O processo de aprendizagem do aluno com TEA / The student learning process with TEA

Francimar Batista Silva, Ivete Fátima Matiello Boncoski

Abstract


As crianças que têm o transtorno do espectro autista (TEA) exibem uma ampla gama de comportamentos, incluindo a dificuldade em se relacionar com os outros, entender regras e dificuldade em se comunicar (alguns podem se comunicar de maneira não verbal), ainda podem ter dificuldade em pensar com flexibilidade e lidar com as mudanças. Sendo objetivo do estudo verificar a forma de aprendizagem do aluno com TEA. O desenvolvimento do trabalho foi por meio de pesquisa bibliográfica, tendo como base teóricos como Alokla (2018); Benini e Castanha (2016); Christensen et al (2018); Dawson (2013); Ferrari (2014); Griesi-Oliveira e Sertié (2017); Lemos et al. (2014); Oliveira (2012); Paganotti (2011); Sanfelice e Bassani (2020); Schmidt e Bosa (2003); Silva (2010);Thees (2018) entre outros.  Concluiu-se que, na atualidade, a criança com TEA encontra inúmeras possibilidades de aprendizagem em sala de aula regular, para isso basta que o professor esteja bem preparado, que tenha ciência de sua responsabilidade como educador e que atue com ética e senso humanitário.


Keywords


TEA, Aprendizagem, Conhecimento, Inclusão, Interação Social.

References


ALOKLA, S. Non-Verbal Communication Skills of Children with Autism Non-Verbal Communication Skills of Children with Autism Spectrum Disorder. Electronic Dissertations. California State University, San Bernardino California State University, San Bernardino, 2018. Disponível em: Acesso em 02 mar. 2020.

BENDINELLI, R. C. Atendimento educacional especializado (AEE): pressupostos e desafios. Publicado em 7 de julho de 2018. Disponível em Acesso em 15 fev. 2020.

BENINI, W; CASTANHA, A. P A inclusão do aluno com transtorno do espectro autista na escola comum: desafios e possibilidades. In: Cadernos PDE. Os desafios da escola pública paranaense na perspectiva do professor PDE. Paraná: Governo do Estado do Paraná, 2016.

BOLOURIAN, Y.; STAVROPOULOS, K. K. M.; BLACHER, J. Autism in the Classroom: Educational Issues across the Lifespan. IN: Autism Spectrum Disorders - Advances at the End of the Second Decade of the 21st Century. Disponível em https://www.intechopen.com/books/autism-spectrum-disorders-advances-at-the-end-of-the-second-decade-of-the-21st-century/autism-in-the-classroom-educational-issues-across-the-lifespan. Acesso em 07 abr. 2020. DOI: 10.5772 / intechopen.84790.

BRASIL. Diretrizes de atenção à reabilitação da pessoa com transtornos do espectro do autismo (TEA). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Brasília: Ministério da Saúde, 2014.

BRANSFORD, J. D.; BROWN, A.L.; COCKING, R.R. Como as pessoas aprendem. Cérebro, experiência e escola. Washington: Imprensa da Academia Nacional. 1999. Disponível em Acesso em 12 abr. 2020.

CHRISTENSEN, D.L. et al. Centers for Disease Control and Prevention (CDC). Prevalence and characteristics of autism spectrum disorder among children aged 8 years--Autism and Developmental Disabilities Monitoring Network, 11 Sites, United States, 2012. MMWR Surveill Summ., v. 65, n. 3, p. 1-23, 2016.

COSTA, F. A. S. C. Práticas pedagógicas inclusivas na educação infantil: atividades lúdicas envolvendo crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Dissertação Mestrado. Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”. Bauru, 2015.

DAWSON, G. Seven ways to help your child with nonverbal autism speak. Março de 2013. Disponível em Acesso em 15 fev. 2020.

GRIESI-OLIVEIRA, K.; SERTIÉ, A. L. Transtornos do espectro autista: um guia atualizado para aconselhamento genético. Einstein, v.15, n.2, p. 233-238, 2017.

LEMOS, E. L. de M. D.; SALOMAO, N. M. R.; AGRIPINO-RAMOS, C. S. Inclusão de crianças autistas: um estudo sobre interações sociais no contexto escolar. Rev. bras. educ. espec., Marília, v. 20, n. 1, p. 117-130, Mar. 2014.

OLIVEIRA, E. R. A. S. A inclusão de crianças autistas no pré-escolar atitudes dos educadores. Dissertação de Mestrado. Escola Superior de Educação Almeida Garrett. Lisboa, 2012.

PAGANOTTI, I. Para Vygotsky, o segredo é tirar vantagem das diferenças e apostar no potencial de cada aluno. Nova Escola, 2011. Disponível em Acesso em: 2 mar. 2020.

POSAR, A.; VISCONTI, P. Alterações sensoriais em crianças com transtorno do espectro do autismo. J. Pediatra. (Rio J.) vol. 94, n. 4 Porto Alegre jul./ago. 2018

SANFELICE, G. R.; BASSANI, P. S. Diversidade cultural e inclusão social. Novo Hamburgo: Universidade Feevale, 2020.

SILVA, D. F. As contribuições das teorias de Piaget e Vygotsky para a área da educação. Monografia. Faculdade Internacional de Curitiba. Curitiba, 2010.

STOCK, A. Quais são as teorias e as pesquisas sobre as possíveis causas do autismo. BBC Brasil, 2 de abril de 2018. Disponível em Acesso em 20 jan.2020.

THEES, V. Autismo: veja os critérios diagnósticos do DSM-V. Atualizado em 2018. Disponível em Acesso em: 2 mar. 2020.

WUO, A. S. Educação de pessoas com transtornos do espectro autista: estado do conhecimento em dissertações e teses nas regiões Sul e Sudeste do Brasil (2008-2016). Saúde e Sociedade, São Paulo, v. 28, n. 3, p. 210-223, set. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-168

Refbacks

  • There are currently no refbacks.