Análise do crescimento urbano da cidade de Cajazeiras-PB através de imagens do RapidEye / Analysis of urban growth in the city of Cajazeiras-PB using RapidEye images

Bianca Anacleto Araújo de Sousa, Cícero de Souza Nogueira Neto, Geovany Ferreira Barrozo, Breno Francisco Pereira, Jéssica Silva, Alexandra Amador de Abreu

Abstract


 A urbanização é um processo de modificação territorial onde acorre alterações das características rurais pela implementação de infraestruturas urbanas como, sistemas de água, esgoto, malha viária, entre outros. É um fator necessário ao desenvolvimento trazendo consigo benefícios tais como o crescimento econômico e geração de emprego e renda, porém também acarreta consequências negativas, como o desgaste ambiental, agravamento da desigualdade social e precarização dos serviços essenciais como o saneamento básico.Hoje a investigação da dinâmica urbana torna-se cada vez mais facilitada, principalmente com os mecanismos de monitoramento por satélite. O sensoriamento remoto é uma tecnologia que permite obter informações da superfície terrestre, através da captação e do registro da energia refletida, como é o caso do RapidEye, um sistema composto por cinco satélites Alemães de mesma órbita. O presente estudo objetivou-se a avaliar a situação do crescimento urbano, uso e ocupação do solo no município de Cajazeiras localizada no interior da Paraíba a aproximadamente 468 km da capital João Pessoa. Diante da temática em questão, o presente estudo objetivou-se a avaliar a situação do crescimento urbano da cidade de Cajazeiras-PB, analisando a dinâmica do crescimento urbano, suas zonas de expansão e concentração no período de 2011 à 2014.  Utilizando-se do software QGIS -QGIS 2.18.7 foi executada uma composição RGB (Red, Green e Blue) falsa cor com os arquivos raster obtidas gratuitamente no site do MMA. Ainda através do uso do QGIS realizou-se uma classificação supervisionada em todo o perímetro do município, mostrado a área urbana, a vegetação, os mananciais e as regiões de solo exposto presentes. Empregou-se o Semi-Automatic Classification Plugin -SCP que é um complemento desse software que torna possível a classificação pixel a pixel.


Keywords


RapidEye, máxima verossimilhança, urbanização, uso do solo.

References


AESA - Agência Executiva de Gestão das Águas. "Geoportal". Disponível em: http://geoserver.aesa.pb.gov.br/geoprocessamento/geoportal/mapas.html. Acesso em: 12/06/2017.

ANTUNES, M. A. H.; SIQUEIRA, J. C. S. In:, "Características das imagens RapidEye para mapeamento e monitoramento e agrícola e ambiental". XVI Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR. 2013, Foz do Iguaçu. Anais. Foz do Iguaçu: Inpe, 2013. p. 0547-0554.

BRASIL, Ministério do Meio Ambiente - MMA, "Geocatálogo". Disponível em: http://geocatalogo.mma.gov.br. Acesso em: 11/06/2017.

COHEN, S. C. "Habitação saudável como um caminho para a promoção da saúde". [tese de doutorado]. Rio de Janeiro: Escola Nacional de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz: 2004.

ENGESAT. "RapidEye". Disponível em: http://www.engesat.com.br/imagem-de-satelite/rapideye/. Acesso em: 24/01/2017.

FARIAS, E. S.; QUINELATO, R. V.; BRITO, J. M. S.; ANDRADE, D. S.; SILVA, J. B. L. Temporal evolution in the use and occupation of soil in the city of Itanhém, Bahia. Braz. J. of Develop., v. 6, n. 2, p. 9161-9130, Curitiba: 2020.

FERREIRA, M. V.; RIEDEL, P. S.; MARQUES, M. L.; TINOS, P. M. Comparação entre técnicas de classificação digital de imagens para detecção de mudanças do uso e cobertura da terra. Revista Brasileira de Cartografia, v. 62, n. 4, p. 613-627, Uberlândia: 2010.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. "Cidades". Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?codmun=250370. Acesso em: 26/11/2016.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. "Bases cartográficas''. Disponível em: ftp://geoftp.ibge.gov.br/cartas_e_mapas/bases_cartograficas_continuas/bc250/versao2017/shapefile/. Acesso em: 12/01/2017.

LIMEIRA, E. A. Influência dos fenômenos acoplados oceano-atmosfera sobre os Vórtices Ciclônicos de altos níveis observados no Nordeste do Brasil. Tese (Doutorado em Meteorologia) – Universidade Federal de Campina Grande, Centro de Tecnologia e Recursos Naturais. Campina Grande: 2014.

MOREIRA, Maurício Alves. "Fundamentos de sensoriamento remoto e metodologias de aplicação". Viçosa. Ed. UFV, 2011.

NETO, A. P. S. "Planejamento urbano e crescimento do município de Cajazeiras -PB de 1980 até 2015". [monografia]. Cajazeiras: Universidade Federal de Campina Grande: 2015.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAJAZEIRAS. "Geografia". Disponível em: http://cajazeiras.pb.gov.br/geografia/. Acesso em 24/11/2016.

RIBEIRO, R.J.C., BAPTISTAM G.M.M, BIAS, E.S, "Comparação dos métodos de classificação supervisionada de imagem Máxima Verossimilhança e Redes Neurais em ambiente urbano". XII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Florianópolis, Brasil, 21-26 abril de 2007, INPE, p. 5471-5478. Disponivel em: < http://marte.sid.inpe.br/col/dpi.inpe.br/sbsr@80/2006/10.03.11.59/doc/5471-5478.pdf> Acessado em: 10 de setembro de 2017.

SCHUCH, M. I. S. "Arborização urbana: uma contribuição á qualidade de vida com uso de geotecnologias". [dissertação de mestrado]. Centro de Ciências Rurais. Universidade Federal de Santa Maria: 2006.

9.2. FREIRE, N. C. F.; MOURA, D. C.; SILVA, J. B.; PACHECO, A. P. Mapeamento e análise espectro-temporal das unidades de conservação de proteção integral da administração federal no bioma caatinga. Braz. J. of Develop., v. 6, n. 5, p. 24773-24781, Curitiba: 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-075

Refbacks

  • There are currently no refbacks.