O ciclo de formação do projeto brotar nascentes a partir da política nacional de meio ambiente / Training cycle of the project brotar nascentes from the national environmental policy

Mila Fiusa Wanderley, Rosineide Pereira Mubarack Garcia

Abstract


Este artigo discorre sobre o Brotar Nascentes, projeto socioambiental, executado em comunidades rurais de Santo Antônio de Jesus/Bahia, pelo Grupo Ambientalista Nascentes (GANA), selecionado no Programa Petrobras Ambiental, ação de implementação da Política Nacional de Meio Ambiente (PNMA). Estuda o ciclo desta Política desde a identificação do problema até a sua implementação. A pesquisa bibliográfica e documental foi desenvolvida a partir de referências como Santilli (2001), Saravia (2006), Secchi (2013) e outros autores além de documentos do GANA, 2010 -2015, se deu de forma descritiva, delineando a necessidade de impulsionar políticas que fomentem o respeito à cultura local e à preservação o meio ambiente. As ações desenvolvidas por organizações que se propõe a implementar Políticas Públicas neste segmento, podem ser efetivas e transformadoras, mas ainda necessita que sejam vistas como prioritárias no que tange à sua continuidade e meios de avaliação.


Keywords


Política Ambiental, Políticas Públicas, Socioambientalismo.

References


ALTIERI, M. Agroecologia: bases científicas para uma agricultura sustentável. 3. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2012. 400 p.

BAYARDINO, R. A Petrobrás e o desafio da sustentabilidade ambiental. 2004. 65 f. Monografia. (Bacharelado) - Instituto de Economia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2004. Disponível em: acesso em 08 de maio de 2018.

BRASIL. Lei n.º 6.938, de 31 de agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação e dá outras providências. Diário Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasília, DF, 1981. 23 p. Disponível em: . Acesso em: 14 abr. 2018.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil, promulgada em 5 de outubro de 1988. Organização do texto: Juarez de Oliveira. 4. ed. São Paulo: Saraiva, 1990. 168 p. (Série Legislação Brasileira).

BEZERRA, Márcia. Análise socioambiental da porção urbana do Rio Mutum, Santo Antonio de Jesus, Bahia. 2007. 150 f. Dissertação (Mestrado em Cultura, Memória e Desenvolvimento Regional) - Departamento de Ciências Humanas, Universidade do Estado da Bahia, Santo Antônio de Jesus, 2007. Disponível em: . Acesso em: 22 de maio de 2018.

CAVALCANTE, C. 2004. Economia e Ecologia: Problemas da Governança Ambiental no Brasil. Revista Iberoamericana de Economía Ecológica, vol. 1, p. 1-10. 2006.

COMISSÃO MUNDIAL SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO (CMMAD). Nosso futuro comum. Rio de Janeiro: Fundação Getulio Vargas, 1988. 383 p.

CÂMARA, J. B. D. Governança Ambiental no Brasil: Ecos do Passado. Revista de Sociologia e Política, Curitiba, v. 21, n. 46, p. 125-146, jun. 2013. Disponível em: . Acesso em: 08 de maio de 2018.

CAVALCANTE, C. Economia e Ecologia: Problemas da Governança Ambiental no Brasil. Revista Iberoamericana de Economía Ecológica, v. 1, p. 1-10, 2004.

COSTA, V.; ALONSO, A. Por uma Sociologia dos conflitos ambientais no Brasil. In: ALIMONDA, H. Ecología política: Naturaleza, sociedad y utopia. Buenos Aires: Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales, 2002. p. 115-135.

FRASSON, I. Critérios de eficiência, eficácia e efetividade adotados pelos avaliadores de instituições não-governamentais financiadoras de projetos sociais. 2001. 170 f. Dissertação. (Mestrado em Engenharia de produção) – Departamento de Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina. Santa Catarina, 2001. Disponível em . Acesso em: 22 de julho de 2018.

GANA - Grupo Ambientalista Nascentes. Projeto Brotar Nascentes. Santo Antônio de Jesus: Grupo Ambientalista Nascentes, 2010. p.1-32.

GANA - Grupo Ambientalista Nascentes. Projeto Brotar Nascentes. Santo Antônio de Jesus: Grupo Ambientalista Nascentes, 2012. p.1-35.

GANA - Grupo Ambientalista Nascentes. Relatório Final Brotar Nascentes. Santo Antônio de Jesus: Grupo Ambientalista Nascentes, 2012.

GANA - Grupo Ambientalista Nascentes. Relatório Final Brotar Nascentes. Santo Antônio de Jesus: Grupo Ambientalista Nascentes, 2015.

GUIMARÃES, R. A ética da sustentabilidade e a formulação de políticas de desenvolvimento. In: DINIZ, Nilo; SILVA, Marina; VIANA, Gilney (Orgs). O desafio da sustentabilidade: um debate socioambiental no Brasil. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2001. p. 43-71.

HOFLING, H. M. Estado e Políticas (públicas) sociais. Cadernos Cedes, ano XXI, n. 55, p. 30-41, nov. 2001.

ICMBIO - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1. ed. Brasília: ICMBio, 2016. Disponível em: . Acesso em: . 08 de julho de 2018.

MACHADO, A. B. M.; DRUMMOND, G. M.; PAGLIA, A. P. Livro vermelho da fauna brasileira ameaçada de extinção. 1. ed. Brasília: MMA, 2008. 1420 p. 2v. Disponível em: . Acesso em: 22 de agosto de 2018

OSZLAK, O. Políticas Públicas E Regimes Políticos: Reflexões a Partir de Algumas Experiências Latino-Americanas. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 16, n. 1, p. 17-60, mar. 1982.

Petrobrás Brasileiro S.A. Relatório Anual de Atividades. Rio de Janeiro, RJ: Petrobrás, 2001. Disponível em: < http://www.br.com.br/pc/sociedade-e-meio-ambiente/relatorio-de-sustentabilidade>. Acesso em: 10 de agosto de 2018.

Petrobrás Brasileiro S.A. Relatório Anual de Atividades. Rio de Janeiro, RJ: Petrobrás, 2000. Disponível em: < http://www.br.com.br/pc/sociedade-e-meio-ambiente/relatorio-de-sustentabilidade>. Acesso em: 10 de agosto de 2018.

Petrobrás Brasileiro S.A. Programa Petrobras Socioambiental. [S. l.: s. n.], 2012. Disponível em: . Acesso em: 22 de agosto de 2018.

SANTILLI, J. Socioambientalismo e novos direitos: Proteção jurídica à diversidade biológica e cultural. In: DINIZ, Nilo; SILVA, Marina; VIANA, Gilney (Orgs). O desafio da sustentabilidade: um debate socioambiental no Brasil. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2001. p. 43-71.

SARAVIA, H.; FERRAREZI, E. Coletânea de Políticas pública. 1. ed. Brasília: ENAP, 2006. 261 p. 2 v.

SECCHI, L. Políticas Públicas: conceitos, esquemas de análise e casos práticos. 1. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. 188 p.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-025

Refbacks

  • There are currently no refbacks.