Qualidade no serviço prestado x satisfação no trabalho: Uma pesquisa com servidores de uma Secretaria Municipal de Saúde da região Centro Oeste do RS / Quality in the service provided x satisfaction at work: A research with servers from a Municipal Health Secretariat of the Center West of RS

Claudio Raimundo de Bastos Brasil, Guilherme Aquino Delevati

Abstract


Atualmente muito se tem falado sobre a Qualidade dos serviços prestados para o cidadão. Cada vez mais a população tem cobrado de seus gestores sobre os serviços que lhe são oferecidos, por pessoas qualificadas em suas gestões para que se possa oferecer agilidade e ter um bom desenvolvimento nas atividades da instituição. Desta maneira, buscamos conhecer alguns dos programas de qualidade, dentre eles: o Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização (GESPÚBLICA) e o Programa da Qualidade e Participação na Administração Pública (PQPAP) como forma de embasar o referido  trabalho. Assim, esta pesquisa, através da aplicação de um questionário buscou-se identificar a satisfação no trabalho dos servidores da Secretaria de Saúde do município de Nova Esperança do Sul, analisando os fatores que os motivam a desempenhar suas atividades com eficiência e o reflexo disso em relação a qualidade dos serviços prestados. Os dados apontaram que para os colaboradores capacitação contínua e uma gestão participativa influenciam diretamente na qualidade do trabalho realizado, assim como salários compatíveis com cada cargo. Através da análise dos resultados sugeriu-se a atual gestão melhorias que venham a agregar no desempenho dos servidores e obviamente possam suprir as necessidades da população.


Keywords


Qualidade, Qualidade na Administração Pública, Satisfação no Trabalho, Competências

References


AMORIM, T. G. F. N. Qualidade de vida no trabalho: preocupação também para servidores públicos? [Online]. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa – RECAM, v. 9, n. 1, p. 35-

Campo Largo – Paraná, 2010. Disponível em:

Acesso em: 31/05/2018.

ANDRADE, R. M. Qualidade de vida no trabalho dos colaboradores da empresa Farben S/A indústria química. Monografia, 52 f (Pós-graduação em gestão empresarial) – Universidade do Extremo Sul Catarinense, Criciúma, 2012.

BORTOLOZO, A. SANTANA, D. D. Qualidade de vida no trabalho: os fatores que melhoram a qualidade de vida no trabalho. 1º Simpósio Nacional de Iniciação Científica, 2011. Disponível em: http://www.unifil.br/portal/arquivos/publicacoes/ paginas/2012/1/420_685_publipg.pdf. Acesso em 15 de Outubro de 2017.

CAMPOS, Vicente Falconi. TQC: Controle da Qualidade Total. 7.ed. Nova Lima: Tecnologia e Serviços Ltda, 2004.

CHIAVENATO, Idalberto. Administração de Recursos humanos. 4 Ed. São Paulo: Editora Atlas, 1999.

. Recursos Humanos. Edição compactada. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

CRESWELL, John W; CLARK, Vicki L. Pesquisa de métodos mistos: série métodos de pesquisa. Porto Alegre: Penso Editora, 2015.

DEJOURS, C. A carga psíquica do trabalho. In: BETIOL, M. I. S. (coord.) Psicodinâmica do trabalho: contribuições da Escola Dejouriana à análise da relação prazer, sofrimento e trabalho. 3ed. São Paulo: Atlas, 1994. p. 21-32.

____________. Subjetividade, trabalho e ação. Revista Produção, 2004 set/dez;14(3): p. 27-34.

FISCHER, F. M.; & PARAGUAY, A. I. B. B. A ergonomia como instrumento de pesquisa e melhoria das condições de vida e trabalho. In: FISCHER, F. M.; GOMES, J. R.; & COLA- CIOPPO, S. (coord.). Tópicos de saúde do trabalhador. São Paulo: Hucitec, 1989.

