Discriminação racial no âmbito escolar / Racial discrimination at school

Ronildo Neumann Pastoriza, Michele Andréia Borges

Abstract


Este artigo abordou a discriminação racial no âmbito escolar, desenvolvido em uma Escola Municipal de Porto Alegre-RS. A relevância desse estudo surgiu a partir da atuação do autor como Diretor dessa escola. Durante esse mandato, muitas situações foram causando inquietações. A principal delas dizia respeito a queixas de alunos negros, que se sentiam desconfortáveis, incomodados e agredidos, quando colegas se referiam a eles por apelidos étnico-raciais, em alusão a cor de sua pele, a seus traços físicos e até mesmo a sua religiosidade e sexualidade. Utilizando uma pesquisa qualitativa, esse estudo analisou criticamente essas discriminações, não enquadrando-as como simples brincadeiras entre colegas, mas como mecanismos de atuação do racismo e do preconceito racial se capilarizando para dentro da escola, com a intenção de denegrir a imagem dos alunos negros. Também foi realizada uma retrospectiva da história do racismo no Brasil e as várias maneiras de negação do direito negro a educação. A metodologia utilizada foi a entrevista semiestruturada com os alunos ofendidos e com seus agressores, além do acompanhamento desses alunos nos espaços escolares, mapeando suas movimentações e diálogos. Os resultados constataram que essas discriminações racistas tinham fundamento, e após amplo debate com toda a comunidade escolar, a instituição tomou providências pedagógicas de combate a essas práticas discriminatórias. A conclusão do estudo apontou que o diálogo e a conscientização de alunos vítimas e alunos agressores, além da valorização da estética negra, foram os pilares metodológicos utilizados para o enfrentamento dessas discriminações racistas, narradas pelos alunos afrodescendentes.

 

 


Keywords


Discriminação, Racismo, Escola, Diálogo, Valorização.

References


Brasil (2003). Lei n° 10.639 de 9 de janeiro de 2003. Brasília: Diário Oficial da União de 10 de janeiro de 2003.

Cavalleiro, E. (2005). Do silêncio do lar ao silêncio escolar: racismo, preconceito e discriminação na educação infantil. São Paulo: Contexto.

Dias, L.R. (2004). Quantos passos já foram dados? A questão da raça nas leis educacionais. Da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) de 1961 à Lei 10.639 de 2003. Revista Espaço Acadêmico, 38 (7), 20-25.

Diangelo, R. (2020). Não basta não ser racista: sejamos antirracistas. São Paulo: Faro Editorial.

Felipe, D.A. e Teruya, T.K. (2010). Nota sobre as políticas em prol do ensino da história e cultura afro-brasileira e africana na educação escolar. Revista Histedbr, 39 (9), 250-266.

Gomes, N.L. (2007). Diversidade étnico-racial e Educação no contexto brasileiro. In: Um olhar além das fronteiras: educação e relações raciais. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

_________. (2010). Um olhar além das fronteiras: educação e relações raciais. In: Gomes, N.L. (Org.). Diversidade étnico-racial e educação no contexto brasileiro. Belo Horizonte: Autêntica.

Domingues, P. (2007). Movimento negro brasileiro: alguns apontamentos históricos. Rio de Janeiro: Moderna, 2007.

Munanga, K. (1999). Rediscutindo a mestiçagem no Brasil: identidade nacional versus identidade negra. Petrópolis: Vozes, 1999.

. (2005). Superando o racismo na escola. Brasília: Ministério da Educação, 2001.

Nascimento, E.L. (2003). O sortilégio da cor: identidade, raça e gênero no Brasil. São Paulo: Summus, 2003.

Rocha, R.M. (2007). Educação das relações étnico-raciais: pensando referenciais para a organização da prática pedagógica. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2007.

Silva, P.V. (2008). Racismo em livros didáticos: estudos sobre negros e brancos em livros de Língua Portuguesa. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

Zubaran, M.A. (2004). Fixando identidades: representações étnico-culturais na imprensa negra porto-alegrense nas primeiras décadas do século XX. Projeto de Pesquisa apresentado para o Curso de História da Universidade Luterana do Brasil. Canoas-RS.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-335

Refbacks

  • There are currently no refbacks.