Índice de reprovação em mecânica dos Fluidos na Engenharia Mecânica da UFMT / Index of reprovation in mechanical Fluid in Mechanical Engineering of UFMT

Silmara Bispo dos Santos, Emanuel Marcus Fabian

Abstract


Neste artigo estão apresentados os resultados de uma pesquisa onde foram abordados e analisados os índices de reprovação na disciplina de Mecânica dos Fluidos do curso de Engenharia Mecânica da Universidade Federal de Mato Grosso- cidade de Rondonópolis. Diante das dificuldades observadas ao longo de vários semestres em estabelecer uma metodologia que possa contribuir de fato com o aumento do índice de aprovação na disciplina de Mecânica dos Fluidos este trabalho foi realizado com o intuito de fazer um levantamento prévio dos dados referentes ao desempenho e da frequência dos estudantes em sala de aula. Os dados de médias obtidas e número de faltas foram analisados para as populações de estudantes aprovados e reprovados ao longo de sete semestres. Dos resultados obtidos, foi possível concluir que dos sete semestres avaliados, apenas um teve índice de reprovação inferior a 50%, sendo que 2016/1, 2017/1 e 2017/2 foram os semestres letivos com os mais altos índices de reprovação. Com relação ao número de faltas, conclui-se que os estudantes com maiores números de faltas em sua maioria estão entre os alunos reprovados, enquanto uma maior frequência nas aulas é observada para alunos que são aprovados. Apenas a presença nas aulas de mecânica dos fluidos não determina a situação do estudante, no entanto há evidências de que contribui para o sucesso na aquisição de conhecimento da disciplina. O planejamento de atividades alternativas deverá fazer parte de um projeto pedagógico a ser implementado para os próximos semestres com objetivo de melhorar/facilitar a compreensão da mecânica dos fluidos ao estudante de Engenharia Mecânica.


Keywords


Engenharia, Mecânica dos Fluidos, Ensino.

References


CHOWDHURY, HARUN, ALAM, FIROZ, MUSTARY, ISRAT. Development of an innovative technique for teaching and learning of laboratory experiments for engineering courses. Energy Procedia, 160, p. 806–811, 2019.

CLEBSCH, A. B., MORS, P. M. Explorando Recursos Simples de Informática e Audiovisuais: Uma Experiência no Ensino de Fluidos. Rev. Bras. Ens. Física, 26, n. 4, p. 323-333, 2004.

FIOLHAIS, C., TRINDADE, J. Física no Computador: O Computador como uma Ferramenta no Ensino e na Aprendizagem das Ciências Físicas. Revista Brasileira do Ensino da Física, 25, n. 3, p. 259-272, 2003.

MAGALHÃES, M. G. M., DIETRICH S., GUERRINI, I. M., MAREGA JR, E. Utilizando Tecnologia Computacional na Análise Quantitativa de Movimentos. Rev. Bras. de Ensino de Física, 24, n. 2, p. 97-101, 2002.

VEIT, E. A., TEODORO, V. D. Modelagem no Ensino / Aprendizagem de Física e os Novos Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Revista Brasileira do Ensino da Física, 24, n. 2, p. 87-96, 2002.

VERSTEEG, H. K; MALALASEKERA, W. An Introduction to Computational Fluid Dynamics: The Finite Volume Method. Pearson Education, 2007.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-342

Refbacks

  • There are currently no refbacks.