Interdisciplinaridade: Um estudo em rede / Interdisciplinarity: A network study

Sueli Teresinha de Abreu Bernardes, Leonora de Abreu Bernardes

Abstract


Este texto envolve um projeto temático de uma pesquisa interinstitucional que visa, primeiro, identificar, analisar e discutir matrizes filosóficas e culturais que contribuíram como aportes ao surgimento e desenvolvimento do conceito de interdisciplinaridade. Essa reflexão leva a uma pergunta que se propôs como a questão central deste estudo — o que é isso a interdisciplinaridade? — em uma apropriação da interrogação feita por Heidegger: qu’est-ce que la philosophie? Ao propor-se como eixos de pesquisa o estudo interdisciplinar, esta investigação acolhe, ainda, nove subprojetos oriundos de diversas áreas do conhecimento, sem perder de vista o enfoque interdisciplinar definido, e expressa a construção de um conhecimento aberto, que pode ser um meio de aproximar discussões sobre fundamentos e ensino. Assim, percorre-se um caminho de teorias em que o pensamento que dialoga com áreas de saber diversas se fez presente. Para isso, opta-se pelo estudo e discussão de obras de Schiller (1759-1805), Nietzsche (1844-1900), Mauss (1872-1950), Buber (1875-1965), Bachelard (1884-1962), Heidegger (1889-1976), Guimarães Rosa (1908-1967) e Barthes (1915-1980). Para o desenvolvimento do projeto temático, define-se uma abordagem qualitativa e uma pesquisa teórica. A leitura e a interpretação dos livros selecionados são realizadas por meio da hermenêutica fenomenológica, com aporte em Ricouer (1913-2005) e Bicudo (19--). As escolhas metodológicas e o aporte teórico apresentam peculiaridades em cada subprojeto. Esta investigação vem ao encontro da concepção do ato de pesquisar do grupo: elege-se a investigação solidária, a interação de estudos, as vivências e a socialização de ideias. Com ela, espera-se suprir uma lacuna na literatura sobre o tema que, de modo geral, discute a interdisciplinaridade apenas a partir da década de 1960.


Keywords


Interdisciplinaridade, matrizes teóricas, hermenêutica fenomenológica, pesquisa em rede.

References


ABREU-BERNARDES, S. T. A formação humana na perspectiva teórica da fenomenologia bachelardiana. In: PEIXOTO, A. J. (Org.). Fenomenologia, cultura e formação. Curitiba: CRV, 2016. p. 105-133.

ABREU-BERNARDES, S. T. Ecos visuais: um olhar fenomenológico sobre criações de Picasso. Visualidades, Goiânia v.10, n.1 p. 263-281, jan-jun 2012.

ABREU-BERNARDES, S. T. Educação, arte e filosofia: aportes para a formação humana e o exercício da professoralidade – projeto de pesquisa. Uberaba: UNIUBE, 2010.

ABREU-BERNARDES, S. T. Interdisciplinaridade na educação básica: estudos por meio da arte e da cultura popular – Fapemig/CAPES-Obeduc. Observatório de Educação. Uberaba: UNIUBE, 2012.

ABREU-BERNARDES, S. T.; JESUS, O. F. de. Fenomenologia, psicanálise e processo educativo: entre a racionalidade e a emoção. Barbarói, Santa Cruz do Sul, n. 45, p. 156-172, jul./dez. 2015. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/barbaroi/article/view/5091/5242 Acesso em 30 nov. 2017.

ABREU-BERNARDES, S. T.; LIMA, G. G. de. Interdisciplinaridade: pesquisas e práticas. Uberaba: UNIUBE, 2011. [e-book].

AIDAR, M. A. M.; SOUSA, T. Z. Concepções e práticas interdisciplinares na educação de jovens e adultos. Projeto de pesquisa. Uberaba: UNIUBE, 2016.

BACHELARD, G. L’eau et les rêves. Essai sur l’imagination de la matière. Paris: Librairie José Corti, 1941.

BACHELARD, G. La poètique de la rêverie. Paris: Presses Universitaires de France, 1960.

BACHELARD, G. La psychanalyse du feu. Paris: Éditions Gallimard, 1938.

BARTHES, R. Image Music Text. Essays selected and translated by Stephen Heath. Hammersmith, London: HarperCollins Publishers, 1977.

BARTHES, R. Leçon: leçon inaugurale de la chaire de sémiologie littéraire du Collège de France, prononcée le 7 janvier 1977. Paris: Seuil, 1978.

BERNARDES, L. A. Direito e meio ambiente. Projeto de pesquisa. Uberaba: UNIUBE, 2016.

BICUDO, M. A. V. (Org.). Pesquisa qualitativa segundo a visão fenomenológica. São Paulo: Cortez, 2011.

BOLFE, J. S. Projeto de leitura “o sol é para todos”: contribuições para a formação do leitor universitário. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 4, n. 1, p. 270-284 jun. 2018. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/117/86. Acesso em 25 25 jun. 2018.

BUBER, M. M. (1923). Eu e Tu. Tradução do alemão, introdução e notas por Newton Aquiles Von Zuben. 10. ed. São Paulo: Centauro, 2001.

