Pesquisa narrativa: Uma metodologia para compreender experiências formativas / Narrative research: A methodology to understand formative experiences

Sones Lei Aparecida Domingues Cintra, Léia Bernal Sanches Correia, Neide Araújo Castilho Teno

Abstract


O presente estudo perpassa as pesquisas com narrativas, quer de formação e leitura, quer o de relato de experiências de formação. Dentre as diversas metodologias de estudo encontramos nas narrativas um meio propicio para o sujeito falar de si e de suas experiências vivenciadas ao longo de sua docência. A finalidade do presente texto é refletir acerca de alguns aspectos da metodologia das narrativas no contexto da pesquisa qualitativa e sua contribuição para compreender práticas pedagógicas. Trata de um recorte de uma pesquisa de Mestrado em andamento, vinculado ao Programa de Mestrado em Letras, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), que tem por temática “Prática de leitura de professores das escolas de educação em tempo integral - Escolas da Autoria: crenças reveladas nas narrativas orais”. Estudiosos como: Bueno; (2002), Teno (2013), Passeggi e Souza (2010), Clandinin & Connelly (2011); entre outros, subsidiaram o estudo.  Consiste em um estudo teórico bibliográfico cujo corpus teórico dialoga com a concepção de pesquisa. As construções de narrativas em situações do cotidiano profissional, se apresentam com potencialidades para o desenvolvimento pessoal e profissional, pois tal modo de investigar busca apreender o sentido da experiência dos sujeitos.


Keywords


Pesquisas Narrativas; Metodologia de estudos; Experiências formativas.

References


ABRAHAM, Ada. L’enseignant est une personne. Revue française de pédagogie. Paris: ESF, 1985.

ABRAHÃO, M. H. M. B; PASSEGGI. Maria. As narrativas de formação, a teoria do professor reflexivo e a autorregulação da aprendizagem: uma possível aproximação. In: SIMÃO, V.; FRISON; ABRAHÃO. Autorregulação da aprendizagem e narrativas autobiográficas. Natal: EDUFRN: Porto Alegre: EDIPUCRS, 2012.p. 53-71.

BUENO, Belmira Oliveira. O método autobiográfico e os estudos com histórias de vida de professores: a questão da subjetividade. In: Educação e Pesquisa. São Paulo, v. 28, n. 1, p. 11-30. Jan/jun. 2002.

BUENO, Elza Sabino da Silva, TENO Neide Araujo Castilho. Formação de professores; (re)construção do vivido e da identidade por meio de memoriais. In: BARROS, Adriana Lucia de Escobar Chaves, TENO, Neide Araujo Castilho, ARAUJO, Susylene Dias de. Manifestações: Ensaios Críticos de Língua e Literatura. Appris, 2016 p.251-262.

BUENO, B. O.; CHAMILIAN, H. C.; SOUZA, C. P; CATANI, D. B.). Histórias de vida e autobiografias na formação de professores e profissão docente (Brasil, 1985-2003). Educação e Pesquisa 32(2), pp. 385-410. 2006.

CATANI, D., BUENO B, e SOUZA, C. O amor dos começos: Por uma história das relações com a escola. Cadernos de Pesquisa, nº 111, p. 151-171, dezembro, 2000.

CLANDININ, D. Jean; CONNELLY, F. Michael. Pesquisa narrativa: experiência e história em pesquisa qualitativa. Tradução: Grupo de Pesquisa Narrativa e Educação de Professores ILEEI/UFU. Uberlândia: EDUFU, 2011.

CONNELLY, F. M.; CLANDININ, D. J. Relatos de experiencia e investigación narrativa. In: LARROSA, Jorge et al. Déjame que te cuente: ensayos sobre narrativa y educación. Barcelona: Editorial Laertes. 1995. p.15-59.

LARROSA, Jorge. Notas sobre narrativa e identidad (a modo de presentación). In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. A aventura (auto)biográfica - teoria e empiria. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004. p. 11-22.

LE GOFF, Jacques. Documento/monumento. História e Memória. Campinas: Unicamp, 1990, p. 535-553

MINAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa Social. Teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2012.

MORAES, Ana Alcidia de Araujo. Histórias de leitura em narrativas de professoras: alternativa de formação. Manaus: Univ. do Amazonas, 2000.

NÓVOA, António. Os professores e as histórias da sua vida. In: NÓVOA, António (Org.). Vidas de professores. Porto: Porto Editora, 1992.

PASSEGGI, M. C.; SOUZA, E. C. O movimento (auto) biográfico no Brasil: esboço de suas configurações no campo educacional. Revista Investigación Cualitativa, v. 2, n. 1, p. 6-26, 2017. Disponível em . Acesso em 2019.

RODRIGUES, Alessandra e GONÇAlVES, Lina Maria. Narrativas Digitais na Formação de Professores da Memória, do Registro e do Discurso Emergem Posturas e Experiências. Contexto & Educação Editora Unijuí Ano 29 nº 94 Set./Dez. 2014 P. 212-237.

SOUZA, Elizeu Clementino de. O conhecimento de si: estágio e narrativas de formação de professores. Rio de Janeiro: DP&A; Salvador, BA: UNEB, 2006a.

SOUZA, E. C. A arte de contar e trocar experiências: Reflexões teórico-metodológicas sobre história de vida em formação. Revista Educação em Questão. vol. 25, n. 11, jan/abr. Natal, RN: EDUFRN, 2006b, pp. 22-39.

SOUZA, E. C. Modos de narração e discursos da memória: biografização, experiências e formação. In: PASSEGI, M. C.; SOUZA, E. C. (Orgs) (Auto)Biografia: formação, territórios e saberes. Natal, RN: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2008

SOUZA, Elizeu Clementino. Territórios da escrita do eu: pensar a profissão – narrar a vida. Educação, Porto Alegre, v. 34, n. 2, maio/ago. 2011, p. 213-220.

TENO, Neide Araujo Castilho. Rememorando Trajetórias: docência e identidade do professor em formação. (Tese de doutorado), Programa de Pós-graduação em Educação. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Campo Grande, MS, 2013. 240 p.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-180

Refbacks

  • There are currently no refbacks.