Triagem fitoquímica, atividade antioxidante e antimicrobiana in vitro de Leonotis nepetifolia / Phytochemical Screening, in vitro Antioxidant and Antibacterial Activities of Leonotis nepetifolia

Luciana de O. Adolpho, Odeise R. da Rosa, Luísa Helena A. Paz, Ionara I. Dalcol

Abstract


Leonotis nepetifolia é uma planta popularmente conhecida como “cordão-de-frade” e pertence à família Lamiaceae. Originário da África e naturalizado no estado do Rio Grande do Sul, é utilizado na medicina popular e ayurvédica para o tratamento de diversas doenças como infecções de pele, reumatismo, tosse, dores de estômago, sedativos e outros. Diante disso, justifica-se a escolha desta planta como alvo deste estudo. O objetivo deste trabalho foi obter extrato bruto (EBFoLn), n-hexano (FHFoLn) e frações de acetato de etila (FAFoLn) de folhas de L. nepetifolia, para realizar a análise fitoquímica e avaliação in vitro de antibacteriano e antioxidante. atividades de extrato e frações. O extrato bruto (rendimento de 15%) foi obtido por maceração em metanol por 7 dias, sendo evaporado à secura e fracionado com n-hexano e acetato de etila para obtenção de FHFoLn e FAFoLn. O extrato e as frações foram analisados por meio de testes fitoquímicos qualitativos, os quais indicaram a presença de cumarinas, taninos, alcalóides, terpenos e flavonóides. A atividade antioxidante foi realizada pelo método de eliminação de radicais livres 2,2-difenil-1-picrilidrazila (DPPH), e a atividade antimicrobiana pela técnica de microdiluição em caldo contra Proteus mirabilis, Pseudomonas aeruginosa, Shigella sonnei, Klebsiella pneumonia, Salmonella typhimurium, Bacillus cereus, Enterobacter aerogenes e Morganella morganii. O extrato bruto e a fração acetato de etila apresentaram maior atividade antirradical no ensaio DPPH, com valores de IC50 de 75,88 mg / mL e 72,46 mg / mL, respectivamente. Na avaliação da atividade antibacteriana, as frações n-hexano e acetato de etila apresentaram bons resultados contra as bactérias testadas, principalmente a fração acetato de etila, com CIMs50 de 31,25 mg / mL e 62,5 mg / mL para as bactérias Enterobacter aerogenes e Klebsiella pneumoniae, respectivamente. Esses resultados demonstram que a fração acetato de etila possui metabólitos capazes de contribuir com a atividade antioxidante e antibacteriana, o que é promissor para futuros estudos que investiguem a composição química desta fração.


Keywords


Leonotis, antioxidante, antimicrobiano, MIC50

References


ADEBIYI, Olamide E. et al. In vitro antioxidant activity, total phenolic and flavonoid contents of ethanol extract of stem and leaf of Grewia carpinifolia. Beni-Suef University Journal of Basic and Applied Sciences, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 10–14, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.bjbas.2016.12.003

BABA, Shoib A.; MALIK, Shahid A. Determination of total phenolic and flavonoid content, antimicrobial and antioxidant activity of a root extract of Arisaema jacquemontii Blume . Journal of Taibah University for Science, [S. l.], v. 9, n. 4, p. 449–454, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.jtusci.2014.11.001

BUTNARIU, Monica; GROZEA, Loana. Antioxidant (Antiradical) compounds. Journal of Bioequivalence and Bioavailability, [S. l.], v. 4, n. 6, 2012. Disponível em: https://doi.org/10.4172/jbb.10000e18

CHOI, Chang W. et al. Antioxidant activity and free radical scavenging capacity between Korean medicinal plants and flavonoids by assay-guided comparison. Plant Science, [S. l.], v. 163, n. 6, p. 1161–1168, 2002. Disponível em: https://doi.org/10.1016/S0168-9452(02)00332-1

CLSI. M07-A10: Methods for Dilution Antimicrobial Susceptibility Tests for Bacteria That Grow Aerobically; Approved Standard—Tenth Edition. CLSI (Clinical and Laboratory Standards Institute), [S. l.], v. 35, n. 2, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s00259-009-1334-3

CUNHA, Amanda Lima et al. Os metabólitos secundários e sua importância para o organismo. Diversitas Journal, [S. l.], v. 1, n. 2, p. 175, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.17648/diversitas-journal-v1i2.332

GONÇALVES, Carlos Henrique de Souza et al. Rendimento, caracterização e fitoquímica do óleo essencial de Tetradenia riparia. Brazilian Journal of Development, [S. l.], v. 5, n. 10, p. 20207–20217, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-217

LI, Jun et al. Bis-spirolabdane diterpenoids from Leonotis nepetaefolia. Journal of Natural Products, [S. l.], v. 75, n. 4, p. 728–734, 2012. Disponível em: https://doi.org/10.1021/np3000156

MARTINS, Fabrício Wallace Pereira; CASALI, Agnes Kiesling. Atividade antimicrobiana in vitro de extratos etanólicos de Romã (Punica granatum,L.) sobre as bactérias Escherichia coli e Staphylococcus aureus. Brazilian Journal of Development, [S. l.], v. 5, n. 11, p. 22970–22980, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.34117/bjdv5n11-027

PIETTA, Pier Giorgio. Flavonoids as antioxidants. Journal of Natural Products, [S. l.], v. 63, n. 7, p. 1035–1042, 2000. Disponível em: https://doi.org/10.1021/np9904509

SIMÕES, Claudia Maria Oliveira. Farmacognosia: da Planta ao Medicamento. [S. l.: s. n.]. E-book.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-323

Refbacks

  • There are currently no refbacks.