Avaliação da saúde de trabalhadores da construção e implementação de programa de saúde em empresa situada em Quito / Health evaluation of construction workers and implementation of health program in a company located in Quito

Alexis Enríquez-León, Gabrielly de Souza Leitão

Abstract


A indústria da construção é considerada de alto risco devido a características especiais em que se apresenta, sendo os trabalhadores desse setor os que possuem maiores índices de morbimortalidade, acidente de trabalho e de absenteísmo por doenças comuns e relacionadas ao trabalho. Por isso, é necessária a implantação de programa médico de saúde ocupacional, que realize vigilância em saúde, risco e controle biológico. Este estudo teve como objetivo a determinação da eficiência do programa de saúde na diminuição dos índices de mortalidade, acidentalidade por trabalhos de risco e o absenteísmo, aplicado em empresa de construção situada em Quito, Equador. Para isso, utilizaram-se três etapas: elaboração de estudo epidemiológico para diagnóstico de morbimortalidade, acidentalidade e absenteísmo por doenças comuns, do trabalho e acidente de trabalho; planificação e execução do programa de saúde ocupacional proposto; finalmente, avaliação da eficiência do programa proposto. A pesquisa foi composta por trabalhadores de empresa de construção situada em Quito, nos meses de abril a junho de 2017, sendo 45 trabalhadores. Os diagnósticos iniciais indicaram trabalhadores com fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e risco de sofrer acidentes de trabalho devido as condições médicas, resultados preliminares foram capazes de avaliar a eficiência do programa de saúde demonstrando que num momento inicial, o programa cumpre seu objetivo.


Keywords


Saúde Ocupacional, Vigilância de Saúde, Vigilância dos Riscos, Morbimortalidade, Acidentalidade, Absenteísmo.

References


Stocks, S. J; Turner, S.; McNamee, R.; Carder, M.; Hussey, L.; Agius, R. M. Occupation and work-related ill-health in UK construction workers. Revista Occup Med. Sep. 61(6):407-15. 2011 Ju 13, Londres, 2011. Extraído de: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21752940

Villacís, B.; Carrillo, D., Estadística Demográfica en el Ecuador: Diagnóstico y Propuestas, Instituto Nacional de Estadística y Censos. INEC. Quito, p. 10-11-17, 2011. Extraído de: http://www.ecuadorencifras.gob.ec/wp-content/descargas/Libros/Demografia/documentofinal1.pdf

Soto, M.; Mogollón, E. Actitud hacia la prevención de accidentes laborales de los trabajadores de una empresa de metalmecánica. Revista Salud de lo Trabajadores, v.13 n.2, p. 119-123. Venezuela, 2013.

Benavides F.G;. Delclos, J.; Benach, J.; Serra, C. Lesiones por accidentes de trabajo, una prioridad en salud pública. Revista Española de Salud Pública. 2006, 80 (septiembre-octubre) Extraído de https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=17080511

Romero, J.C; Gámez, M.C. Manual de coordinación de seguridad y salud en las obras de construcción. Ed. Diaz de Santos, p. 200-209. España, 2005

López, B.; Segovia, O.; Amparo. El papel del modelo Demandas-Control-Apoyo en la salud de trabajadores de la construcción. Psicothema. Segovia, 2011. Extraído de: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=72717207019

Statistical analysis of occupational noise exposure risk by multiple regression method. Tinoco, H.C; Miranda, A. L; Chaves, L.A.O; Lopes, D.M; Martins, F.B.S; Nóbrega, M.J.R. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 1,p. 1722-1737 jan. 2020. ISSN 2525-8761. http://dx.doi.org/10.34117/bjdv6n1-119

Santana, V.S; Oliveira, R.P. Saúde e trabalho na construção civil em uma área urbana do Brasil. Cad. Saúde Pública v.20 n.3 Rio de Janeiro maio/jun. 2004. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2004000300017




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-312

Refbacks

  • There are currently no refbacks.