Aplicabilidade da gestão do conhecimento no setor de tecnologia da informação numa instituição federal de ensino / Applicability of knowledge management in the information technology sector in a federal institution of teaching

Gilberto Medeiros Borges Junior, Silvia Marina Rigo, Liliane Josefa Orso Pinheiro, Cristina Keiko Yamaguchi

Abstract


 

Neste trabalho verificou como o setor de Tecnologia da Informação (TI) de um campus de uma instituição federal de ensino, trata o tema Gestão do Conhecimento (GC) em seus processos. Com o objetivo de identificar a situação atual da implantação de práticas de GC no setor de TI em uma instituição federal de ensino foi realizada uma pesquisa qualitativa de caráter exploratório que utilizou o estudo de caso como estratégia. Os resultados mostram que apesar dos esforços do setor de TI em registrar os conhecimentos do setor, o conhecimento tácito ainda prevalece, sendo necessária um trabalho maior para internalização do conhecimento, como manuais bem estruturados e divulgados para transmitir soluções simples e rápidas para vários dos problemas cotidianos de todos os setores. Constata-se que a análise em apenas um setor da instituição de ensino é um limitador para a análise da Gestão do Conhecimento. Fica como sugestão de estudos futuros, expandir o estudo aos demais setores ou ao setor de TI de todos os campus da instituição de ensino que concretizará ou retificará os resultados obtidos nesta pesquisa.


Keywords


Gestão do Conhecimento; Compartilhamento do conhecimento; Tecnologia da Informação.

References


Bardin, L.(2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Choo, C. W. (2003). A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: Senac.

Corrêa, F. (2014). A Gestão do Conhecimento Aplicada ao Setor de Tecnologia da Informação. 173f. Dissertação (Mestrado em Sistema de Informação e Gestão do Conhecimento) Curso de Mestrado Profissional em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento. FUMEC, Fundação Mineira de Educação e Cultura, Belo Horizonte. Disponível em: http://www.fumec.br/revistas/sigc/article/view/2553. Acesso em: 15 jan 2018.

Davenport, T.H.; Prusak, L. (1998). Conhecimento empresarial: como as organizações gerenciam o seu capital intelectual. 7. ed. Rio de Janeiro: Campus.

Firestone, J. M.; Mcelroy, M. W. (2001). Key issues in the new knowledge management. Amsterdam: Butterworth-Heinemann; Boston, MA: KMCI.

Gil, A. C. (2008). Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas.

Hernandes, C.A.; Cruz, C.S. da; Falcão, S.D. (2000). Combinando o Balanced Scorecard com a Gestão do Conhecimento. Caderno de Pesquisas em Administração. São Paulo, vol. 01, n. 12.

Mitri, M. A. (2003). Knowledge management framework for curriculum assessment.Journal of Computer Information Systems, [S.l.], v. 43, n. 4, p. 15-24.

Lucas, D.R.; Lucas, D.S. (2010).Capital Intelectual: Conhecimento, Habilidade e Competências que Geram Receitas. Revista Mineira de Contabilidade.Minas Gerais, vol. 2, n. 38.

Nonaka, I.; Takeuchi, H. (1997).Criação de conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. 4. ed. Rio de Janeiro: Campus, 358 p.

Rosini, A.M.; Palmisano, A.(2011) Administração de Sistemas de informação e a Gestão do Conhecimento.2 Ed. São Paulo: Cengage Learning.

Santiago Jr., J. R. S. (2004).Gestão do conhecimento: a chave para o sucesso empresarial. São Paulo: Novatec.

Song, M.; Bij, H. van der; Weggeman, M. (2006). Factors for improving the level of knowledge generation in new product development. R & D Management, [S.l.], v. 36, n. 2, p. 173-87, Mar.

Stewart, T.A. (1998). Capital intelectual: a nova vantagem competitiva das Instituições. Tradução de Ana Beatriz Rodrigues, Priscila Martins celeste. – Rio de Janeiro: Campus, 237 p.

Yin, R.K. (2001). Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n5-1606

Refbacks

  • There are currently no refbacks.