejamento da assistência ao paciente hospitalizado na unidade de terapia intensiva oncológica na perspectiva dos cuidados paliativos. 2017. Dissertação de Mestrado – Escola de Enfermagem Anna Nery, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.

SANTOS, D. V. S.; RODRIGUES, F. M. S.; MARTINS, M. D. Percepções da equipe de enfermagem quanto ao cuidado prestado à criança em cuidados paliativos e sua família. Arq Med Hosp Fac Cienc Med Santa Casa, v. 63, n. 3, p. 198-202, 2018.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Cuidados paliativos pediátricos: o que são e qual sua importância? Cuidando da criança em todos os momentos. Documento científico, 2017.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA. Resolução CEP Nº 070/2012. Estabelece normas e procedimentos específicos para projetos de Pesquisa em Ensino de Graduação, Pesquisa, Extensão e Integrados. UEL: Londrina, 2012.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). National cancer control programmes: policies and managerial guidelines, 2002.

WORLDWIDE PALLIATIVE CARE ALLIANCE. Global atlas of palliative care at the end of life, 2014.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-026

Refbacks

  • There are currently no refbacks.