Disseminação de bactérias por formigas em ambiente hospitalar de Guanambi-BA / Dissemination of bacteria by ants in hospital environment of Guanambi-BA

Atília Vanessa Ribeiro Da Silva, Maryana De Morais Frota Alves, Alanna Cibelle Fernandes Pereira, Juliana Mendonça Dos Santos Lopes

Abstract


 No âmbito hospitalar a proliferação de microrganismos é determinante para o desenvolvimento de doenças, então denominadas de infecções hospitalares (IH), esse crescimento microbiano é amplificado pelo transporte desses organismos para um novo ambiente ao qual podem se desenvolver, o que faz o estudo dos vetores uma vertente importante de estudo. Dentre os vetores conhecidos, os insetos, e nesses, as formigas se destacam. Neste contexto, o presente trabalho visou analisar a presença de formigas no ambiente hospitalar na cidade de Guanambi/BA, assim como, testar nas cepas isoladas desses insetos ao perfil de susceptibilidade a drogas conhecidas. O trabalho foi desenvolvido em um hospital da cidade de Guanambi/BA no período de 2017 a 2018. Foram realizadas duas coletas no período das 7hs às 9hs da manhã, com duas iscas cada, sendo uma de maçã com mel e outra de sardinha. As formigas coletadas passaram por agrupamento morfológico (morfotipos). Foram feitas caracterizações morfofisiológicas que resultaram no agrupamento por morfologia e identificação de possíveis espécies via provas bioquímicas de algumas colônias. Em sequência, foram realizados os testes antimicrobianos das bactérias isoladas pelo método de disco difusão em ágar. No total testou-se 11 antibióticos específicos para os bacilos gram-negativos e 11 para o bacilo gram-positivo. Os resultados apresentados nas análises evidenciaram o morfotipo 3 como o mais prevalente, sendo identificado como pertencente ao gênero Paratrechina sp. Nota-se que o gênero bacteriano Serratia representou 60% das espécies identificadas, seguido da Enterobacter aerogenes, Klebsiella ozaenae, Escherichia coli e um bacilo gram-positivo, ainda não identificado. Neste trabalho, os antibióticos ampicilina e cefalotina foram os menos eficientes, posto que todos os isolados apresentaram resistência a esses. Contrariamente, os antibióticos ciprofloxacina e gentamicina denotaram maior eficiência, com quatro espécies (Enterobacter aerogenes, Serratia liquefaciens (C4), Klebsiella ozaenae e Escherichia coli) susceptíveis e duas com suscetibilidade intermediária (Serratia liquefaciens (C3) e Serratia marcescens). Portanto, as formigas capturadas no ambiente externo possuem capacidade de transportar microrganismos patogênicos, sendo alguns destes também resistentes a antibióticos de amplo espectro. Apesar das colônias serem isoladas a partir de formigas coletadas no ambiente externo, essas, podem se deslocar para o ambiente interno do hospital, enfatizando a necessidade de medidas de controle destes insetos.


Keywords


Bactérias resistentes, Formigas, Infecção Hospitalar, Paratrechina SP, Serratia spp.

References


AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA (ANVISA). Descrição dos

Meios de Cultura Empregados nos Exames Microbiológico. 2004.

Disponível em:

f>. Acesso em: 15 ago. 2018.

ALVES, C.M.S et al. Mirmecofauna Urbana Hospitalar e seu Potencial como

Vetor de Agentes Infecciosos. Revista da Faculdade União Goyazes,

Trindade (go), v. 10, n. 2, p.37-44, dez. 2012.

AQUINO, R.S.S. Formigas como vetores de infecção hospitalar em dois hospitais do Sudeste da Bahia, Brasil: Estudo dos locais de adesão bacteriana no seu exoesqueleto. 2010. 97 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Biologia e Biotecnologia de Microorganismos, Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus - Ba, 2010.

