Tecnologia e meio ambiente: levantamento de aplicativos móveis voltados a temas ambientais / Technology and the environment: survey of mobile applications for environmental themes

Adonai Zanoni da Silva Lima, Carla Renata de Oliveira Carneiro, Layse Gomes Furtado, Matheus Gabriel Lopes Botelho, Vanessa de Almeida Batista, Altem Nascimento Pontes

Abstract


O atual modelo de desenvolvimento baseado no alto consumo dos recursos naturais tem potencializado impactos ambientais decorrentes da própria atividade humana, gerando a necessidade de medidas para reduzir os problemas e garantir a preservação do meio humano e natural. Neste sentido, tem-se a tecnologia como ferramenta facilitadora, onde beneficiando-se do mundo cada vez mais globalizado, tem expandido a diversidade de aplicativos móveis voltados para usuários que se interessam pelo meio ambiente e seus desdobramentos. A presente pesquisa buscou realizar o levantamento desta tecnologia da informação e comunicação, desenvolvida para fins ambientais, durante o período de 2016 a 2020. Para alcance deste levantamento, além da pesquisa bibliográfica e documental, buscou-se apontar a presença e utilização de aplicativos de cunho ambiental disponibilizados no repositório do Android, destacando o possível crescimento e utilização pelos usuários, bem como organizou em temáticas ambientais, dada a amplitude que o conceito traz consigo, focando nas seguintes categorias para organização dos aplicativos: Sustentabilidade, Biodiversidade, Educação Ambiental, Política/Crime Ambiental, Aquecimento global e Gestão Ambiental. Os resultados indicam que, acompanhando o crescimento tecnológico de um modo geral, houve uma expansão no número de aplicativos ambientais desenvolvidos durante os anos de 2016 a 2020, com destaque para as categorias ligadas à Gestão Ambiental e Educação Ambiental, bem como se evidenciou uma quantidade média maior de downloads pelos usuários nas categorias de sustentabilidade e biodiversidade, respectivamente, demonstrando assim que a demanda por aplicativos na área ambiental está em crescimento diante da necessidade de soluções objetivas e acessíveis à população.


Keywords


Tecnologia da Informação e Comunicação, Aplicativos Android, Problemática Ambiental.

References


AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL (Brasil). Painéis de dados; telefonia móvel, 2020. Disponível em: https://www.anatel.gov.br/paineis/acessos/telefonia-movel. Acesso em: 20 jun 2020.

ALBUQUERQUE, U. P. et al. Uso sustentável da biodiversidade e conservação de recursos naturais. Guaju, v. 3, n. 1, p. 2-10, 2017. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/guaju/article/view/53845. Acesso em 05 jun 2020.

AMARAL, A. Q. Panorama histórico da Temática Ambiental e Educação Ambiental: um campo em constante (re) construção. REMEA-Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v. 35, n. 2, p. 248-271, 2018. Disponível em: https://periodicos.furg.br/remea/article/view/7800. Acesso em: 10 jun 2020.

BRASIL. [Constituição [1988]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, [2020]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 30 jun. 2020.

BRASIL. Lei nº 9.795, de 13 de julho de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Brasília [1999]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm. Acesso em: 19 jun. 2020.

BRASIL. PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - PCN: Meio Ambiente. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Fundamental. Brasília, 1997.

BARBIERI, J. C. Gestão ambiental empresarial. Saraiva Educação SA, 2017.

BURSZTYN, M. A. Fundamentos de política e gestão ambiental: caminhos para a sustentabilidade. Editora Garamond, 2018.

CARVALHO, E. H. D; MOREIRA, J. C. Processo de Desenvolvimento de um Aplicativo Móvel para Unidades de Conservação: O Parque Nacional dos Campos Gerais (PR) e" O Trevo". Acta Geográfica, v. 13, n. 32, p. 171-185, 2019. Disponível em: https://revista.ufrr.br/actageo/article/view/5469. Acesso em: 14 jun 2020.

CAMPOS, F. I.; CAMPOS, D. M. B.; VITAL, A. V.; PAIXÃO, T. F. P. Meio Ambiente, Desenvolvimento e Expansão de Doenças Transmitidas por Vetores. Fronteiras: Journal of Social, Technological and Environmental Science, v. 7, n. 2, p. 49-63, 30 ago. 2018. Disponível em: http://periodicos.unievangelica.edu.br/index.php/fronteiras/article/view/2804. Acesso em 10 jun 2020.

CARVALHO, A. B; HERRERA, J. A. Contribuições da educação ambiental para mitigação dos efeitos de eventos climáticos extremos na bacia hidrográfica do igarapé altamira em Altamira-PA. Geografia Ensino & Pesquisa, v. 21, n. 3, p. 196-203, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/geografia/article/view/25822. Acesso em: 09 jun. 2020.

DUTRA, F. A história do telefone celular como distinção social no Brasil. Da elite empresarial ao consumo da classe popular. Revista Brasileira de História da Mídia, v. 5, n. 2, 2016. Disponível em: https://revistas.ufpi.br/index.php/rbhm/article/view/4798. Acesso em: 05 jul 2020.

EL-KASSAS, W. S. et al. Taxonomia das abordagens de desenvolvimento de aplicativos móveis de plataforma cruzada. Revista de Engenharia de Ain Shams , v. 8, n. 2, p. 163-190, 2017. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2090447915001276. Acesso em: 07 jul 2020.

