Avaliação do teor de metais pesados na água de Rio Paranaíba – MG / Evaluation of heavy metal contents in water in Rio Paranaíba – MG

Carolina Neri Aguillar, Letícia Quirino Soares, Fabrícia Queiroz Mendes, André Mundstock Xavier de Carvalho, Vinícius Guimarães Nasser

Abstract


A contaminação por metais pesados causa sérios danos a longo prazo, como doenças cardiovasculares, doenças neurológicas e até câncer. Eles podem ser ingeridos através de alimentos e água contaminados, contato, respiração, entre outras formas, e suas causas podem ser efluentes industriais não tratados, uso indiscriminado de pesticidas, poluição, resíduos comerciais e domésticos inadequados, pinturas de navios e metais dos canos das estações de tratamento de esgoto, poluição do ar. O objetivo deste trabalho foi analisar e quantificar concentrações de metais pesados, Cd, Pb, Cu, Cr e Ni, em amostras de água de Rio Paranaíba - MG e comparar com valores de referência. Amostras de água foram coletadas em cursos de rios em cinco pontos nos arredores da cidade em dias diferentes, com uma diferença de sete dias de uma coleta para outra. Para quantificar os metais pesados das amostras, foi utilizada a técnica de espectrometria de absorção atômica por atomização de chama. Os resultados foram comparados com a Resolução nº 357/2005 do CONAMA e a Resolução nº 42 e o Decreto nº 55871 da ANVISA. Pb acima do limite foi encontrado em três pontos de coleta e em uma das repetições do quarto ponto. Em um dos pontos de coleta, o elemento Cu estava em teores acima da legislação. O Cd em todas as amostras estava abaixo do limite de detecção. Ni e Cr foram quantificados abaixo do limite legal. Por se tratar de uma área com grande produção agrícola e sem tratamento adequado de esgotos e resíduos urbanos, sugere-se que este estudo seja realizado para identificar as fontes de contaminação em diferentes épocas do ano.


Keywords


níquel, cromo, cobre, chumbo.

References


ADRIANO, D.C. (2001). Trace Elements in terrestrial Environments. Eds. Springer, New York, 867p.

ALLOWAY, B. J.; AYRES D. C.; Chemical Principles of Environmental Pollution, 1st ed., Blackie Academic and Professional: Glasgow, 1994.

BRASIL - CONAMA – Comissão Nacional do Meio Ambiente (2005) - Resolução CONAMA 357 - Dispõe sobre a classificação dos corpos d’água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, e dá outras providências. Diário Oficial da União, 53, seção 1, 58-63, Brasília, DF, Brasil.

COBRAPE - Companhia Brasileira de Projetos e Empreendimentos. Plano de recursos, 2015.

COSTA, G.B. Avaliação dos efeitos dos metais pesados Cadmio, Chumbo, Cobre e Manganês, na morfologia e na fisiologia da macroalga. 2015. 130 p. Dissertação (pós-graduação) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, 2015.

CUNHA FILHO, F.F.; NETTO, A.M.; NASCIMENTO, C.W.A.; BIONDI, C.M.; NETO, J.A.S. Metais pesados em amostras de água de irrigação da maior região produtora de hortaliças folhosas de Pernambuco. Scientia plena, vol. 10, nº. 10, p.1-7, setembro, 2014.

CUNHA, B. R. et al. Investigação dos efeitos do níquel sobre células neoplásicas cultivadas in vitro. In: 54º CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA, Salvador. Resumos. Salvador: SBG, 2008.

FERREIRA, D. A.; ROSOLEN, V. S. Análise dos impactos gerados pelo aterro sanitário no rio Uberabinha (Uberlândia/MG) com foco na concentração de metais pesados. Caderno Prudentino de Geografia, n.33, v.2, p.85-100, 2011.

LARINI, Lourival; SALGADO, Paulo E. de T; LEPERA, José S. Metais. In: LARINI, Lourival. Toxicologia. 3.Ed. São Paulo: Manole, 1997. p.131-135.

MOREIRA, J. C.; MOREIRA, F. R. Os efeitos do chumbo sobre o organismo humano e seu significado para a saúde. Revista Panamericana de Salud Pública, Washington, v. 15, n. 2, p. 119–129, 2004.

NILSSON, J. Soil vulnerability mapping in Sweden. Maping of soil and terrain vulnerability to specified chemical compounds in Europe at scale of 1:5m, 1991, Wageningen, Holanda. Anais. Wageningen, Holanda: 1991. P. 117-125.

OLIVEIRA, C. A.; GERMANO, P. M. Estudo da ocorrência de enteroparasitas em hortaliças comercializadas na região metropolitana de São Paulo, SP, Brasil. II.Pesquisa de protozoários intestinais. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 26, n. 5, p. 332-335, 1992.

RAMALHO, J. F. G. P.; AMARAL, N. M. B.; VELLOSO, A. C. X. Contaminação da micro bacia de Caetés com metais pesados pelo uso de agroquímicos. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.35, n.7, p.1289-1303, 2000.

RODRIGUEZ, M. P. Avaliação da qualidade da água da bacia do alto Jacaré-guaçu/sp (Ribeirão do feijão e Rio monjolinho) através de variáveis físicas, químicas e biológicas. 2001. Dissertação (Doutorado) – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Paulo. 2001.

SANTANA, Genilson; BARRONCAS, Priscila. Estudo de metais pesados (Co, Cu, Fe, Cr, Ni, Mn, Pb e Zn) na Bacia do Tarumã-Açu Manaus – (AM). Revista acta amazônica, v. 37, n.1. p.111-118. 2007

SCHVARTSMAN, Samuel. Intoxicações Agudas. 3ª.Ed. São Paulo: Sarvier, 1985 p.241-248.

SEEBAUGH, D.R.; GOTO D.; WALLACE, W.G. Bioenhancement of cadmium transfer along a multi-level food chain. Marine Environmental Research, 59(5): 473–491, 2005. Disponivel em: . Acesso: 28/02/18.

SILVA, A. R. B. Avaliação morfológica e elemental num modelo experimental de intoxicação com Metais Pesados. 2014. 139 p. Dissertação (Mestrado em Química Forense) – Universidade de Coimbra, 2014.

SILVA, A.B.A.; UENO, M. Qualidade sanitária das águas do rio Uma, São Paulo, no período das chuvas. Revista Biociências, v.14, n.1, p.82-86, 2008.

STEPHAN, I.; LATINI, T. O impacto da implantação de um campus universitário em Rio Paranaíba, MG. 2014. Disponível em: . Data de acesso: 24/10/2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-064

Refbacks

  • There are currently no refbacks.