AZAMBUJA, E.P.; PIRES, D. P. and VAZ, M. R. C. Prevenção e controle da infecção hospitalar: as interfaces com o processo de formação do trabalhador. 2004, vol.13, n.spe, pp.79-85.

BANDEIRA, S. M. F, et al. Análise bacteriológica de formigas encontradas em um hospital de referência da cidade de Crato, Ceará. 11 f. TCC (Graduação) - Curso de Biomedicina, Faculdade Leão Sampaio – Fals, Juazeiro do Norte – Ce. 2016.

BAUER, A.W., KIRBY W.M.M., Sherris J.C. & Turck M. 1966. Antibiotic susceptibility testing by a standardized single disk method. American Journal of Clinical Pathology. 45:493-496.

BEATSON, Susanh.. PHARAOH'S ANTS AS PATHOGEN VECTORS IN HOSPITALS. The Lancet, [s.l.], v. 299, n. 7747, p.425-427, fev. 1972. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/s0140-6736(72)90869-0.

BOTELHO-NEVERS, E. et al. Chronic nasal infection caused by Klebsiella

rhinoscleromatis or Klebsiella ozaenae: two forgotten infectious

diseases. International Journal Of Infectious Diseases, [s.l.], v. 11, n. 5,

p.423-429, set. 2007. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.ijid.2006.10.005.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Ministério da Saúde (MS). Portaria nº 2.616, de 12 de maio de 1998. Determina a Criação das Coordenações Estaduais e Distrital de Controle de Infecção Hospitalar (CECIH)

CABRAL, A B et al. Clonal spread and accumulation of β-lactam resistance determinants in Enterobacter aerogenes and Enterobacter cloacae complex isolates from infection and colonization in patients at a public hospital in Recife, Pernambuco, Brazil. Journal Of Medical Microbiology, [s.l.], v. 66, n. 1, p.70-77, 1 jan. 2017. Microbiology Society. http://dx.doi.org/10.1099/jmm.0.000398.

CARNEIRO, L. C. et al. Identificação de Bactérias Causadoras de Infecção Hospitalar e Avaliação da Tolerância a Antibióticos. Newslab, Laboratório de Microbiologia, Universidade Estadual de Goiás, Go, v. 86, n. 1, p.106-114, out. 2008.

CARRECELLI, C. B.; BARCELOS, D. Identificação de Staphylococcus epidermidis em formigas (Hymenoptera: Formicidae) coletadas em uma área de alimentação no município de Guarulhos, São Paulo. Arq. Inst. Biol, Guarulhos (sp), v. 84, n. 1, p.1-5, jan. 2017.

CARVALHO, R. G. Corrêa et al. Caracterização fenotípica e genotípica de

Serratia marcescens provenientes de Unidade Neonatal de Referência em

Belém, Pará. Revista Pan-amazônica de Saúde, [s.l.], v. 1, n. 1, mar. 2010.

CASTANEDA, D. D. C. et al. Atypical Klebsiella Species in a Third Level Hospital as Cause of Neonatal Infection. Jundishapur Journal Of Microbiology, [s.l.], v. 11, n. 3, p.1-15, 13 fev. 2018.

CLSI. Normas de desempenho para testes de sensibilidade antimicrobiana:

º suplemento informativo. Disponível em: Acesso em: 09 dez. 2018.

COSTA, A. L. P; SILVA JUNIOR, A. C. S. Resistência bacteriana aos antibióticos e Saúde Pública: uma breve revisão de literatura. Estação Científica (unifap), [s.l.], v. 7, n. 2, p.45-57, 23 ago. 2017. Universidade Federal do Amapa. http://dx.doi.org/10.18468/estcien.2017v7n2.p45-57.

COSTA, S B et. al. Formigas como vetores mecânicos de microrganismos no Hospital Escola da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, Uberaba, MG, v. 6, n. 39, p.527-529, dez. 2006.

