Caracterização das argamassas históricas de revestimento do Cemitério em Francisco Santos-PI / Characterization of the historical coating mortars of the Cemetery in Francisco Santos-PI

Eduardo César Santos, Rokátia Lorrany Nogueira Marinho, Geovanna Maria Andrade de Oliveira, Renata de Oliveira Marinho, Lígia Raquel Rodrigues Santos, Leonete Cristina de Araújo Ferreira Medeiros Silva

Abstract


Nas análises históricas é muito importante identificar os materiais usados nas suas construções, com a finalidade de conhecermos como era o processo construtivo em épocas passadas além da maneira de como os conhecimentos construtivos evoluíram com o tempo. As argamassas históricas e suas técnicas de caracterização possuem a função de proteção da estrutura e caracteriza sua importância em prédios históricos. Embora em alguns locais façam a retirada de todos os rebocos de uma obra por falta de conhecimento ou por questão de estética, logo faz-se necessário expandir os conhecimentos sobre as técnicas, ensaios e métodos de intervenção para a reconstituição do traço das argamassas antigas. Outro ponto de grande importância do uso de argamassas históricas é que as mesmas sendo parte integrante da parede a sua reconstituição têm que ter composição e características compatíveis com o tipo de alvenaria e com as argamassas pré-existentes, o grau de exposição às ações climáticas e ambientais e as funções que desempenham no elemento construtivo. Dessa forma é necessário que se faça uma analise da parede como um todo e a argamassa nessa ideia. O local onde foram retiradas as amostras é o conhecido como Cemitério Velho localizado em Francisco Santos-PI.


Keywords


Argamassas antigas, argamassas de revestimento, conservação, restauração.

References


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 248: Agregados – Determinação da composição granulométrica. Rio de Janeiro, 2003.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 9778: Argamassa e concreto endurecidos- Determinação da absorção de água por imersão – índice de vazios e massa específica. Rio de Janeiro, 2005.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 13280: Argamassa para assentamento e revestimento de paredes e tetos - Determinação da densidade de massa aparente no estado endurecido. Rio de Janeiro, 2005.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 13529: Revestimento de paredes e tetos de argamassas inorgânicas — Terminologia. Rio de Janeiro, 2013.

COUTO, Armanda Bastos; COUTO, J. Pedro. Especificidades e exigências das argamassas na reabilitação de edifícios antigos. 2007.

FARIA, Joana; TORGAL, Fernando Pacheco; JALALI, Said. Desenvolvimento de argamassas para a reabilitação de edifícios antigos. Parte 1–Trabalhabilidade e comportamento mecânico. In: 4º Congresso Português de Argamassas e ETICS. Associação Portuguesa dos Fabricantes de Argamassas de Construção (APFAC), 2012.

GOBBO, Luciano de Andrade. Os compostos do clínquer Portland: sua caracterização por difração de raios-X e quantificação por refinamento de Rietveld. 2003. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.

MELO JUNIOR, Ariston da Silva. Analise quantitativa do material particulado na região de Campinas, através das técnicas de microfluorescência de raio X e reflexão total usando radiação sincroton—Campinas SP[sn],2007.

NASCIMENTO, Claudia Bastos do et al. Método de caracterização de argamassas históricas: proposição e estudos de caso. Jornada de Técnicas de Restauración y ConservacióndelPatrimonio, v. 1, 2009.

RODRIGUES, Paula Nader et al. Caracterização das argamassas históricas da ruína de São Miguel Arcanjo/RS. 2013

VEIGA, Maria do Rosário. Argamassas de alvenarias históricas. Funções e características. In: Actas da Conferência Internacional sobre Reabilitação de Estruturas Antigas de Alvenaria. Universidade Nova de Lisboa (CIREA2012). Eds: Fernando Pinho, Válter Lúcio, Carlos Rodrigues, António Ramos, Paulina Faria, Manuel Baião, Paulo Lourenço, Humberto Varum, Ângela Nunes e Luís Moura. 2012. p. 17-27.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-370

Refbacks

  • There are currently no refbacks.