Ensino sobre lesões por pressão sob a ótica de acadêmicos de enfermagem: percepção e sugestões para melhorar a aprendizagem / Teaching about pressure injuries under the view of nursing academics: perception and suggestions to improve learning

Gabriella de Oliveira Silva, Jessica Lorena Palmeira de Morais, Larissa Ribeiro Braz de Oliveira, Hortênsia Paula Bernardino Ribeiro, Gabriella Haíssa D'Albuquerque Almeida, Cíntia Natiesca Silva Valentim, Josilene de Melo Buriti Vasconcelos

Abstract


Objetivos: analisar a percepção de acadêmicos de Enfermagem em relação ao ensino sobre lesões por pressão durante seu curso de graduação; apreender sugestões dos estudantes para melhorar a aprendizagem sobre lesões por pressão. Método: trata-se de uma pesquisa exploratória, de abordagem quantitativa e qualitativa, com amostra não probabilística, de 37 acadêmicos, matriculados no décimo período do curso de enfermagem de Universidade Pública, no Nordeste do Brasil. Os dados foram analisados por meio do Statistical Package for the Social Science (SPSS) versão 20.0 e da técnica de análise de conteúdo proposta por Bardin. Resultados: os acadêmicos apresentam certas limitações de conhecimentos sobre lesões por pressão, principalmente, sobre a classificação, prevenção, a escolha ideal para a cobertura das lesões e a utilização das escalas de predição, justificando tais limitações, entre outros fatores, a falta de aprofundamento da temática durante os estágios práticos e pelo fato da disciplina específica sobre o tema oferecido no Curso de Enfermagem ser optativa, não oportunizando a participação de todos os alunos. As sugestões dos acadêmicos para promover melhoria no processo ensino-aprendizagem sobre a lesão por pressão consistem, prioritariamente, em se converter a disciplina Avaliação e Tratamento de Feridas, de caráter optativo, em obrigatória, e de melhorar as oportunidades de conhecimentos práticos, durante os estágios das disciplinas que já compõem a grade curricular. Conclusão: constatou-se a necessidade de maiores reflexões acerca da construção de conhecimentos sobre feridas, de forma particular, da lesão por pressão, voltando-se o olhar para os componentes curriculares do curso de graduação em enfermagem, no cenário estudado.


Keywords


Lesão por pressão, Enfermagem, Estudantes de Enfermagem, Conhecimento.

References


ASCARI, R.S. et al. Úlcera por pressão: um desafio para a enfermagem. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research - BJSCR., Maringá,. v.6, n.1, p.11-16 ., mar- mai. 2014.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Tradução Luís Antero Reto; Augusto Pinheiro. Lisboa: Edições 70; 2016. 141 p.

BRANCO, E. M. S. C.; PEIXOTO, M. A. P.; ALVIM, N. A. T. Escala do controle da ação para o diagnóstico de desempenho em estudantes de Enfermagem. Rev Bras Enferm., v. 66, n. 6, p. 942-8, nov-dez. 2013.

Manganelli, R., Kirchhof, R., Pieszak, G., & Dornelles, C. (2019). Intervenções de enfermeiros na prevenção de lesão por pressão em uma unidade de terapiaintensiva. Revista de Enfermagem da UFSM, 9, e41. doi:https://doi.org/10.5902/2179769233881

BRASIL. Conselho Federal de Enfermagem (Cofen). Resolução Cofenno 311, de 8 de Fevereiro de 2007. Aprova a Reformulação do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem. 2007. Disponível em: . Acesso em: 8 jul. 2016.

BRASIL. Ministério da Saúde, Resolução 466/12. Diretrizes e Normas Regulamentadoras de Pesquisa Envolvendo Seres Humanos. Brasília; DF: CNS, 2012.

FERREIRA, A. M. et al . Conhecimento e prática de acadêmicos de enfermagem sobre cuidados com portadores de feridas. Esc. Anna Nery, Rio de Janeiro, v. 17, n. 2, p. 211-219, Jun. 2013.