DIENSTMANN, R. et al. Avaliação fenotípica da enzima Klebsiella pneumoniae carbapenemase (KPC) em Enterobacteriaceae de ambiente hospitalar. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial, Rio de Janeiro, v. 46, n.

, fev. 2010.

DUBOUIX, A. et al. Epidemiological investigation of a Serratia liquefaciens outbreak in a neurosurgery department. Journal Of Hospital Infection, [s.l.], v. 60, n. 1, p.8-13, maio 2005.

FOWLER, H.G; BUENO, O.C; SADATSUNE, T; MONTELLI, A.C. Ants as potential vectors of pathogens in hospitals in the state of São Paulo, Brazil. Insects Sci Applic, v. 14, n. 3, p. 367-70, 1993.

GREGORIUS, F. As Atividades de Enfermagem no controle de infecções hospitalares: uma revisão integrativa. Porto Alegre, 2012. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/69741. Acesso em: 09 dez. 2018

KHANNA, A. Serratia Marcescens - A Rare Opportunis - tic Nosocomial Pathogen and Measures to Limit its Spread in Hospitalized Patients. Journal Of Clinical And Diagnostic Research, [s.l.], p.1-10, 2013.

KUMAR, S. et al. Klebsiella ozaenaeBacteremia in a Kidney Transplant Recipient. Case Reports In Transplantation, [s.l.], v. 2013, p.1-3, 2013. Hindawi Limited. http://dx.doi.org/10.1155/2013/493516.

LABORCLIN. Setor Técnico da Laborclin. Manual para Antibiograma: Difusão em Disco (Kurby & Bauer). 2011. Disponível em: . Acesso em: 2 nov. 2018.

LIMA, M. F. P. et al. Staphylococcus aureus e as infecções hospitalares.

Revista Uningá Review, Ipatinga, p.32-39, nov. 2014.

LIMA, W R S et al. Ants in a hospital environment and their potential as mechanical bacterial vectors. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, [s.l.], v. 46, n. 5, p.637-640, set. 2013. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/0037-8682-1607-2013.

LUTINSKI, J.A.; LUTINSKI, C. J.; LOPES, B. C.; MORAIS, A. B. B. Estrutura da comunidade de formigas (Hymenoptera: Formicidae) em quatro ambientes com diferentes níveis de perturbação antrópica. Ecología Austral, Córdoba, v. 24, n. 2, p. 229-237, 2014.

MAIA, Z. P. G.; GUSMÃO, A. B.; BARROS, T. F. Formiga como fator de risco para infecções nosocomiais. Rev. Saúde e Biol, Campo Mourão, p.1-5, dez. 2009.

MARAKI, S et al. In vitro susceptibility and resistance phenotypes in

contemporary Enterobacter isolates in a university hospital in Crete,

Greece. Future Microbiology, [s.l.], v. 12, n. 8, p.683-693, jun. 2017. Future

Medicine Ltd. http://dx.doi.org/10.2217/fmb-2016-0216.

MARASCHIN, M. M. Identificação de bacilos gram positivos aeróbicos isolados de espécimes clínicos em um hospital escola. 2007. 86 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Ciências Farmacêuticas, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, Rs, 2007.

MÁXIMO, H J et al. Ants as vectors of pathogenic microorganisms in a hospital in São Paulo county, Brazil. Máximo Et Al. Bmc Research Notes: Máximo et al. BMC Research Notes, São Paulo, v. 1, n. 1, p.1-5, 14 maio 2014. Disponível em: . Acesso em: 08 dez. 2018.

MELO, G.A. Diversidade de formigas em ambiente hospitalar em diferentes regiões do Distrito Federal e o seu potencial como transmissoras de bactérias. 2016. Disponível em: http://nippromove.hospedagemdesites.ws/arquivos_up/documentos/430c4dd78 68205bf87d9464bbd22cf8b.pdf>. Acesso em: 12 out. 2017

MELO, W. C. M. A. Fotoinativação Seletiva dos Microrganismos: Escherichia coli e Staphylococcus aureus. 2014. 135 f. Tese (Doutorado) - Curso de Programa de Pós-graduação Interunidades Bioengenharia, Escola de Engenharia de São Carlos/ Faculdade de Medicina de Riberão Preto/ Instituto de Química de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2014.

