Ensino Remoto e Necessidades Específicas: o papel da escola e das famílias / Remote Education and Specific Needs: the role of schools and families

Carla Beatriz Carvalho, Fernanda Adorno Martins, Jaqueline Maissiat, Jhocasta de Castro Barbosa, Tamires Elaine Barbosa Reis

Abstract


O presente trabalho visa, a partir das atuais políticas públicas de implementação do ensino remoto na situação de pandemia, identificar as possíveis dificuldades das mães de estudantes com deficiência e/ou dificuldade de aprendizagem, dos anos iniciais do ensino fundamental na faixa etária de 6 a 12 anos, para ajudarem seus filhos com as atividades escolares. Para isso, foi utilizada a metodologia de estudo de caso, descritivo e exploratório tendo os dados obtidos de forma quantitativa e qualitativa, por meio de formulário eletrônico disponibilizados nas redes sociais Facebook e WhatsApp. A partir dos resultados, foi possível observar que houve uma alteração na rotina diária das famílias e houve um equilíbrio quanto a realização das atividades entre os que oscilaram e os que não estão respondendo bem às atividades, e apenas um pequeno percentual responde bem a essas atividades remotas. Mesmo com o uso da tecnologia nas atividades para apoio alguns demonstraram não gostar das atividades enviadas pela escola e as mães encontraram dificuldades em ajudar seus filhos nessas tarefas.  Portanto, este estudo visa uma reflexão sobre os desdobramentos do ensino remoto.


Keywords


Escola, Ensino remoto, Educação inclusiva.

References


ANDRÉ, M. E. D. A. Texto, contexto e significado: algumas questões na análise de dados qualitativos. São Paulo, Cadernos de Pesquisa, n. 45, 1983. p. 66-71. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/cp/article/view/1491/1485. Acesso em: 26 mai. 2020.

BRASIL. Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm. Acesso em: 26 mai. 2020.

_______. Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica. Resolução Nº 2, de 11 de setembro de 2001 Brasília: CNE/CEB, 2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CEB0201.pdf . Acesso em: 26 mai. 2020.

_______. LEI Nº 13.979, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2020. Publicado em: 06/02/2020. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2020/Lei/L13979.htm. Acesso em: 11 abr. 2020.

_______. Ministério da Educação. PORTARIA Nº 343, DE 17 DE MARÇO DE 2020. Brasília: DOU DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO. Publicado em: 18/03/2020, ed.53, seção 1 p.39. Disponível em: http://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-343-de-17-de-marco-de-2020-248564376. Acesso em: 11 abr. 2020.

COSTIN, C. O desafio da educação no século 21, por Claudia Costin. Mar. 2016. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=9KfkEKSkmq0. Acesso em 26 mai. 2020.

CREPALDI, E.M.F. A importância da família na escola para a construção do desenvolvimento do aluno. EDUCERE, XIII Congresso Nacional de Educação, 2017. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2017/25972_13983.pdf

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1967.

G1. GLOBO. Coronavírus: veja a cronologia da doença no Brasil. Disponível em:

https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/04/06/coronavirus-veja-a-cronologia-da-doenca-no-brasil.ghtml

LBI. Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). LEI Nº 13.146, DE 6 DE JULHO DE 2015. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm Acesso em: 24 mai. 2020

LDB. Lei de diretrizes e bases da educação nacional. LEI Nº 9.394, DE 20 DE DEZEMBRO DE 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 18 mai. 2020.

MEC. Ministério da Educação. Mar. 2020. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/busca-geral/12-

noticias/acoes-programas-e-projetos-637152388/87161-conselho-nacional-de-educacao-esclarece-principais-duvidas-sobre-o-ensino-no-pais-durante-pandemia-do-coronavirus. Acesso em: 26 mai. 2020.

MONTEIRO, R.L. de S.; SANTOS, D.S. A utilização da ferramenta google forms como instrumento de avaliação do ensino na escola superior de guerra. Revista Carioca de Ciência, Tecnologia e Educação, v. 4, n. 2, 2019. Disponível em: https://recite.unicarioca.edu.br/rccte/index.php/rccte/article/view/72. Acesso em 26 mai. 2020.

MORAN, J. M.; MASETTO, M. T.; BEHRENS, M. A. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas, SP: Papirus. 10ª ed., 2006.

OLIVEIRA, C. B. E. de; MARINHO-ARAUJO, C. M. A relação família-escola: intersecções e desafios. Campinas, v.27, n.1, p. 99-108, mar. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103- 166X2010000100012&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 23 mai. 2020.

SANT'ANA, I. M. Educação inclusiva: concepções de professores e diretores. Psicol. estud., Maringá, v.10, n. 2, p. 227-234, ago. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-

&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 26 mai. 2020.

SUPRIANO, F. Identidade, relações familiares e as implicações na aprendizagem. Arterevista, n.4, ago./dez. 2014, p.145-157. Disponível em: http://www.fpa.art.br/ojs/index.php/teste/article/view/54 . Acesso em: 26 mai. 2020.

VALENTE, J.A. Informática na educação: conformar ou transformar a escola. Perspectiva, Florianópolis, UFSC/CED, NUP, n. 24, 1995, p. 41 – 49.

YIN, R.K. Case Study Research Design and Methods. Applied Social Research Methods Series. v. 5, 1994.

ZAGURY, T. O professor refém: para pais e professores entenderem por que fracassa a educação no Brasil. Rio de Janeiro, Record: 2006, 4ª ed.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n10-020

Refbacks

  • There are currently no refbacks.