BARATIERI, T.; SANGALETI, C. T.; TRINCAUS, M. R. CONHECIMENTO DE ACADÊMICOS DE ENFERMAGEM SOBRE AVALIAÇÃO E TRATAMENTO DE FERIDAS.

Revista de Enfermagem e Atenção à Saúde, v. 4, n. 1, 2015. Disponível em:http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/enfer/article/view/1259 Acesso em: 16 de julho 2020.

JOMAR, Rafael Tavares et al . Incidência de lesão por pressão em unidade de terapia intensiva oncológica. Rev. Bras. Enferm., Brasília , v. 72, n. 6, p. 1490-1495, dez. 2019 . Disponível em . acessos em 16 jul. 2020. Epub 21-Out-2019. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0356.

LOPES, C.M.; ANDRADE, E.M.L.R.; LUZ, M.H.B.A. Conhecimento de graduandos de enfermagem sobre úlcera por pressão. Enfermagem em foco, Salvador. v. 6, n. ¼, p. 24-30. 2015. Disponível em:Acesso em: 28 ago. 2016.

Alencar, G. D. S. A. et al. Lesão por pressão na unidade de terapia intensiva: incidência e fatores de riscos. Nursing (Säo Paulo), 2124-2128. 2018. Disponível em: Acesso em: 18 Jul.2020.

European Pressure Ulcer Advisory Panel, National Pressure Injury Advisory Panel and Pan Pacific Pressure Injury Alliance. Prevention and Treatment of Pressure Ulcers/Injuries: Quick Reference Guide. Emily Haesler (Ed.). EPUAP/NPIAP/PPPIA: 2019. Disponível em:< https://guidelinesales.com/store/download.aspx?id=4B3240A6-BA39-49DD-A81D-3B4FCFD05E82>. Acesso em: 14 ago. 2020.

NATIONAL PRESSURE ULCER ADVISORY PANEL. NATIONAL PRESSURE ULCER ADVISORY PANEL (NPUAP). Announces a change in terminology from pressure ulcer to pressure injury and updates the stages of pressure injury. 2016. Disponível em: . Acesso em: 29 jun. 2016.

Joint Commission [Internet]. The Joint Commission History. [acesso em: 29 ago. 2013]. Disponível em:< http://www.jointcommission.org/about_us/history.aspx>.

Compromisso com a Qualidade Hospitalar. Manual de indicadores de enfermagem NAGEH. 2a.ed. São Paulo: APM/CREMESP, 2012. [acesso em: 22 Jan. 2014]. Disponível em: http://www.cqh.org.br/portal/pag/doc.php?p_ndoc=125

FURTADO, A. F. et al. Conhecimento de acadêmicos de enfermagem sobre lesões por pressão: desafio para a segurança do paciente. Rev baiana enferm. 2019; 33:e34425. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v33.34425 > Acesso em: 14 ago. 2020.

CARVALHO, L. S. D. Concepções dos acadêmicos de enfermagem sobre prevenção e tratamento de úlceras de pressão. Rev baiana Saúde Pública, Salvador, v.31, n.1, p.77-89, jan./jun. 2007.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Conceptual framework for the internacional classification for patient safety. Final Technical Report. 2009.

SANTOS, L. M. C. et al . Processo ensino-aprendizagem em enfermagem no cuidado com o portador de lesões cutâneas: uma revisão integrativa. Saúde Transform. Soc., Florianopolis, v. 5, n.1, p.01-06. 2014.

RIBEIRO, A. M. N. et al. Conhecimento de acadêmicos de enfermagem sobre lesão por pressão. Rev Rene, Fortaleza, v. 20, e 41016, 2019. Disponível em: http://periodicos.ufc.br/rene/article/download/41016/99110/ . Acesso em: 14 ago. 2020.CARDOSO D. S. et al. Conhecimento dos Enfermeiros sobre Classificação e Prevenção de Lesão por Pressão. Rev Fund Care Online. 2019. abr./jun.; 11(3):560-566. DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175- 5361.2019.v11i3.560-566.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-315

Refbacks

  • There are currently no refbacks.