Associação do material particulado (PM10) as internações por doenças respiratórias em uma cidade de médio porte uma perspectiva de custo a saúde publica no periodo de 2016 a 2018 / Association of particulate matter (PM10) to hospitalizations for respiratory diseases in a medium-sized city a cost perspective to public health from 2016 to 2018

Paola Cristina Ribeiro, Luiz Fernando Costa Nascimento

Abstract


A poluição do ar vem aumentando nas cidades, utilizando dados reais das concentrações de poluentes e dados de internações obtidos do portal do Ministério da Saúde, categorizados por sexo, realizou-se uma análise multipoluente sendo encontrada associação positiva ao PM10; com incremento de 10 µg/m3 às concentrações, teríamos um aumento de 46% das internações; redução de 10 µg/m3 implica em economia aproximada de R$ 2 milhões, destacando a importância da redução de poluentes atmosféricos.

 


Keywords


aparelho respiratório, poluição do ar, internações, estudo ecológico.

References


Braga ALF, Pereira LAA, Procópio M, André. PA, Saldiva PHN. Associação entre poluição atmosférica e doenças respiratórias e cardiovasculares na cidade de Itabira, Minas Gerais, Brasil. Cad. Saúde Pública 2007; 23(4): 570-8.

Chaves LE, Nascimento LFC, Rizol PMSR. Fuzzy model to estimate the number of hospitalizations for asthma and pneumonia under the effects of air pollution. Rev Saude Publica 2017,51:55.

DATASUS – PORTAL DA SAÚDE. Disponível em: . Acesso em: 28/07/2020

Gouveia N, Corralo FP, Ponce de Leon AC, Juger W, Freitas CU. Air pollution and hospitalizations in the largest Brazilian metropolis. Rev Saude Publica 2017, 51:117.

IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATISTICA. Disponível em: . Acesso em: 28/07/2020.

Kottek M, Grieser J, Beck C, Rudolf B, Rube F. World Map of the Köppen-Geiger climate classification updated. Meteorologische Zeitschrift 2006, 15(3): 259–63.

Nardoci AC, Freitas CU, Ponce de Leon AC, Juger W, Gouveia N. Poluição do ar e doenças respiratórias e cardiovasculares: estudo de séries temporais em Cubatão, São Paulo, Brasil. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro 2013, 29 (9): 1867-76.

Nascimento AP, Santos JM, Mill JG, Souza JB, Reis Junior NC, Reisen VA. Association between the concentration of fine particles in the atmosphere with acute respiratory diseases in children. Rev Saude Publica 2017, 51:3.

OMS (ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE). Air quality guidelines for particulate matter, ozone, nitrogen dioxide and sulfur dioxide. Global update 2005. Summary of risk assessment. Geneva, 2005.

Ribeiro PC, Nascimento LFC, Almeida AA, Targa MS, Cesar ACG. Fine particulate matter and ischemic heart diseases in relation to sex. An ecological time series study, Sao Paulo Med J 2019, 137(1): 60-5.

Silva A C, Gomes A C F, Roque B S F, Santos N P. Monitoramento quantitativo de material particulado na região central de Goiânia, Braz. J. of Develop. 2019, v. 5, n. 11, p. 25459 -25467.

Tuan TS, Venancio TS, Nascimento LFC. Efeitos da Exposição a Poluentes do Ar no Infarto Agudo do Miocárdio, Segundo Gêneros. Arq Bras Cardiol 2016, 107(3): 216-22.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-369

Refbacks

  • There are currently no refbacks.