MENEZES, J. S. et al. Análise microbiológica de formigas capturadas em ambiente hospitalar da cidade de alfenas/mg. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, Mg, v. 13, n. 1, p.589-598, jul. 2015.

MOREIRA, D. D. et al. Ants as carriers of antibiotic-resistant bacteria in hospitals. Neotropical Entomology, [s.l.], v. 34, n. 6, p.999-1006, dez. 2005. Springer Nature. http://dx.doi.org/10.1590/s1519-566x2005000600017.

MUNHAE, C. B. Técnicas de coleta de formigas no ambiente urbano. In: bueno, odair correa; campos, ana eugênia de carvalho; MORINI, Maria Santina de Castro. Formigas em ambientes urbanos no Brasil. 11. ed. São Paulo: Canal 6, 2017. Cap. 1. p. 87-101.

NEWPROV. Kit para enterobacterias. Disponível em: . Acesso em 09 de dez de 2018.

OLIVEIRA, B R M et al. Ants as Vectors of Bacteria in Hospital Environments. Journal Of Microbiology Research, [s.l.], v. 7, n. 1, p.1-7, 1 fev. 2017. Scientific and Academic Publishing. http://dx.doi.org/10.5923/j.microbiology.20170701.01.

OLIVEIRA, B.R.M. et al. Pesquisa de enterobactérias e estafilococos em formigas em ambiente hospitalar. In: I CONGRESSO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA AGROPECUÁRIA AGRICOLA E AMBIENTAL, 2016, Jaboticabal. Anais... Teixeira de Freitas, 2016. p. 1 - 12.

OLIVEIRA, C. B. S. et al. Frequência e perfil de resistência de Klebsiella spp. em um hospital universitário de Natal/RN durante 10 anos. Jornal Brasileiro de Patologia Médica e Laboratorial; v. 47; n. 6; p. 589-594; dezembro 2011.

OLIVEIRA, J. B. et al. Atuação do enfermeiro no controle de infecção hospitalar em unidade de terapia intensiva (UTI). Mostra Interdisciplinar do Curso de Enfermagem, Quixadá, v. 2, n. 2, p.1-4, out. 2016.

OLIVEIRA, R.; MARUYAMA, S. A. T. Controle de infecção hospitalar: histórico e papel do estado. Rev. Eletr. Enf, Cuiabá, p.775-783, set. 2008.

PEREIRA, R. S., UENO M. Formigas como veiculadoras de microrganismos em ambiente hospitalar. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. 2008 set-out;41(5):492-5.

PESQUEIRO, M. A. et al. Formigas em Ambiente Hospitalar e seu Potencial como Transmissoras de Bactérias. Neotropical Entomology, Morrinhos, p.472-477, ago. 2008.

SAMPAIO, C. P. S. et al. Principais bactérias causadoras de infecção hospitalar. Revista Digital, Buenos Aires, jul. 2013.

SANTOS, N.Q. A resistência bacteriana no contexto da infecção hospitalar. Texto & Contexto - Enfermagem, [s.l.], v. 13, p.64-70, 2004. FapUNIFESP (SciELO).

SANTOS, P. F.; FONSECA, A. R.; SANCHES, N. M. Formigas (Hymenoptera: Formicidae) como vetores de bactérias em dois hospitais do município de Divinópolis, Estado de Minas Gerais. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, [s.l.], v. 42, n. 5, p.565-569, out. 2009. FapUNIFESP (SciELO).