FONSECA, P. C., et al. Cenário de produção madeireira para municípios do estado do Amapá: um aplicativo android. Inovação na amazônia, p. 75, 2018.

FESTOZO, M. B. et al. Relações Históricas entre a Educação Ambiental e a Participação Social. Revista Tempos e Espaços em Educação, v. 11, n. 24, p. 253-266, 2018.Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/6677. Acesso em: 07 jul 2020.

FAUSTINO, M; AMADOR, F. O conceito de “sustentabilidade”: migração e mudanças de significados no âmbito educativo. Indagatio Didactica, v. 8, n. 1, p. 2021-2033, 2016. Disponível em: https://proa.ua.pt/index.php/id/article/view/12623. Acesso em: 05 jul 2020.

FANFA, M S; GUERRA, L; TEIXEIRA, M. R. F. Educação não formal: a praia como um espaço para Educação Ambiental. Debates em Educação. Maceió: Universidade Federal de Alagoas. Vol. 11, n. 24 (maio/ago. 2019), p. 67-83, 2019. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/199743. Acesso em: 20 jun. 2020.

FREITAS, A. R. P; PAIVA, L. E. B. Revisão da produção científica internacional de brasileiros acerca das mudanças climáticas. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 12, n. 3, p. 95-113, 2018. Disponível em: https://rgsa.emnuvens.com.br/rgsa/article/view/1615. Acesso em 04 jul 2020.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

GUIMARÃES, A. L. Desafios e oportunidades na utilização sustentável dos recursos naturais no distrito de Massinga, Província de Inhambane-Moçambique. Holos Environment, v. 19, n. 3, p. 406-423, 2019. Disponível em: https://www.cea-unesp.org.br/holos/article/view/12325. Acesso em: 15 jun. 2020.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE. Projeções e estimativas da população do Brasil e das Unidades da Federação. 2020. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/apps/populacao/projecao/. Acesso em: 20 jun 2020.

LIMA, C. S. T; ALMEIDA, A.A. O princípio da natureza pública da proteção ambiental e sua eficácia na prevenção de crimes ambientais no município de Porto Velho/Ro. CEP, v. 76, p. 132, 2017. Disponível em: http://www.fcr.edu.br/ojs/index.php/anaiscongdireitoconstitucional/article/view/172. Acesso em: 05 jul 2020.

LUDWIG, L; MATTEDI, M. A. As Tecnologias da Informação e Comunicação na gestão dos riscos de desastres socioambientais. Ambiente & Sociedade, v. 21, 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-753X2018000100316&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 11 jun. 2020.

MANDEL, M.; LONG, E. A Economia de Aplicativos no Brasil. Progressive Policy Institute, 2017. Disponível em: https://www.progressivepolicy.org/wp-content/uploads/2017/02/PPI_BrazilAppEconomy_PT.pdf. Acesso em: 03 jul 2020.

OLIVEIRA, G. P. N. Os diferentes tipos de Desenvolvimento Moblie, uma visão prática do Multiplataforma. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso ( Graduação em Engenharia de Software da UNICESUMAR) – Centro Universitário de Maringá. 2019. Disponível em: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/5356. Acesso em: 01 jul 2020.

PINHEIRO, M.; FORTE, J.; MESQUITA, V. Transporte e Tecnologia: Avaliação da Experiência de Uso de Aplicativos de Apoio à Mobilidade Urbana. 2016. Disponível em: http://www.tise.cl/volumen12/TISE2016/253-264.pdf. Acesso em: 01 jul 2020.

PIRES, F. S. Desenvolvimento de base tecnológica: medição de área em imagem do Google Maps via aplicativo Android. 2017. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/handle/1/12071. Acesso em: 04 jul 2020.

Araújo, R. M., Gomes, J. S., Reis, A. D. S. N., Nunes, N. M. S. Economia ambiental: o desafio da preservação dos recursos naturais. Múltiplos Acessos, 2017, 2(2). Disponível em: http://multiplosacessos.com/multaccess/index.php/multaccess/article/view/38. Acesso em: 02 jul 2020.

RIBEIRO, C.; CARVALHO, F.; SILVA, N. Ciência cidadã na promoção da biodiversidade. AmbientalMente sustentable: Revista científica galego-lusófona de educación ambiental, n. 23, p. 187-191, 2017. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6482988. Acesso em: 03 jul 2020.

SASSE, E. G. et al. O uso das tecnologias da informação e comunicação na educação ambiental. 2016. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/169025/TCC_Sasse.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 17 jun. 2020.

SANTOS, D. A. et al. Um olhar sobre a aproximação entre a educação ambiental e as tecnologias da informação e comunicação. Revista Eletrônica da Educação, v. 1, n. 2, 2018. Disponível em: http://revista.fundacaojau.edu.br:8078/journal/index.php/revista_educacao/article/view/28. Acesso em: 07 jul 2020.

SOUZA, M. I. F. et al. Microvídeos e aplicativo móvel: estratégia comunicacional de apoio à implementação de legislação ambiental e florestal. Embrapa Informática Agropecuária-Artigo em periódico indexado (ALICE), 2018. Disponível em: https://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1105000. Acesso em: 06 jul 2020.

TORRES, G. C. T.; MUNIZ, T. L. A construção da consciência ambiental e a importância das Organizações Internacionais no enfrentamento das questões ambientais globais. Revista do Direito Público, v. 11, n. 1, p. 183-204, 2016. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/direitopub/article/view/24473. Acesso em: 16 jun. 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-299

Refbacks

  • There are currently no refbacks.