GAJARDO, Marcela. Pesquisa participante: propostas e projetos. In: BRANDÃO, Carlos Rodrigues (Org.). Repensando a pesquisa participante. São Paulo: Brasiliense, 1985. p. 15-50.

GARVIN, David A. Gerenciando a Qualidade: a visão estratégica competitiva. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2002.

GERHARDT, Tatiana Engel; SILVEIRA, Denise Tolfo (Org.). Métodos de Pesquisa. Porto Alegre: UFRGS, 2009. Disponível em: . Acesso em: 16 set. 2020.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GRIFFIN, Ricky W; MOORHEAD Gregory. Fundamentos do Comportamento Organizacional – 1 ed. São Paulo: Ática, 2006.

GUÉRIN, F. et al. Compreender o trabalho para transformá-lo: a prática da ergonomia. Tradução: Giliane M. J. Ingratta, Marcos Maffei. São Paulo: Edgard Blücher, 1997.

LOCKE, Edwin A. O que é satisfação no trabalho? Comportamento organizacional e desempenho humano, v. 4, n. 4, p. 309-336, 1969.

LUZ, R. S. Gestão do Clima Organizacional: proposta de critérios para metodologia de diagnóstico, mensuração e melhoria. Estudo de caso em organizações nacionais e multinacionais localizadas na cidade do Rio de Janeiro. [Online]. Niterói, 2003. Disponível em: Acesso em: 22/04/2018.

MACHADO DA SILVA, L. A. Da informalidade à empregabilidade (reorganizando a dominação no mundo do trabalho). Caderno CRH, Salvador, n. 37, p. 81-109, 2002.

MARCONI, Maria de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa. 3. Ed. São Paulo: Atlas, 1999.

MAXIMIANO, A. C. A. Introdução à Administração: Edição Compacta. São Paulo: Atlas, 2006.

NORONHA, E. “Informal”, ilegal, injusto: percepções do mercado de trabalho no Brasil. Revista Brasileira de Ciências Sociais, 18, 2003.

PIRES, A. K. et al. Gestão por competências em organizações de governo. Brasília: ENAP, 2005.

Portal da Transparência – Governo Federal. Disponível em:

https://e-gov.betha.com.br/transparencia/01034-010/main.faces Acesso em 21/06/18.

Prefeitura Municipal de Nova Esperança do Sul. Disponível em: http://www.novaesperancadosul.rs.gov.br/pm/secretaria-de-saude/ Acesso em 11/06/2018.

ROERSCH, Sylvia Maria Azevedo, Projetos de estágio e de pesquisa em administração: guia para estágios, trabalhos de conclusões e de estudos de caso. 3.Ed. São Paulo: Atlas, 2012.

SILVA, E. L.; MENEZES, E. M. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. Florianópolis: UFSC/PPGEP/LED, 2000.

SILVA, G. C.; FERREIRA, J. C. M.; & YAMAOKA, T. Stress e trabalho. 1998. Monografia (Especialização em Medicina do Trabalho) – Curso de Especialização em Medicina do Trabalho de Florianópolis, UFSC, Florianópolis.

SUMARIVA, A.; OURIQUES, M. A. Qualidade de vida ocupacional dos profissionais de educação física que atuam nas academias de Blumenau SC nas modalidades de musculação e ginástica. Blumenal, 2010.

VALDEVINO, D. C.; LOUREIRO, T. J. A. Satisfação no trabalho dos servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte – IFRN. [Online]. Campus Nova Cruz. Palmas, Tocantins, 2012. Disponível em:

Acesso em: 30/03/2018.

VERGANA, Sylvia Constant. Projetos e relatórios de pesquisa em administração, 12.ed. São Paulo-SP, 2011.

Yin, R. L.. Estudo de caso: planejamento e métodos (2a ed). Porto Alegre: Bookman, (2001).




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-022

Refbacks

  • There are currently no refbacks.