SCHULLER, L. Microorganismos patogênicos veiculados por formigas "andarilhas" em unidades de alimentação. 2004. 82 f. Dissertação (Mestrado)

I. Curso de Serviços de Saúde Pública, Saúde Pública, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004. Cap. 1.

SCHWINGEL, I.; LUTINSKI, J. A.; QUADROS, S. O.; BUSATO, M. A.; TEO, C. R. P. A. Formigas (Hymenoptera: Formicidae) em centros de saúde da família de Chapecó, SC. Hygeia, Uberlândia, v. 12, n. 23, p. 111 - 121, 2016.

SEIBERT, G. et al. Nosocomial infections by Klebsiella pneumoniae carbapenemase producing enterobacteria in a teaching hospital. Einstein (São Paulo), [s.l.], v. 12, n. 3, p.282-286, set. 2014.

SILVA, L. T. et al. Formigas como veículo de patógenos no hospital universitário alzira velano, em alfenas – m.g: ants as a way to pathogens in the university hospital Alzira Velano, Alfenas city – MG. Rev Med Minas Gerais, Alfenas, Mg, v. 1, n. 15, p.13-16, out. 2005.

SOUSA, A F L; OLIVEIRA, L B; MOURA, M E B. Perfil epidemiológico das infecções hospitalares causadas por procedimentos invasivos em unidade de terapia intensiva. Rev. Pre. Infec e Saúde, Piaui, v. 1, n. 2, p.11-17, fev. 2016.

SOUZA, J. L. P. Avaliação do esforço amostral, captura de padrões ecológicos e utilização de taxa substitutos em formigas (hymenoptera, formicidae) de serrapilheira com três métodos de coleta na floresta amazônica, brasil. 2009. 114 f. Tese (Doutorado) - Curso de Programa de Pós-graduação em Biologia Tropical e Recursos Naturais, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – Inpa, Manaus – Amazonas, 2009.

TANAKA I.I, VIGGIANI A.M.F.S, PERSON O.C. Bactérias veiculadas por formigas em ambiente hospitalar. Arq. Med. ABC. 2007; 32 (2): 60-3.

TRABULSI, L. R.; ALTERTHUN, F. Microbiologia. 5. ed. São Paulo: Atheneu.

UJVARI, S. C. Estudos avançados: A história da disseminação dos

microrganismos. 22 ed. São Paulo: [s.n.], 2008. 64 p.

VICARI, G.; BAUER, S. R.; NEUNER, E. A.; LAM, S. W. Association between Colistin dose and microbiologic outcomes in patients with multidrug-resistant gram-negative bacteremia. Clinical Infectious Diseases, Chicago, v. 56, n. 3, p. 398-404, 2013.

VICENTIN, C. A. Levantamento de formigas urbanas em duas unidades de saúde no município de guarulhos – sp e estratégias para controle. 2013. 48 f. Monografia (Especialização) - Curso de Entomologia Urbana, Centro de Estudos de Insetos Sociais, Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2013.

VIEIRA, G. D. et al. Bactérias Gram positivas veiculadas por formigas em ambiente hospitalar de Porto Velho, Estado de Rondônia, Brasil. Revista Pan-amazônica de Saúde, [s.l.], v. 4, n. 3, p.33-36, set. 2013.

VIEIRA, G.D. et al. Bactérias Gram positivas veiculadas por formigas em ambiente hospitalar de Porto Velho, Estado de Rondônia, Brasil. Revista Pan-amazônica de Saúde, [s.l.], v. 4, n. 3, p.33-36, set. 2013. Instituto Evandro Chagas. http://dx.doi.org/10.5123/s2176-62232013000300005.

WILLIAMS, D. F. 1994. Exotic ants: biology, impact, and control of introduced species. Westview Press, Boulder, Colorado.

YANG, H, et.al. Mechanisms of antimicrobial resistance in Serratia marcescens. African Journal Of Microbiology Research, [s.l.], v. 6, n. 21, p.1-15, 9 jun. 2012.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-360

Refbacks

  • There are currently no refbacks.