CARDOSO, C. A. Comunidade de Aprendizagem: análises iniciais da experiência brasileira. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Uberaba, Uberaba, 2019.

CASTRO, R. M. M. Ensino religioso, memória e história oral: uma abordagem interdisciplinar. Projeto de pesquisa. Goiânia: UEG, 2016.

ESTEVAM, H. M. Ultrapassando a fragmentação no processo educativo: abordagem interdisciplinar das dimensões afetivas. Projeto de pesquisa. Uberaba: IFTM: campus Uberaba, 2016.

FALEIROS, T. H. Direito e literatura: reflexões interdisciplinares e perspectivas críticas Projeto de pesquisa. Uberaba: UNIUBE, 2016.

FAZENDA, I. Interdisciplinaridade: história, teoria e pesquisa. Campinas: Papirus, 2012.

FERNANDES, A. L. T. A educação socioambiental como instrumento para a melhoria da qualidade de vida nos centros urbanos: um estudo interdisciplinar. Projeto de pesquisa. Uberaba: UNIUBE, 2016.

FIDELIS, E. A. Sentidos do curso técnico para o sujeito-aluno de cursos técnicos integrados ao Ensino Médio do Instituto Federal do Triângulo Mineiro - Campus Uberaba. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação Tecnológica). – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia: campus Uberaba. Uberaba, 2018.

GONÇALVES, C. F. Entre fotos e grafias: o sentido da imagem na educação. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Uberaba, Uberaba, 2018.

GUIMARÃES ROSA, J. Grande Sertão: Veredas. Rio de Janeiro: José Olympio, 1956.

GUSDORF, G. La Parole. Paris: Les Presses Universitaires de France, 1952.

HEIDEGGER, M. Caminhos de floresta. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1950.

HEIDEGGER, M. Qu’est-ce que la philosophie? Paris: Gallimard, 1957.

HEIDEGGER, M. Serenidade. Tradução de Maria Madalena Andrade; Olga Santos. São Paulo: Instituto Piaget, 1959.

JAPIASSU, H. Interdisciplinaridade e patologia do saber. São Paulo: Imago, 1976.

LELES Fº, P. D. F. Arte e educação em escritos de Friedrich Nietzsche. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Uberaba, Uberaba, 2018.

LELES, P. D. F.; ABREU-BERNARDES, S. T. Friedrich Wilhelm Nietzsche: vida, obra e a luta contra o sofrimento. Cadernos da FUCAMP, v. 16, n. 28, p. 117-132, set.-dez., 2017.

LIMA, G. G. Análise de subprojetos interdisciplinares do PIBID em IFs-MG, período 2013-2015. Projeto de pesquisa. Uberaba: IFTM: campus Uberaba, 2016.

LIMA, G. M. de et al. Pelas tramas da cidadania: os recursos hídricos em nossas mãos. Uberaba: UNIUBE, 2017.

MARQUES, R. L. A formação discente nos cursos de Direito: análise das dimensões humanistas e interdisciplinares. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Uberaba, Uberaba, 2017.

MAUSS, M. (1925). Essai sur le don. Forme et raison de l'échange dans les sociétés archaïques. Paris: Presses Universitaire de France, 2007. (Coll. Quadrige Grands textes).

MELO, J. A. P. Propostas escolares inclusivas para a acessibilidade em projetos pedagógicos de escolas públicas e no referencial legal de âmbito federal: atitudes interdisciplinares. Projeto de pesquisa. Uberaba: UNIUBE, 2016.

MENDES, A. S. C. A. Concepções de ensino da arte nos cursos de Pedagogia: uma análise nas microrregiões de Frutal, Iturama, Araxá e Uberaba, MG. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Uberaba, Uberaba, 2016.

NIETZSCHE, F. (1872). O nascimento da tragédia ou helenismo e pessimismo. [Tentativa de Autocrítica]. Tradução, notas e posfácio J Guinsburg. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

NIETZSCHE, F. W. Escritos sobre Educação. Tradução de Noéli Correia de Melo Sobrinho. Rio de Janeiro: Ed. PUC-Rio; São Paulo: Loyola, 2004.

OLIVEIRA, T. B. R. Concepção de ensino de Direito das Famílias: um diálogo com a literatura. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Uberaba, Uberaba, 2019.

RICOEUR, Paul. Le conflit des interprétations, Seuil: CI, 1969.

ROBERTO, J. B. Discursos do sujeito professor de Geografia do Ensino Médio Integrado do IFTM como expressão da dualidade do sistema educacional brasileiro. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação Tecnológica – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia: campus Uberaba. Uberaba, 2018.

ROCHA, J. G. Estratégias para a contenção dos índices de evasão nos Cursos Superiores de Tecnologia do IFTM – campus Patrocínio, período 2014-2017. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação Tecnológica – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia: campus Uberaba. Uberaba, 2019.

SCHILLER, Johann Christoph Friedrich. (1794). Cartas sobre a educação estética da humanidade. Tradução portuguesa de Roberto Schwarz. São Paulo: Herder, 1963.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-073

Refbacks

  • There are currently no refbacks.