Vertigem Postural Paroxística Benigna (VPPB): Revisão Integrativa / Benign Paroxysmal Postural Vertigo (BPPV): Review Integrative

Marcus Vinícius Gomes de Oliveira, Giovanna dos Santos Flora, Letícia Araújo Machado, Rebeca Muniz Gomes da Costa Silva, Samantha Oliveira Brum, Henrique Carvalho Zanoteli, Heytor dos Santos Flora, Gustavo Henrique de Melo da Silva

Abstract


A VPPB é uma vestibulopatia cujo sintoma típico é o surgimento de vertigem rotatória, desencadeada em determinadas posições assumidas pela cabeça que pode levar a episódios de desequilíbrios e quedas. Existem duas teorias que procuram explicar os mecanismos fisiopatológicos da VPPB: a cupulolitíase e a canalolitíase. A VPPB pode atingir um ou mais canais semicirculares, resultando em vários tipos de nistagmo de posição. Embora idiopática na maioria dos casos, a VPPB também pode ser ocasionada a partir de processos patológicos pré-existentes. Este trabalho consiste em uma revisão sistemática de bibliografias sobre a temática abordada. Em um estudo epidemiológico realizado por Caldas et al. (2009) foram realizadas pesquisas de vertigem e nistagmo posicional a fim de se conhecer o labirinto e o CSC afetado, e a diferenciação entre ductolitíase ou cupololitíase. Foi observada predominância de acometimento do CSC esquerdo e unilateral. O acometimento do sistema vestibular pode ser avaliado através de exames otoneurológicos; e podem ser realizadas manobras diagnósticas, além de manobras de reposicionamento que visam induzir a movimentação do cálculo para que este seja retirado do CSC e prossiga até o utrículo. Fica evidente, portanto, que o próprio nome da VPPB já é sugestivo de sua benignidade, tendo em vista os bons prognósticos apresentados pela maioria dos pacientes tratados.


Keywords


Vertigem, Otorrinolaringologia, Otoneurologia.

References


AFFELD, C. N. Video Head Impulse Test: resultados em crianças, adolescentes e adultos portadores de otite média crônica não colesteatomatosa. Dissertação de Mestrado Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2016. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/143349. Acesso em: 10 out.2019.

BÜTTNER, U.; HELMCHEN, C. H.; BRANDT, T. H. Diagnostic criteria for central versus peripheral positioning nystagmus and vertigo: a review. Acta oto-laryngologica, v. 119, n. 1, p. 1-5, 1999. . Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/00016489950181855. Acesso em: 9 out.2019.

CALDAS, M.A.; et al. Vertigem posicional paroxística benigna: caracterização clínica. Brazilian Journal of Otorhinolaryngology, v. 75, n. 4, p. 502-506, 2009. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/3924/392437887006.pdf. Acesso em: 9 out.2019.

GANANÇA, F.F.; et al. Da rotação cefálica ativa na vertigem posicional paroxística benigna. Brazilian Journal of Otorhinolaryngology, v. 75, n. 4, p. 586-592, 2009. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/3924/392437887019.pdf. Acesso em: 9 out.2019.

GANANÇA, F.F.; CAOVILLA, HH; GANANÇA, MM. Diagnóstico diferencial da vertigem. In: Campos CAH, Costa HOO. Tratado de otorrinolaringologia. Vol. 2. Doenças/ Otologia – Base do crânio. São Paulo: Roca; 2003. p. 505-20. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Mauricio_Gananca/publication/237402346_Lidando_com_a_Vertigem_Posicional_Paroxistica_Benigna/links/00b7d5315dcfcce32a000000.pdf. Acesso em: 9 out.2019.

GANANÇA, M.M.; et al. Lidando com a vertigem posicional paroxística benigna. Acta OrL, v. 23, n. 1, p. 18-25, 2005. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Mauricio_Gananca/publication/237402346_Lidando_com_a_Vertigem_Posicional_Paroxistica_Benigna/links/00b7d5315dcfcce32a000000.pdf. Acesso em: 9 out.2019.

HANDA, P.R.; et al. Qualidade de vida em pacientes com vertigem posicional paroxística benigna e/ou doença de Ménière. Brazilian Journal of Otorhinolaryngology, v. 71, n. 6, p. 776-783, 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/%0D/rboto/v71n6/a15v71n6.pdf. Acesso em: 9 out.2019.

JUNIOR, B.F.; et al. Vestibulopatias Periféricas e Tonturas de Origem Cervical. In: PIGNATARI, S.S.N.; ANSELMO-LIMA W.T. Tratado de otorrinolaringologia. 3. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2018., 35., Disponível em: https://evolution.com.br/epubreader/9788535289039 Acesso em: 9 out.2019.

PEREIRA, C.B.; SCAFF, M. Vertigem de posicionamento paroxística benigna. Arq Neuropsiquiatr, v. 59, n. 2-B, p. 466-70, 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/anp/v59n2B/a31v592b. Acesso em: 9 out.2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-218

Refbacks

  • There are currently no refbacks.