Coloração do tegumento e a relação com a qualidade fisiológica em sementes de Brachiaria brizantha / Physiological quality of Brachiaria brizantha seeds as function tegument coloration

Adriana dos Santos Ferreira, Andréa Celina Ferreira Demartelaere, Selma dos Santos Feitosa, Hailson Alves Ferreira Preston, José George Ferreira Medeiros, Welka Preston, Tadeu Barbosa Martins Silva, Murilo dos Santos Ferreira

Abstract


A cor do tegumento de sementes, relacionado a estádios fisiológicos distintos na colheita, pode gerar potenciais de germinação e de vigor diferenciados entre os lotes. Devido a esse fato, se faz necessário o uso de técnicas de beneficiamento de sementes quanto a cor do tegumento. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a coloração do tegumento das sementes de B. brizantha (cv. Marandu) em função da qualidade fisiológica dos lotes comercializados no município de Capanema-PA. Os experimentos foram conduzidos nos Laboratórios Multidisciplinar da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), Estado do Pará, Brasil, Campus Capitão Poço e Capanema. Os lotes de sementes de B. brizantha (cv. Marandu) (I, II e III) de três empresas fornecedoras foram adquiridos nos estabelecimentos comerciais no município de Capanema–PA. Em seguida, foram classificadas visualmente quanto a cor do tegumento, de acordo o estádio de maturação. Posteriormente, as análises fisiológicas: o grau de umidade (U), massa de mil sementes (MMS), primeira contagem de germinação (PCG), emergência de plântulas (E) e o índice de velocidade de emergência (IVE). O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, utilizando esquema fatorial 3 x 2, com quatro repetições, sendo os fatores (lotes comerciais) de três empresas fornecedoras de forrageiras e as colorações dos tegumentos (Bruno–amarelado, Bruno–amarelado escuro). Os resultados foram submetidos à análise de variância pelo teste F, quando significativos, as médias foram comparadas pelo teste de Tukey (P ≤ 0,05) e a (P ≤ 0,01) e as análises estatísticas foram realizadas no Programa AgroEstat, versão 1.0. A coloração Bruno-amarelado das sementes de Brachiaria brizantha (cv. Marandu) do lote II, comercializadas no município de Capanema-PA, apresentaram alta qualidade fisiológica.


Keywords


Brachiaria, Caracterização física, Vigor.

References


Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para Análise de Sementes. Brasília: MAPA/ACS, 2009. 395 p.

Barbosa J C, Maldonado-Júnior W, 2010. Sistema para análises estatísticas de ensaios agronômicos (AgroEstat). Jaboticabal: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Unesp.

Carvalho, N. M. de; Nakagawa, J. Sementes: ciência, tecnologia e produção. 5. ed. Funep: Jaboticabal. 2012.

Custódio, C. C.; Damasceno, R. L.; Machado Neto; N. B. Imagens digitalizadas na interpretação do teste de tetrazólio em sementes de Brachiaria brizantha. Revista Brasileira de Sementes, 2012; 34(2): 334-341.

Da Silva, A. G.; De Azeredo, G. A.; De Souza, V. C. ;Marini, F. S.; Pereira, E. M. Influência da cor do tegumento e da temperatura na germinação e vigor de sementes de Crotalaria ochroleuca L. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 2016; 11(2): 49-54.

Dias, M. C. L. L.; Alves, S. J. Avaliação da viabilidade de sementes de Panicum maximum Jacq pelo teste de tetrazólio. Revista Brasileira de Sementes, 2008; 30(3): 152-158.

Freitas, R. A. de; Nascimento, W. M.; Coimbra, K. das G. Maturação e qualidade de sementes de repolho de verão sob condições tropicais. Horticultura Brasileira, 2007; 25(4): 586-589.

Guimarães, D. M.; Barbosa, J. M. Coloração dos Frutos como índice de Maturação para sementes de Machaerium brasiliensis Vogel (Leguminosae-Fabaceae). Revista Brasileira de Biociências, 2007; 5(1): 567-569.

Giurizatto, M. I. K.; Souza, L. C. F.; Robaina, A. D.; Gonçalves, M. C. Efeito da época de colheita e da espessura do tegumento sobre a viabilidade e o vigor de sementes de soja. Ciência e Agrotecnologia, 2003; 27(4); 771-779.

Maguire, J. D. Speed of germination-aid in selection and evaluation for seedling emergence and vigor. Crop Science, 1962; 2(2): 176-177.

Marcos Filho, J. M. Fisiologia de sementes de plantas cultivadas. Piracicaba: FEALQ, 2005. 495 p.

Mittelmann, A.; Bortolini, F.; Ferreira, O. G. L.; Pedroso, C. E. da S.; Coelho, R. A. T.; Fagundes, C. de M.; Barboza, K. S.; Fucilini, V. F. Características Fisiológicas de Sementes de Trevo-alexandrino e Trevo-vesiculoso e necessidade de Escarificação. Pelotas: Embrapa Clima Temperado, 2013. 4 p. (Embrapa Clima Temperado. Comunicado técnico, 290).

Munsell, A. H. Munsell book of color. Macbeth. Division of koll Margen Corporation. Baltimore: 1976.

Pádua, G. P. de. Retenção de clorofila e seus efeitos sobre a qualidade fisiológica de semente de soja. Tese (Doutorado em Agronomia) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2006.

Santos, V. A. C. Respostas agronômicas e fisiológicas de Brachiaria brizantha cv. Piatã em sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta. Tese (Doutorado em Agronomia) – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, São Paulo, 2018.

Pereira, A. V., Paciullo, D. S. C., Gomide, C. A. M., Ledo, F. J. S. Catálogo de forrageiras recomendadas pela Embrapa. Brasília, DF: EMBRAPA, 2016, 76 p. il.

Pereira, F. E. C. B; Torres, S. B.; Silva, M. I. L.; Grangeiro, L. C.; Benedito, C. P. Qualidade fisiológica de sementes de pimenta em função da idade e do tempo de repouso pós-colheita dos frutos. Revista Ciência Agronômica, 2014; 45(4): 737-744.

Silva, M. F.; Albuquerque, C. J. B..; Alves, D. D.; Aspiuzú, I.; Oliveira, R. M.; Silva, K. M. J.; Silva, J. F.; Monção, F. P.; Pires, D. A. A.; Rigueira, J. P. S. Consortium of grain sorghum (Sorghum bicolor L. Moench) and brachiaria grass (Urochloa brizantha cv. Marandu) under different doses of atrazine. Brazilian Journal of Development, 2020; 6(5): 31647-31659.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-148

Refbacks

  • There are currently no refbacks.