Viabilidade da Alocação de Recursos em Fundos de Investimentos de Renda Fixa em Relação ao Tesouro Direto / Feasibility of Allocation of Resources in Investments Funds of Fixed Income in Relation to Treasury Title

Rodolfo Vieira Nunes, George André Willrich Sales

Abstract


Considerando os investimentos, num universo limitado, as pessoas físicas podem obter resultados semelhantes ou maiores se comparados aos investimentos em fundos de renda fixa com gestão dos grandes bancos do país. O objetivo do artigo é comparar os resultados, rentabilidade e o risco, das aplicações em fundos de investimentos dos grandes bancos que tem como público-alvo os investidores através do Tesouro Direto. Por meio de uma análise quantitativa de risco e retorno, custos transacionais e impacto dos custos no valor final, foi selecionada uma amostra de 10 fundos de investimentos, 2 de cada um dos 5 maiores bancos do país, e criados 2 grupos que se diferenciam pelo valor mínimo de aplicação inicial. Observou-se, que as LFT’s trariam maior resultado do que os fundos de investimento com mesmo nível de risco. As LTN’s ficaram abaixo em alguns períodos, por conta da marcação a mercado, e foram a melhor opção em outros, bem como seriam se mantidas entre 2015 e 2017, porém com risco maior. Evidenciou que o Tesouro Direto ainda apresenta ticket de entrada inferior a 9 dos 10 fundos de investimentos da amostra, porém tem um número de investidores irrelevante se comparado ao da indústria de fundos.


Keywords


Fundo de Investimentos, Tesouro Direto, Risco, Retorno

References


ALVAREZ VILELLA, P.; PEREIRA CÂMARA LEAL, R. O desempenho de fundos de renda fixa e o índice de renda de mercado (IRF-M). RAE-eletrônica, 7(1), 2008.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS MERCADOS FINANCEIRO E DE CAPITAIS - ANBIMA. Mercado Secundário de Títulos Públicos – Taxas Médias. São Paulo, 2018. Disponível em: http://www.anbima.com.br/merc_sec/merc-sec.asp

BANCO CENTRAL DO BRASIL – BCB. IF.data – Dados Selecionados. Relatórios. Brasília, 2018. Disponível em: https://www3.bcb.gov.br/ifdata/index.html

BANCO DO BRASIL S.A. – BB. Fundos de Investimento – Curto prazo e baixo risco. Produtos e Serviços. Brasília, 2018. Disponível em: http://www.bb.com.br/pbb/pagina-inicial/voce/produtos-e-servicos/investimentos/todas-as-opcoes-de-investimentos/fundos-de-investimento#/

BANCO BRADESCO S.A. Fundos. Produtos e Serviços. Osasco, 2018. Disponível em: https://banco.bradesco/html/exclusive/produtos-servicos/investimentos/fundos.shtm

BANCO ITAÚ S.A. Fundos de Investimento. Investimentos e Previdência. São Paulo, 2018. Disponível em: https://www.itau.com.br/investimentos-previdencia/fundos/

BANCO SANTANDER BRASIL S.A. Fundos de Investimento. Investimentos e Previdência. São Paulo, 2018. Disponível em: https://www.santander.com.br/br/pessoa-fisica/santander/investimentos-e-previdencia/fundos-de-investimento

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL – CEF. Fundos de Investimento. Tabela de Rentabilidade Diária. Brasília, 2018. Disponível em: http://www.fundos.caixa.gov.br/sipii/pages/public/listar-fundos-internet.jsf

COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS – CVM. Instrução CVM nº. 539 – Dispõe sobre o dever de verificação da adequação dos produtos, serviços e operações ao perfil do cliente. Legislação. Rio de Janeiro, 2013. Disponível em: http://www.cvm.gov.br/legislacao/instrucoes/inst539.html

COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS – CVM. Instrução CVM nº. 554 – Inclui, revoga e altera dispositivos nas Instruções 155/91, 209/94, 278/98, 332/00, 356/01, 391/03, 399/03, 414/04, 429/06, 444/06, 461/07, 472/08, 476/09 e 539/13. Legislação. Rio de Janeiro, 2014(a). Disponível em: http://www.cvm.gov.br/legislacao/instrucoes/inst554.html

COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS – CVM. Instrução CVM nº. 555 – Dispõe sobre a constituição, a administração, o funcionamento e a divulgação de informações dos fundos de investimento. Legislação. Rio de Janeiro, 2014(b). Disponível em: http://www.cvm.gov.br/legislacao/instrucoes/inst555.html

COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS – CVM. Instrução CVM nº. 558 – Dispõe sobre o exercício profissional de administração de carteiras de valores mobiliários. Legislação. Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: http://www.cvm.gov.br/legislacao/instrucoes/inst558.html

COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS – CVM. Consulta Consolidada de Fundo. Central de Sistemas. Rio de Janeiro, 2018. Disponível em: http://cvmweb.cvm.gov.br/swb/default.asp?sg_sistema=fundosreg

DE CARVALHO, M. R. A. Avaliação de desempenho de fundos multimercado: resultados passados podem ser utilizados para definir uma estratégia de investimento? Revista de Economia e Administração, v. 4, n. 3, 367-387, 2015.

FERNANDES MALAQUIAS, R.; EID JUNIOR, W. Eficiência de mercado e desempenho de fundos multimercados. Revista Brasileira de Finanças, v. 11, n. 1, 119-142, 2013.

FONSECA, J. W. F. (2009). Administração Financeira e Orçamentária. Curitiba: IESDE Brasil S.A, 2009.

FONSECA, L. N. C. Análise de Desempenho dos Fundos Multimercados. 2012, 178 f. Dissertação de Mestrado, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-26072012-154011/en.php

FONSECA, N. F.; BRESSAN, A. A.; IQUIAPAZA, R. A.; GUERRA, J. P. Análise do Desempenho Recente de Fundos de Investimento no Brasil. Contabilidade Vista & Revista, v. 18, n. 1, 95-116, 2007.

GARCIA, M. G.; SALOMÃO, J. Alongamento dos títulos de renda fixa no Brasil. Texto para Discussão nº. 515. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUC/Rio, 2006. Disponível em: http://www.economia.puc-rio.br/mgarcia/Artigos/060302%20GarciaSalomao%20wp.pdf

IQUIAPAZA, R. A.; VIDAL BARBOSA, F.; FERNANDES AMARAL, H.; BRESSAN, A. A. Condicionantes do crescimento dos fundos mútuos de renda fixa no Brasil. Revista de Administração-RAUSP, v. 43, n. 3, 250-262, 2008.

LEUSIN, L. D.; BRITO, R. D. Market timing e avaliação de desempenho dos fundos brasileiros. Revista de Administração de Empresas, v. 48, n. 2, 22-36, 2008.

RASSIER, L. H. Análise de retorno dos fundos de renda fixa brasileiros através de indicadores de mercado. 2004, 130 f. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2004. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/4922

REIS GOMES, F. A.; CRESTO, V. Avaliação do desempenho dos fundos long-short no Brasil. Revista Brasileira de Finanças, v. 8, n. 4, 505-529, 2010.

ROCHMAN, R. R.; EID JR, W. Fundos de investimento ativos e passivos no Brasil: comparando e determinando os seus desempenhos. Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, XXX, Anais. Salvador, 2006.

SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL - STN. Tesouro Direto. Ministério da Fazenda. Brasília, 2018. Disponível em: http://www.tesouro.fazenda.gov.br/tesouro-direto-precos-e-taxas-dos-titulos

SECURATO, J. R.; CHÁRA, A. N.; SENGER, M. C. M. Análise do perfil dos fundos de renda fixa do mercado brasileiro. SemeAd – Seminários em Administração da Universidade de São Paulo, III, Anais. São Paulo, 1998.

TRINDADE, J. A. S.; MALAQUIAS, R. F. Análise de Desempenho de Fundos de Investimentos de Renda Fixa e Renda Variável. Revista de Auditoria, Governança e Contabilidade - RAGC, v. 3, n. 5, 76-95, 2015.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-080

Refbacks

  • There are currently no refbacks.