Perfil do plantel de reprodutores utilizados na produção de peixes da região dos Carajás, Pará / Breeding stock profile used in fish production in the Carajás region, Pará

Geciele Santos Cruz, Natália Bianca Caires Medeiros, Marcela Cristina Flexa do Amaral, Késia Luana Pompeu Gonçalves, Igor Guerreiro Hamoy, Marília Danyelle Nunes Rodrigues

Abstract


Neste estudo buscou-se caracterizar o perfil do plantel de reprodutores de peixes, reunindo informações sobre as práticas de manejo, origem e as espécies produzidas na região dos Carajás. Os laboratórios de alevinagem onde os dados foram levantados, localizam-se nos municípios de Tucumã, Xinguara, Breu Branco, Parauapebas e Marabá. Os dados coletados foram tabulados e submetidos à análise estatística descritiva. Em relação aos plantéis de reprodutores, em média seis espécies são produzidas, Tambaqui (Colossoma macropomum), Piau (Leporinus obtusidens), Curimatã (Prochilodus spp), Pirarucu (Arapaima gigas), Piabanha (Brycon insignis) e Pirapitinga (Piaractus brachypomus), num total de 651 matrizes, onde 83,33% dos produtores possuem ciência de sua origem. A frequência de reposição dos casais utilizados, 16,67% dos entrevistados afirmaram repor os plantéis a cada 2 ou 3 anos, 16,67% realizam reposição entre 4 e 5 anos, 16,67% adicionam durante todo o ano e 33,33% dividem-se entre os produtores que não fazem reposição e os que não adquirem por meio de compra, utilizando reprodutores do próprio empreendimento. As propriedades utilizam-se de três critérios para a seleção dos reprodutores: maior estímulo à ovulação e espermiação, conformação das gônadas e o porte do animal. Quanto a densidade de estocagem, 16,67% responderam realizar diferenciação por espécie de peixe - um peixe/m2 (redondo) e um peixe/10m2 (carnívoro) - e 83,33% afirmam que não o fazem. Entretanto, 100% dos produtores entrevistados não possuem informações referentes a quantidade de lipídios e de energia comestível constituinte da ração ou alimento natural. O custo mensal com ração para os produtores nessas regiões (safra 2015/2016) foi em torno de R$ 1.667,75 ao mês, representando um alto custo para o sistema produtivo. Contudo, foi observado que um maior número de informações técnicas, juntamente com o planejamento dos sistemas de rastreabilidade, são fatores importantes para piscicultura na região, que oportunizariam significativa melhoria dos plantéis de reprodutores, visto que alguns ajustes técnicos, científicos e boas indicações práticas de manejo são capazes de garantir maior desenvolvimento para a piscicultura na região.

 


Keywords


Matrizes, Piscicultura, Reprodução.

References


AMARAL, M.C.F.; CAIRES, N.B.C.; RODRIGUES, M.; SOUSA, L. L.; JESUS, E. C.; HAMOY, I. H.; NUNES-RODRIGUES, M. D. Management and technological practices in Amazonian fish farms: A case study in the Southeast of Pará. Aquaculture, 507:183–189, 2019.

BALDISSEROTTO B. Piscicultura continental no Rio Grande do Sul: situação atual, problemas e perspectivas para o futuro. Ciência Rural, 39: 291-299, Santa Maria, 2009.

BRANCO, O.E.A. 2006. Avaliação da disponibilidade hídrica: Conceitos e aplicabilidade. Disponível em: . Acesso em 18 ago. 2016.

BRASIL. Resolução CONAMA nº413 de 26 de junho de 2009. Estabelece normas e critérios para o licenciamento ambiental da aquicultura, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 30 jun. 2009. Seção 1, p.126-129.

FRACALOSSI, D. M.; CYRINO, J. E. P. Nutriaqua: nutrição e alimentação de espécies de interesse para a aquicultura brasileira, 2013.

GUERREIRO, L. R. J. Custo de produção, análise econômica e gerencial em unidade de produção de alevinos de peixes reofílicos: Estudo de caso em Rondônia. 2012. 141 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Faculdade de Agronomia, Programa de Pós-Graduação em Zootecnia. Porto Alegre, 2012.

GUERREIRO, L. R. J.; RODRIGUES, M. D. N.; MOREIRA, H. L. M.; STREIT JR, D. P. Characterization of unit producing fingerlings of Rio Grande of South, Brazil. International Journal of Development Research, v. 5, n. 6, p. 4720-4724, 2015.

PAULA, S.B. 2015. Panorama da Piscicultura no Brasil, com ênfase na Região Norte. Disponível em: . Acesso em 18 ago. 2016.

SCORVO-FILHO, J.D.; ROMAGOSA, E.; AYROZA, L.M.S.; FRASCÁ-SCORVO, C.M.; MERCADANTE, C.T.J. 2004. Desempenho do pintado, Pseudoplatystoma corruscans criado em tanques-rede e em viveiros. In: AQÜIMERCO, 126, Vitória, 24–28 mai./2004. Anais... Espírito Santo: Associação Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática – AQUABIO, 2004.

TROMBETA, T. D.; SILVA, W. ZARZAR, C. A.; REIS, B. P. Caracterização produtiva e análise do ambiente institucional da piscicultura em Monte Alegre –Pará. Brazilian Journal of Development. Vol. 6 (2):5473-5497, 2020




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-022

Refbacks

  • There are currently no refbacks.