Importância do Teste de Micronúcleos como Instrumento Preventivo em Saúde Geral e Ambiental / Importance of Micro-Nucleus Testing as a Preventive Instrument in General and Environmental Health

Francisco Ariel Paz Santos Freitas, Isabela Soares Uchôa, Maria do Amparo Veloso Magalhães

Abstract


Micronúcleos (MN) são fragmentos ou cromossomos inteiros que se separam do núcleo durante a mitose; através do seu estudo pode se avaliar os efeitos genotóxicos ambiental e ocupacional. O teste de micronúcleos é uma ferramenta com grande capacidade de detectar lesões no DNA e eficaz na realização de triagem, no qual determina a segurança de muitas substâncias e classifica os agentes como cancerígenos ou não cancerígenos. O objetivo desse trabalho foi descrever o que a produção científica tem publicado acerca da importância da aplicação do Teste de Micronúcleos como instrumento preventivo em saúde humana, animal e meio ambiente. Foi utilizado o método de pesquisa integrativa, em que 10 artigos científicos disponibilizados na íntegra, nos últimos 5 anos, selecionados na Biblioteca Virtual de Saúde (BVS), compuseram a amostra analisada. Os resultados demonstraram que em todas as publicações o Teste de MN foi efetivo na detecção de instabilidade cromossômica em seres humanos e no meio ambiente. Conclui-se que o ensaio    de micronúcleos é um biomarcador confiável, acessível pelo baixo custo, eficaz, simples, e minimamente invasiva, tornando-o valiosa ferramenta na prevenção à saúde.


Keywords


Seres Humanos, Animais, Meio Ambiente, Teste de Micronúcleos.

References


ALMEIDA, G. M. Dificuldades na padronização de metodologias in vitro (Ensaio Comete e Teste de Micronúcleo) no estudo da carcinogênese de leucemias e linfomas. UFSC Florianópolis, SC, 2015.

BOTELHO, L. L. R.; CUNHA, C. C. A.; MACEDO, M. O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gestão e Sociedade. Belo Horizonte, v.5, n. 11, p. 121-136 · maio-ago. 2011.

BRAIT, D. R. H. et al. Toxicological analysis and anti-inflammatory effects of essential oil from Piper vicosanum leaves. Regulatory Toxicology and Pharmacology, v. 73, n. 3, p. 699-705, 2015.

CARVALHO, R. B. et al. The impact of occupational exposure to traffic-related air pollution among professional motorcyclists from Porto Alegre, Brazil, and its association with genetic and oxidative damage. Environmental Science and Pollution Research, v. 25, n. 19, p. 18620-18631, 2018.

DEL-GUERCIO, A. M. F.; CHRISTOFOLETTI, C. A.; FONTANETTI, C. S. Avaliação da eficiência do tratamento de esgoto doméstico pelo teste do micronúcleo em Oreochromis niloticus (Cichlidae). Eng. Sanit. Ambient. Rio de Janeiro, v. 22, n. 6, p. 1121-1128, dez. 2017

FENECH, M. et al. Micronuclei and disease–Report of HUMN project workshop at Rennes 2019 EEMGS conference. Mutation Research/Genetic Toxicology and Environmental Mutagenesis, v. 850, p. 503133, 2020.

GANDHI, G.; TUNG, G. Sensitivity and specificity prediction of the buccal micronucleus cytome assay in end-stage renal disease patients on dialysis: a case-control study. Mutation Research/Genetic Toxicology and Environmental Mutagenesis. 2017.

GIRST, S. et al. The influence of the channel size on the reduction of side effects in microchannel proton therapy. Radiation and environmental biophysics, v. 54, n. 3, p. 335-342, 2015.

HUTTER, H-P. et al. Cytotoxic and genotoxic effects of pesticide exposure in male coffee farmworkers of the Jarabacoa Region, Dominican Republic. International journal of environmental research and public health, v. 15, n. 8, p. 1641, 2018.

LINHARES, D. P. S. et al. DNA damage in oral epithelial cells of individuals chronically exposed to indoor radon (222 Rn) in a hydrothermal area. Environmental geochemistry and health, v. 40, n. 5, p. 1713-1724, 2016.

NAI, G. A. et al. Avaliação da genotoxicidade induzida pela administração repetida de anestésicos locais: um estudo experimental em ratos.Rev. Bras. Anestesiol. Campinas. v. 65, n.1, p. 21-26, Jan./Feb. 2015.

NAVARRO, S. D. et al. Resistant starch: a functional food that prevents DNA damage and chemical carcinogenesis. Genet Mol Res, v. 14, n. 1, p. 1679-1691, 2015.

ROCHA, R. S. et al. Analysis of the anti-inflammatory and chemopreventive potential and description of the antimutagenic mode of action of the Annona crassiflora methanolic extract. Pharmaceutical biology, v. 54, n. 1, p. 35-47, 2015.

SOUZA, M. T. de; SILVA, M. D. da; CARVALHO, R. de. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein (São Paulo), v. 8, n. 1, p. 102-106, 2010.

UCHÔA, I. S.; MAGALHÃES, M. do A. V. Teste de Micronúcleos como Biomarcador para Pacientes com Patologias Diversas: Uma revisão integrativa da literatura. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research – BJSCR. Vol.27, n.1,pp.78-83, 2019.

VALENTE, D; COSTA, A. I. C.; CARVALHO, L.V.B.; DOS SANTOS, M.V.C; CASTRO, V.S; ROBRIGUES, D.R.F; DE FALCO, A. Utilização de biomarcadores de genotoxicidade e expressão gênica na avaliação de trabalhadores de postos de combustíveis expostos a vapores de gasolina. Rev Bras Saúde Ocup. 2017.

YANG, P. et al. Cytogenetic biomonitoring in individuals exposed to cone beam CT: comparison among exfoliated buccal mucosa cells, cells of tongue and epithelial gingival cells. Dentomaxillofacial Radiology, v. 46, n. 5, p. 20160413, 2017.

YAYLAGUL, E. O.; CANSEV, M.; KASIMOGULLARI, S. C. In vivo protective effect of Uridine, a pyrimidine nucleoside, on genotoxicity induced by Levodopa/Carbidopa in mice. Food and Chemical Toxicology, v. 82, p. 36-41, 2015.

ZELJEZIC, D. et al. Evaluation of genome damage in subjects occupationally exposed to possible carcinogens. Toxicology and industrial health, v. 32, n. 9, p. 1570-1580, 2015.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-337

Refbacks

  • There are currently no refbacks.